+55 (21) 3017-9090

Rua Maricá, 320 - Rio de Janeiro

Top

RESGATADOS PELO SANGUE DE JESUS

RESGATADOS PELO SANGUE DE JESUS

1 Pedro 1:18-20 “… sabendo que não foi mediante coisas corruptíveis, como prata ou ouro, que fostes resgatados do vosso fútil procedimento que vossos pais vos legaram, mas pelo precioso sangue, como de cordeiro sem defeito e sem mácula, o sangue de Cristo, conhecido, com efeito, antes da fundação do mundo, porém manifestado no fim dos tempos, por amor de vós”.

O sangue de Jesus Cristo é o presente mais precioso que o Senhor deu à Sua  igreja. Poucos cristãos nesta terra entendem sobre o valor e as virtudes do sangue de Cristo. Todas as igrejas falam sobre o sangue, cantam hinos sobre o poder do sangue de Jesus, mas poucos vivem debaixo do poder do sangue que foi derramado na cruz do Calvário. Por isso, meu amado, por revelação do Espírito Santo, eu quero te falar do significado do sangue de Cristo, da glória do seu derramamento e dos benefícios que esse sangue outorgou e outorga à Sua igreja.

Sabemos que, pelo sangue, nossos pecados foram redimidos; tanto os do passado, como os do presente e do futuro. Estamos livres do cativeiro da iniqüidade! Os benefícios da cruz são para sempre! Mas, há muito mais na Bíblia Sagrada a respeito das virtudes do sangue de Jesus. Sabermos apenas que estamos livres do cativeiro, que fomos redimidos e estamos perdoados é muito pouco. A Bíblia nos mostra o sangue de Jesus de duas formas: derramado e aspergido.

Vê o que diz Lucas 22:20 “Semelhantemente, depois de cear, tomou o cálice, dizendo: Este é o cálice da nova aliança no meu sangue derramado em favor de vós.” Portanto, a partir daquele momento, a velha aliança, o judaísmo, estava levando o seu golpe mortal. A lei é fraca, é inútil, nunca foi capaz de salvar ninguém. Naquela hora, Jesus estava dando um ponto final à lei: às abluções, às vigílias, ao duro trato do corpo, como os jejuns, as horas intermináveis de joelhos, os sacrifícios… A ceia do Senhor nada tem a ver com a páscoa dos judeus. Ele estava estabelecendo a Nova Aliança. Se há uma nova, a velha tem que ser tirada.

Quando Jesus diz: “o cálice da nova aliança no meu sangue derramado em favor de vós”, Ele está se dirigindo ao povo de Deus, aos eleitos, aos predestinados do Senhor. Se o Senhor tivesse derramado o seu sangue por toda a humanidade, tanto ovelhas como cabritos, todos seriam salvos. Daqueles que têm o seu nome no Livro da Vida, nenhum poderá se perder. Se eu me perdesse para o inferno, Cristo se perderia comigo, porque ele vive em mim! Cristo vive em nós!

A Igreja de Jesus comemora o Seu sacrifício, Sua morte e ressurreição, sempre que participa da ceia. Mas a Bíblia também fala de aspersão. Vamos aprender um pouco mais sobre essas palavras bíblicas no Livro de Êxodo, onde há uma das passagens mais dramáticas da Bíblia. O povo de Deus estava pronto para celebrar a páscoa judaica, e Deus dera uma ordem a Moisés para libertar o povo do Egito e levá-lo para a terra prometida, a Canaã celestial.

Vê o que diz Êxodo 12:22-23 “Tomai um molho de hissopo, molhai-o no sangue que estiver na bacia e marcai a verga da porta e suas ombreiras com o sangue que estiver na bacia; nenhum de vós saia da porta da sua casa até pela manhã. Porque o SENHOR passará para ferir os egípcios; quando vir, porém, o sangue na verga da porta e em ambas as ombreiras, passará o SENHOR aquela porta e não permitirá ao Destruidor que entre em vossas casas, para vos ferir.” Deus deu uma instrução ao Seu povo e disse que não saíssem de casa. Naquela noite, passaria o anjo da morte e feriria os egípcios e mataria muita gente, mas nada aconteceria aos que tinham a marca do sangue, pois o Senhor não permitiria que o Destruidor os atingisse.

O sangue que foi aspergido nas portas dos judeus tipifica o sangue de Cristo, que foi derramado na cruz do Calvário em favor da Sua Igreja. Amado, quando alguém reconhece Jesus como Senhor, por causa da sua predestinação, o umbral da sua porta, ou seja, o seu coração, está aspergido com o sangue de Cristo. E esta aspersão é para perdão, mas também para proteção. Ou seja, quando estamos debaixo da proteção do sangue, estamos livres dos poderes destruidores de Satanás. ‘Quem é nascido de Deus, Deus o guarda e o maligno não lhe toca’. O Destruidor não pode tocar quem é marcado pelo sangue de Cristo! O mal passa, ronda, mas não pode te ferir, irmão!

O sangue de Cristo nos traz segurança, poder e proteção. Vê o que diz Hebreus 9:19-20 “… porque, havendo Moisés proclamado todos os mandamentos segundo a lei a todo o povo, tomou o sangue dos bezerros e dos bodes, com água, e lã tinta de escarlate, e hissopo e aspergiu não só o próprio livro, como também sobre todo o povo, dizendo: Este é o sangue da aliança, a qual Deus prescreveu para vós outros.” Isto significa que todo o povo de Deus está debaixo da proteção do sangue, senão, o maligno nos destruiria. Pela fé, há uma marca do sangue na nossa vida! Aleluia!

Amado, nós vivemos uma Nova Aliança. Agora não é mais sangue de cordeiros,  bodes, bezerros, é o SANGUE DE JESUS! Diz Hebreus 8:6-7 “Agora, com efeito, obteve Jesus ministério tanto mais excelente, quanto é ele também Mediador de superior aliança instituída com base em superiores promessas. Porque, se aquela primeira aliança tivesse sido sem defeito, de maneira alguma estaria sendo buscado lugar para uma segunda.” O que se fazia no Antigo Testamento tipificava o que Jesus fez por nós na cruz do Calvário. Fomos selados com o sangue de Cristo, e, pelo sangue, podemos ter comunhão com Ele, viver na Sua presença e ter acesso ao Trono da Graça de Deus! Nada pode nos separar dessa comunhão!

Vejamos o que diz a Palavra em Hebreus 10:19-21 “Tendo, pois, irmãos, intrepidez para entrar no Santo dos Santos, pelo sangue de Jesus, pelo novo e vivo caminho que ele nos consagrou pelo véu, isto é, pela sua carne, e tendo grande sacerdote sobre a casa de Deus…” Uma vez que tenho o sangue de Cristo sobre minha vida, estou debaixo da proteção deste sangue, o maligno não me toca, estou protegido, e, mais do isto, tenho agora que saber sobre as virtudes deste sangue. Há momentos, irmão, que somos obrigados a invocar esse poder, por isso, se não soubermos dessas virtudes, como invocaremos?

Irmão, nós temos um Sumo Sacerdote, Jesus, não mais o sacerdote do Antigo Testamento, que, uma vez por ano, entrava no Santo dos Santos para aspergir o sangue de animais. Temos, agora, um Sacerdote para todo o tempo e em todo tempo! Vê o que diz Hebreus 3:1 “Por isso, santos irmãos, que participais da vocação celestial, considerai atentamente o Apóstolo e Sumo Sacerdote da nossa confissão, Jesus”. A nossa presença na igreja é uma vocação, é um chamado.

Assim como há pessoas vocacionadas para pintar, outros para cantar, outros para tocar, nós fomos vocacionados, celestialmente, para sermos o que somos hoje. Nada dependeu de nós, até para a salvação. Paulo disse: “Porque pela graça sois salvos, mediante a fé; e isto não vem de vós; é dom de Deus” (Efésios 2:8). Portanto, é importante considerarmos o Apóstolo e Sumo Sacerdote da nossa confissão, Jesus. Pastor, mas Jesus era um apóstolo? Claro! A palavra ‘apóstolo’ significa ‘enviado’. Jesus foi enviado, se fez homem, e esta missão de Apóstolo e Sumo Sacerdote da nossa confissão foi cumprida. Agora, por causa dEle, somos sacerdócio real e podemos confessar aquilo que Ele determinou para nossa vida!

Jesus ofereceu o Seu sangue na cruz para remissão dos pecados de todos os eleitos de todos os tempos. Vamos ver o que diz Hebreus 9:12 “… não por meio de sangue de bodes e de bezerros, mas pelo seu próprio sangue, entrou no Santo dos Santos, uma vez por todas, tendo obtido eterna redenção.” Irmão, nós somos eternamente salvos! É para sempre! Aleluia!

Vê, agora, o vs. 14 “… muito mais o sangue de Cristo, que, pelo Espírito eterno, a si mesmo se ofereceu sem mácula a Deus, purificará a nossa consciência de obras mortas, para servirmos ao Deus vivo!”. Vê a capacidade do que acontece, pela fé, por causa do sangue na vida de uma pessoa, até na sua própria consciência. Porque, não só o sangue de Jesus redime, livra, limpa, como opera também em nível de consciência. Passamos a ter uma consciência purificada.

Amado, nós não servimos para as obras mortas. Infelizmente, grande parte do que se faz na Igreja de Jesus são obras mortas. Um jejum é uma obra morta. Quando se jejua, pensa-se o seguinte: ‘Eu vou passar fome para ter poder para lutar com o diabo!’ Isto tudo é um engano! O único que teve poder para derrotar o valente foi um que era mais valente do que ele! Jesus! Vê isto em Hebreus 2:14 “Visto, pois, que os filhos têm participação comum de carne e sangue, destes também ele, igualmente, participou, para que, por sua morte, destruísse aquele que tem o poder da morte, a saber, o diabo”.

O diabo foi destruído, “CATARGEO”, no original grego, que significa “impedido de ter acesso aos crentes”. Então, apóstolo, por que a maioria do povo de Deus vive falando no diabo? Porque não conhecem Jesus. Por não conhecerem o valor, o poder do sangue, falam do diabo como se ele fosse grande. Só que a Bíblia diz que Jesus é o Rei de reis, o Senhor de senhores, Soberano, Deus único sobre todos. Quando começamos a compreender isso, até a nossa consciência fica purificada. A Palavra diz que para o puro, até o impuro ele vê puro. Mas aquele que não têm a consciência purificada pelo sangue só vê erro nos outros, ainda que puros.

Irmão, o sangue ainda fez mais. Vê o que diz Hebreus 9:24 “Porque Cristo não entrou em santuário feito por mãos, figura do verdadeiro, porém no mesmo céu, para comparecer, agora, por nós, diante de Deus”. Se alguma acusação vem, Ele é o nosso defensor. Se alguma mácula chega à nossa vida, Jesus diz: ‘Eu compareço por ele. Eu dei a vida por ele’! A provisão de Jesus é para o passado, o presente e o futuro. No entanto, a maioria dos crentes tem muito mais noção de pecado do que de vida com Deus. Assim ensina a tradição evangélica, muitos anos eu também ensinei: quanto mais medo o povo tiver, mais seguro está com Deus.

É exatamente o contrário! A Bíblia diz que fomos chamados para a liberdade! Não devemos nos submeter de novo ao jugo de escravidão. A lei escraviza, a graça liberta! Amado, temos que usufruir do poder do sangue, das virtudes do sangue. Aí, tu me perguntas: ‘Apóstolo, poderia me explicar quando passei a viver sob a proteção do sangue de Jesus? Em primeiro lugar, quem faz acontecer essa proteção é o Espírito Santo. Isto acontece quando recebemos Jesus como Senhor e Salvador.

Vê isto em Romanos 3:24-25 “… sendo justificados gratuitamente, por sua graça, mediante a redenção que há em Cristo Jesus, a quem Deus propôs, no seu sangue, como propiciação, mediante a fé, para manifestar a sua justiça, por ter Deus, na sua tolerância, deixado impunes os pecados anteriormente cometidos”. Quando o sangue de Jesus vem sobre a nossa vida, Deus, quando nos olha, nos vê justificados. Somos justos perante Deus.

Mas, pastor, se é assim tão simples, da próxima vez, eu vou pular o Carnaval. Irmão, se é isto que tu pensas, não houve mudanças na tua vida! Muitas pessoas vêm para a igreja querendo saber onde estão os limites, as fronteiras do erro… Não faças isto! Não procures as fronteiras, porque, se daqui para lá já é erro, tu vives sempre nos limites. Anda segundo a Palavra. A Bíblia diz que temos que honrar os nossos corpos. Não fomos feitos para a impureza. Paulo disse: ‘Todas as coisas me são lícitas, mas nem tudo me convém’ (1 Coríntios 6:12).

O apóstolo Paulo diz assim em 1 Coríntios 11:27 “Por isso, aquele que comer o pão ou beber o cálice do Senhor, indignamente, será réu do corpo e do sangue do Senhor.” O que significa ‘indigno’, aqui? Paulo diz, desde o início, que somos santos, irrepreensíveis, predestinados, eleitos, escolhidos, mas agora, fala  em ‘indigno’. Pode um crente ser indigno diante de Deus? Não. Nós somos justificados. E qual é a ‘indignidade’? A indignidade é participar da ceia sem conhecimento. É beber do cálice e comer do pão sem entender o corpo e o sangue de Cristo.

O cristão, por mais errado que pudesse estar, nunca seria indigno diante de Deus. A obra já foi feita, está consumada em nossa vida. A indignidade é não creres no poder do sangue, no poder das chagas de Cristo; é não te sentires santificado aos olhos de Deus. Se não te sentes purificado, e participas da ceia, tu participas indignamente. Aliás, tenho visto muito cristão que, na hora da ceia, não participa dos elementos, porque se sente tão pecador que se acha indigno de fazê-lo.

Só a Graça de Deus tira esse rótulo. Vê o que diz 1 Coríntios 1:30-31 “Mas vós sois dele, em Cristo Jesus, o qual se nos tornou, da parte de Deus, sabedoria, e justiça, e santificação, e redenção, para que, como está escrito: Aquele que se gloria, glorie-se no Senhor.” Se eu não souber disto, irmão, sabes o que acontece? Eu vou me achar indigno. Vou me achar um pecador, um gafanhoto, um miserável, o pó da terra! Vou ficar clamando: Misericórdia, Deus! Misericórdia! E Deus vai dizer: ‘Mas o que foi que Eu tive por ti na cruz do Calvário, não foi misericórdia? Tu estás me pedindo uma coisa que Eu já te dei!’. Oh, Deus! Faz-me justo! ‘Eu já te tornei justo’. Irmão, tu tens que te gloriar na obra que o Senhor fez por ti! ELE JÁ TE FEZ JUSTO, SÁBIO, SANTO E REDIMIDO!

Graças a Deus que o Senhor levantou, no nosso ministério, um povo que tem o poder do sangue de Jesus Cristo! Um povo que crê na Palavra da Graça de Deus! Alicerçamos a nossa vida em verdades eternas. Mas há muitos cristãos que não acreditam na vitória final do sangue de Cristo. Acham difícil que o Senhor os considere justos. Muitos perguntam: ‘Pastor, mas Deus me considera justo? Logo eu?’ Vejamos o que diz  Romanos 5:1-2 “Justificados, pois, mediante a fé, temos paz com Deus por meio de nosso Senhor Jesus Cristo; por intermédio de quem obtivemos igualmente acesso, pela fé, a esta graça na qual estamos firmes; e gloriamo-nos na esperança da glória de Deus.”

Talvez, tu perguntes: Pastor, qual é a evidência da fé no poder do sangue? É o repouso, é o descanso. Quando crês de todo o coração, tu tens a consciência purificada, tens descanso, tens paz com Deus. E quando tu tens paz com Deus, não precisas ir ao analista, ao psicoterapeuta, ao psiquiatra… Não precisas tomar calmantes, tranqüilizantes, chás… Não precisas fazer nada! Jesus é a garantia da tua paz com Deus. Ele já te justificou! Ele te trouxe a Sua maravilhosa Graça!

Vejamos, agora, que o sangue também é aspergido na alma através da pregação. E qual a evidência deste acontecimento? Quando ouves a pregação, e a pregação te inflama, te toca, e tu gostas e recebes o que ouves, isto já é a ação do Espírito Santo com o sangue de Jesus na tua vida! A Bíblia diz em 1João 1:7 “Se, porém, andarmos na luz, como ele está na luz, mantemos comunhão uns com os outros, e o sangue de Jesus, seu Filho, nos purifica de todo pecado.”

Quando clamas pelo sangue, pela autoridade que está no sangue, e, mesmo estando debaixo de um ataque, tu tens consciência dessa autoridade, aí está a prova que tu estás debaixo do sangue de Jesus! Porque há pessoas que, quando debaixo de um ataque, em vez de clamarem pelo nome, pelo sangue de Jesus, não o fazem porque não conhecem o poder do sangue. Então, nada acontece!

Amado, nós fomos comprados pelo sangue, salvos pelo sangue, e somos mais que vencedores pelo sangue! Somos vitoriosos! Não fazemos parte da igreja para nos defendermos num tribunal, para sermos julgados. A igreja não é um tribunal. O nosso pecado foi pago, as contas foram pagas. E todos compareceremos diante do tribunal de Cristo não mais por causa dos pecados, mas para recebermos, ou não, galardão pelo que tivermos feito de bem ou de mal por meio do nosso corpo.

Não tenhas medo de tribunal. A Bíblia diz que passamos da morte para a vida! Não entraremos em juízo! O juízo já foi feito na cruz! Jesus comprou, com o Seu sangue, a nossa vitória! Seu sangue prevaleceu! Se estiveres seguro do poder da purificação e da justificação do sangue, a tua consciência nunca mais te condenará. Quando vires um crente cheio de condenação e culpa, ele pode estar convencido, mas ainda não está convertido. Vê o que diz Hebreus 10:22 “… aproximemo-nos, com sincero coração, em plena certeza de fé, tendo o coração purificado de má consciência e lavado o corpo com água pura.”

Depois de purificados da má consciência pelo sangue de Cristo, agora, temos uma consciência serena e em paz. Mas, apóstolo, quais são, exatamente, os benefícios que fluem do sangue de Cristo para os que tiveram o coração aspergido pelo Seu precioso sangue? São muitos, irmão:

1 – O sangue de Jesus redime de todo o pecado. Efésios 1:7 “… no qual temos a redenção, pelo seu sangue, a remissão dos pecados, segundo a riqueza da sua graça…”. Quais são esses pecados? Os que cometi antes de ter Jesus, os que cometi depois, e os que cometerei. Na carne, todos pecam.

2 – O sangue comprou toda a Igreja. Atos 20:28 “Atendei por vós e por todo o rebanho sobre o qual o Espírito Santo vos constituiu bispos, para pastoreardes a igreja de Deus, a qual ele comprou com o seu próprio sangue.” A Igreja de Jesus, que é constituída por todos os eleitos e predestinados de Deus, foi comprada, resgatada, pelo Seu próprio sangue. A idéia desta compra, deste resgate, vem dos mercados romanos, onde o escravo era colocado à venda, e alguém vinha e pagava o seu preço e o levava para casa. Jesus nos comprou da escravidão, pagou o preço com o Seu sangue, e nos trouxe para o Seu Reino!

3 – O sangue traz benefícios porque destrói todas as barreiras. Efésios 2:13-14 “Mas, agora, em Cristo Jesus, vós, que antes estáveis longe, fostes aproximados pelo sangue de Cristo. Porque ele é a nossa paz, [e não o nosso terror] o qual de ambos fez um; e, tendo derribado a parede da separação que estava no meio, a inimizade”. Aqui, a Palavra se refere a judeus e gentios, mas  quero dizer que, quando uma pessoa vem para a igreja trazida por Deus,  aspergido o sangue pela fé, as barreiras caem. A igreja não separa branco e negro, rico e pobre, patrão e empregado… Deus nos fez todos irmãos! Somos um em Cristo Jesus!

