+55 (21) 3017-9090

Rua Maricá, 320 - Rio de Janeiro

Top

Estudos

1ª. Pedro 2:9-10 “Vós, porém, sois raça eleita, sacerdócio real, nação santa, povo de propriedade exclusiva de Deus, a fim de proclamardes as virtudes daquele que vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz; vós, sim, que, antes, não éreis povo, mas, agora, sois povo de Deus, que não tínheis alcançado misericórdia, mas, agora, alcançastes misericórdia.” Que esta Palavra abençoe todos os corações. Caros irmãos, filhos na fé, selo do meu apostolado!  No tempo da pós  Ressurreição...

 

Hebreus 5:13 e 14 “Ora, todo aquele que se alimenta de leite é inexperiente na palavra da justiça, porque é criança. Mas o alimento sólido é para os adultos, para aqueles que, pela prática, têm as suas faculdades exercitadas para discernir não somente o bem, mas também o mal.”  

Paulo escreve uma carta à Igreja dos Hebreus,  uma Epístola, como eram chamadas as Cartas escritas pelos Apóstolos – porque essa congregação de judeus convertidos à Graça de Deus, ainda vivia débil na fé poderosa, porque o judaísmo permeava a Igreja e as obras da carne ainda estavam fortes no meio daquela  Igreja. Havia dúvidas em relação ao verdadeiro Cristianismo porque os cristão não cresciam espiritualmente como deveriam. Aliás  sempre que  não há crescimento espiritual, todas as vezes que a pessoa não avança no seu conhecimento, as dúvidas são estabelecidas, as inquietações e as interrogações também. Muitos crentes chegam até a duvidar em algum momento  se Deus existe ou não. Paulo explica à Igreja qual era o drama da debilidade que havia, Por isso diz “Ora, todo aquele que se alimenta de leite é inexperiente na palavra da justiça, porque é criança.”( Hbr 5:13)


Vamos conhecer a nossa posição e a nossa identidade nas questões de autoridade.

Diz  o Senhor Jesus Cristo em Lucas 10:19 “Eis aí vos dei autoridade para pisardes serpentes e escorpiões e sobre todo o poder do inimigo, e nada, absolutamente, vos causará dano.”

 O Espírito Santo de Deus diz que a autoridade do crente é o resultado de um decreto de Deus para Seus filhos. Esse decreto de autoridade é sobre todo mal, sobre todos os adversários ou adversidades, doenças, enfermidades, influencias malignas, maldades humanas, contendas, circunstâncias, apostasias, falsos profetas. É tudo o que é contra o Conhecimento de Deus que decretou e disse que Seus filhos têm.Quando o Senhor diz em Lucas em 10:19 “Eis aí vos dei autoridade para pisardes serpentes e escorpiões e sobre todo o poder do inimigo, e nada, absolutamente, vos causará dano.” A maioria dos cristãos,  imagina que essa autoridade dada por Deus, é somente do pastor da Igreja, mas não é verdade. Quando Deus falou isto se refeia a todo o Povo de Deus. Disse também o profeta Isaias 54:13 “Todos os teus filhos serão ensinados do SENHOR; e será grande a paz de teus filhos.” Ora, eu só posso ter paz se eu conhecer a minha posição espiritual; se eu souber quais decretos Deus imputou à minha vida. Versículos 14-15 “Serás estabelecida em justiça, longe da opressão, porque já não temerás, e também do espanto, porque não chegará a ti. Eis que poderão suscitar contendas, – é verdade! –  mas não procederá de mim; quem conspira contra ti cairá diante de ti.” Versículo 17 “Toda arma forjada contra ti não prosperará; toda língua que ousar contra ti em juízo, tu a condenarás; esta é a herança dos servos do SENHOR e o seu direito que de mim procede, diz o SENHOR.”

Gênesis 18:18-19. “visto que Abraão certamente virá a ser uma grande e poderosa nação, e nele serão benditas todas as nações da terra? Porque eu o escolhi para que ordene a seus filhos e a sua casa depois dele, a fim de que guardem o caminho do SENHOR e pratiquem a justiça e o juízo; para que o SENHOR faça vir sobre Abraão o que tem falado a seu respeito.”

