+55 (21) 3017-9090

Rua Maricá, 320 - Rio de Janeiro

Top

audios

2 Timóteo 3:16-17 “Toda a Escritura é inspirada por Deus e útil para o ensino, para a repreensão, para a correção, para a educação na justiça, a fim de que o homem de Deus seja perfeito e perfeitamente habilitado para toda boa obra.”

 Quando falamos em integridade, referimo-nos à credibilidade, ao que é aceitável e confiável. Para nós, povo da Graça de Deus, a Palavra de Deus é, absolutamente, íntegra.

Existem muitos cristãos que dizem crer na Bíblia, mas não a vivenciam, não possuem uma confissão em linha com ela. Qual é a causa disso? A causa é que a Palavra não está sendo pregada segundo o Evangelho de Deus. Conseqüentemente, não está sendo entesourada no coração e não está nos lábios de muita gente.

Hebreus 10:1-2 “Ora, visto que a lei tem sombra dos bens vindouros, não a imagem real das coisas, nunca jamais pode tornar perfeitos os ofertantes, com os mesmos sacrifícios que, ano após ano, perpetuamente, eles oferecem. Doutra sorte, não teriam cessado de ser oferecidos, porquanto os que prestam culto, tendo sido purificados uma vez por todas, não mais teriam consciência de pecados?”

Estamos  falando sobre a grande necessidade de termos uma consciência limpa e boa para com Deus. Vamos abordar esse assunto porque muitos cristãos ainda praticam obras da lei, pensando que, ao se sacrificarem, ao pagarem o preço, serão melhores diante de Deus. Mas a Bíblia diz que nenhum sacrifício humano pode tornar alguém perfeito. E por que a lei não podia tornar ninguém perfeito? Porque ela não fazia com que a consciência fosse mudada. As pessoas continuavam com a consciência de pecado. Ora, precisamos entender que aqui está a grande chave da vida espiritual. Quando o Espírito Santo opera na consciência, ele opera no homem total. A lei não podia fazer isso. Ela não podia ir à raiz do problema do ser humano, pois era composta de sacrifícios, de ritos, de cerimônias, de festas, de comida, de bebidas, mas os seus 613 mandamentos não mudavam a consciência do homem.

1 Pedro 3:15: “antes, santificai a Cristo, como Senhor, em vosso coração, estando sempre preparados para responder a todo aquele que vos pedir razão da esperança que há em vós,”

 O mais importante da vida espiritual é estarmos seguros sobre tudo que envolve a nossa Fé, pois, quando estamos seguros, sabemos fazer a sua defesa e usá-la, especialmente naquelas horas difíceis de uma doença, de um revés, de uma vicissitude, de uma luta ou de uma crise. O próprio Senhor Jesus disse que neste mundo passaríamos por aflições, mas que tivéssemos bom ânimo, porque assim como Ele venceu, nós venceríamos também.

Efésios 5:13-17: “Mas todas as cousas, quando reprovadas pela luz, se tornam manifestas; porque tudo que se manifesta é luz. Pelo que diz: Desperta, ó tu que dormes, levanta-te de entre os mortos, e Cristo te iluminará. Portanto, vede prudentemente como andais, não como néscios e sim como sábios, remindo o tempo,  porque os dias são maus. Por esta razão, não vos torneis insensatos, mas procurai compreender qual a vontade do Senhor”.

 

Para podermos compreender a razão desta advertência de Paulo à igreja dos efésios: “Os dias são maus! Viva como uma pessoa sábia! Desperta, ó tu que dormes!” precisamos compreender alguns fatos a respeito de Éfeso. O que se passava na cidade de Éfeso? Éfeso era a terceira cidade do império romano em importância, mas era a que mais se dedicava ao ocultismo. Era a cidade que mais hospedava magos, bruxos, charlatães de toda a espécie em termos espirituais. Então, que tipo de influência esta igreja recebia? Magia, ocultismo, idolatria, superstições possíveis e inimagináveis, deuses e deusas. Podes agora compreender que Paulo tinha razões para escrever esta carta doutrinal a uma igreja que, aparentemente, estava se deixando adormecer. Lê Atos 19:23-28.