4 – O sangue santifica e purifica. Vê o que diz 1 Coríntios 1:2 “… à igreja de Deus que está em Corinto, aos santificados em Cristo Jesus, chamados para ser santos, com todos os que em todo lugar invocam o nome de nosso Senhor Jesus Cristo, Senhor deles e nosso…”. Jesus nos santificou. Somos santos, irmão!

5 – O sangue de Jesus venceu satanás e o afugentou da nossa vida. Apocalispse 12:11 “Eles, pois, o venceram por causa do sangue do Cordeiro e por causa da palavra do testemunho que deram e, mesmo em face da morte, não amaram a própria vida.”  Qual é a palavra do testemunho que nós, cristãos, temos que dizer? Senhor, eu acredito no poder vencedor do sangue! Eu acredito e proclamo a vitória do sangue, sejam quais forem as circunstâncias!

6 – Através do sangue, temos acesso ao Santo dos santos. Hebreus 10:19 “Tendo, pois, irmãos, intrepidez para entrar no Santo dos Santos, pelo sangue de Jesus”. Onde estamos, espiritualmente falando? Estamos no Santo dos santos. Pastor, e quando as pessoas dizem: ‘Senhor, eu entro na tua presença?’ Elas estão erradas, não sabem orar. Nós não entramos e saímos da presença de Deus, conforme era no Antigo Testamento, que o Espírito vinha, visitava e saía. Não! Ele agora mora em nós! Tivemos acesso pelo sangue, e estamos SEMPRE na presença de Deus!

E o que Deus espera dos Seus eleitos, uma vez que cremos que fomos aspergidos com o sangue? Primeiro, que vivas na paz e nunca duvides dEle! É uma blasfêmia alguém trazer de volta o pecado que já foi coberto pelo sangue de Cristo! É ultrajar o Espírito da Graça, é profanar o sangue da Aliança! Em segundo lugar, Ele quer que O louves com o coração agradecido. Diz Romanos 5:11 “… e não apenas isto, mas também nos gloriamos em Deus por nosso Senhor Jesus Cristo, por intermédio de quem recebemos, agora, a reconciliação.” Já recebemos a reconciliação. Em função disto, devemos sempre nos gloriar diante de Deus.

Salmos 32:11 “Alegrai-vos no SENHOR e regozijai-vos, ó justos; exultai, vós todos que sois retos de coração. Louva a Deus com o coração sincero, com palmas, com dança, com alegria! É isto que Deus espera daqueles que foram lavados no sangue de Cristo. Diz o Salmo 89:15 “Bem-aventurado o povo que conhece os vivas de júbilo, que anda, ó SENHOR, na luz da tua presença.” Aquele que conhece a revelação da Graça do Senhor é feliz! Glória a Deus!

Para terminar, vê o que diz o Isaías 61:10 “Regozijar-me-ei muito no SENHOR, a minha alma se alegra no meu Deus; porque me cobriu de vestes de salvação e me envolveu com o manto de justiça, como noivo que se adorna de turbante, como noiva que se enfeita com as suas jóias.” A igreja é lugar de alegria, de felicidade, de aprendizado. É onde aprendes a viver, a ser feliz, a ser cristão!

Amado, proclama a vitória do sangue! Jesus venceu por ti! LOUVA-O, GLORIFICA-O! DESCANSA EM DEUS!

 

Teu  Apóstolo e amigo Miguel Ângelo

 

Se nossa Mensagem tem abençoado a tua vida, se estas palavras tem feito bem ao teu espírito, ajude-nos a mantê-la, seja um semeador. Com certaza seu dízimo e oferta semeado em nosso ministério de evangelização, será honrado por Deus em tua vida com bençãos sem medidas. CLIQUE AQUI PARA DOAR!

Compartilhar
Nenhum Comentário

Escrever um Comentário