 Hoje vamos, especificamente, falar sobre o que Deus requer para fazer da nossa vida, do nosso lar, do nosso casamento, dias de céus na Terra. Deus disse que Abraão iria ter uma grande e poderosa Nação.

Efésios 1:4-6 “assim como nos escolheu nele antes da fundação do mundo, para sermos santos e irrepreensíveis perante ele; e em amor nos predestinou para ele, para a adoção de filhos, por meio de Jesus Cristo, segundo o beneplácito de sua vontade, para louvor da glória de sua graça, que ele nos concedeu gratuitamente no Amado.”

Meu filhinho na fé, amado do Senhor, santo precioso de Deus!

 Vamos falar um pouco do maior ato de Deus em questões de amor: a PREDESTINAÇÃO. Muitas pessoas pensam que a PREDESTINAÇÃO é uma injustiça de Deus, e não um ato de amor.

Ele não pode negar-SE

O tema de referência é muito importante, chega a ser intrigante. Sendo Ele Deus, pode tudo!Nós vamos trabalhar sobre essas convicções e certezas da Bíblia Sagrada, de um Pacto de Melhores e Superiores Promessas conforme 2ª. Timóteo 2:11-13 “Fiel é esta palavra: Se já morremos com ele, também viveremos com ele; se perseveramos, também com ele reinaremos; se o negamos, ele, por sua vez, nos negará; se somos infiéis, ele permanece fiel, pois de maneira nenhuma pode negar-se a si mesmo.”

1 Pedro 3:21 “a qual, figurando o batismo, agora também vos salva, não sendo a remoção da imundícia da carne, mas a indagação de uma boa consciência para com Deus, por meio da ressurreição de Jesus Cristo;”.

Quando o Apóstolo Pedro escreveu esta carta às Igrejas, Ele já havia sido confrontado por Paulo e, por conseguinte, já havia compreendido o significado da figura de Deus. Por isso, ele pôde usar essa expressão tão forte falando da consciência, da indagação de uma boa consciência.

O próprio Pedro, anteriormente, não tinha uma consciência pura. Vejamos o que diz Gálatas 2:11-14 “Quando, porém, Cefas veio a Antioquia, resisti-lhe face a face, porque se tornara repreensível. Com efeito, antes de chegarem alguns da parte de Tiago, comia com os gentios; quando, porém, chegaram, afastou-se e, por fim, veio a apartar-se, temendo os da circuncisão. E também os demais judeus dissimularam com ele, a ponto de o próprio Barnabé ter-se deixado levar pela dissimulação deles. Quando, porém, vi que não procediam corretamente segundo a verdade do evangelho, disse a Cefas, na presença de todos: se, sendo tu judeu, vives como gentio e não como judeu, por que obrigas os gentios a viverem como judeus?”

Pedro, enquanto seguiu as diretivas da lei de Moisés, o legalismo, era uma pessoa repreensível. Há uma forma de se seguir corretamente o Evangelho, que é a Graça de Deus, e Pedro, apesar da sua sombra curar, de ter andado sobre as águas, de ter sido amigo do Mestre, não compreendia o significado da Graça.

Hebreus 11:1 “Ora, a fé é a certeza de coisas que se esperam, a convicção de fatos que se não veem.”

 

Meus amados irmãos, minha família, povo de Propriedade Exclusiva de Deus, ovelhas de Jesus, aqueles que são parte da Universal Assembleia dos Santos, primogênitos, que têm os seus nomes arrolados nos altos céus, irmãos queridos, minha família, meus filhos.

Iniciamos  uma nova década; e o Espírito Santo me incumbiu, inspirou e encorajou  para preparar o povo do Senhor, seja  o da Igreja  presente como o povo que está distante e assiste nossas mensagens pela mídia. O objetivo é  ensinar o povo é viver uma nova década com fé. No domingo passado, eu ensinei que, ou tu vives com fé, ou tu vives com medo. As pessoas que vivem com fé  estabelecem alvos de fé; não vivem por viver, não estão aqui por um acaso. Acreditam na Bíblia, estabelecem alvos e metas.Salientamos portanto, alguns pontos que nos servem de orientação que para atingir os objetivos precisamos: