A certeza de que Deus responde

TEMA: A CERTEZA DE QUE DEUS RESPONDE – DOMINGO – 07/03/2004 – 1878.

TEXTO: Isaías 33:20“Olha para Sião, a cidade das nossas solenidades; os teus olhos verão a Jerusalém, habitação tranqüila, tenda que não será removida, cujas estacas nunca serão arrancadas, nem rebentada nenhuma de suas cordas.”

Meu querido filhinho na Fé, meu amado, escolhido de Deus, pedra que vive, selo do meu apostolado!

Tenho falado inúmeras vezes da profecia que recebemos na passagem do ano, cujos desdobramentos são extraordinários. E, dando continuidade ao que diz o Profeta Isaías, comecemos recordando o que significa “… habitação tranqüila, tenda que não será removida, cujas estacas nunca serão arrancadas, nem rebentada nenhuma de suas cordas.”

Essa promessa tem a ver com a nossa vida. Habitação tranqüila somos nós. Esse versículo mostra a vida de uma pessoa em paz, com provisão e descanso.

Para que a nossa vida seja realmente como uma habitação tranqüila, precisamos entender que é necessário vivermos intensamente submetidos a Deus. Para vivermos intensamente submetidos a Deus, é necessário uma vida de oração constante. Enfim, para que haja tranqüilidade, segurança e paz, é preciso que, definitivamente, entendamos o que é oração.

Todos os pastores falam muito de oração, mas eu queria que tu pensasses comigo num assunto: por que, apesar de se falar tanto de oração dentro das igrejas, é tão difícil orar? Se orar é uma necessidade imperiosa, por que o povo de Deus considera um fardo uma vida de oração diária? Vê o que Filipenses 4:6 diz: “Não andeis ansiosos de coisa alguma; em tudo, porém, sejam conhecidas, diante de Deus, as vossas petições, pela oração e pela súplica, com ações de graças”.

Aí está a ordem de Deus: ao invés de andarmos ansiosos, devemos entender que a nossa oração gera provisão para todas as áreas da nossa vida. Toda vez que tivermos uma situação contrária para resolver, em primeiro lugar, devemos orar a Deus. Normalmente, para o povo de Deus, a oração é a última instância. As pessoas, quanDo enfrentam um problema, recorrem aos amigos, ao Pastor, ao conselheiro, ao advogado e, por fim, buscam a Deus em oração. Jesus disse em Mateus 6:33: “buscai, pois, em primeiro lugar,”.

Essa realidade também é visível nas cartas e e-mails que recebo todos os dias. São pessoas com a vida arrasada, esboroada, com a família despencando, vivendo numa derrota tremenda, mas ninguém fala da vida de oração. Elas contam os seus dramas, expõem os seus problemas, mas não pensam na prioridade da oração. Não dizem que estão confiando na oração. Vejo cristãos com a sua vida ladeira a baixo, comprando livros de auto-ajuda, fazendo terapias, mas não os vejo orando. Insisto com a minha pergunta: por que é tão difícil orar? Por que é tão difícil buscar a Deus quando há uma necessidade desesperadora? Afinal, a Bíblia fala ou não do Deus que ouve e atende o clamor do aflito? Sim! Então, por que é tão difícil para as pessoas crerem nisso?

Vamos ver como o Espírito mostra a atitude de Deus diante da oração. É bom que tu saibas disso.

Comecemos com o Salmo 34:15“Os olhos do SENHOR repousam sobre os justos, e os seus ouvidos estão abertos ao seu clamor.”

Se os ouvidos de Deus estão abertos ao clamor do justo, por que razão o justo não clama?

Continua no versículo 17“Clamam os justos, e o SENHOR os escuta e os livra de todas as suas tribulações.”

Vê, a proposta de Deus é nos escutar e nos livrar de todas as tribulações. Só que a tendência do ser humano é buscar os recursos seculares em vez de falar com o Senhor. E, quando não encontra resultados, já no final de tudo, a pessoa diz: ‘Quem sabe Deus vai me ouvir?’

1 João 5:14-15 diz: “E esta é a confiança que temos para com ele: que, se pedirmos alguma coisa segundo a sua vontade, ele nos ouve. E, se sabemos que ele nos ouve quanto ao que lhe pedimos, estamos certos de que obtemos os pedidos que lhe temos feito.”

Devemos ter a certeza de que quando falamos com Deus, Ele ouve.

Tiago 5:16 diz: “Confessai, pois, os vossos pecados uns aos outros e orai uns pelos outros, para serdes curados. Muito pode, por sua eficácia, a súplica do justo.”

A súplica do justo possui um poder extraordinário, mas os justos, às vezes, não usam esse poder.

Mateus 21:22 diz: “e tudo quanto pedirdes em oração, crendo, recebereis.” Não há exceções.

Provérbios 15:8 diz: “O sacrifício dos perversos é abominável ao SENHOR, mas a oração dos retos é o seu contentamento.” Deus se contenta com a nossa oração.

Depois, no versículo 29, diz: “O SENHOR está longe dos perversos, mas atende à oração dos justos.” Deus fez uma obra completa na nossa vida. Somos justos. E, como justos, temos garantias. Ele diz que atende a nossa oração.

Salmo 102:17 diz: “atendeu à oração do desamparado e não lhe desdenhou as preces.” Deus não desdenha, não trata de qualquer forma a prece de um crente. Ele ouve e atende as nossas orações.

Diz o Salmo 138:3“No dia em que eu clamei, tu me acudiste e alentaste a força de minha alma.” Deus acode, alenta e dá força.

Salmo 81:7 diz: “Clamaste na angústia, e te livrei; do recôndito do trovão eu te respondi e te experimentei junto às águas de Meribá.”

Esses versículos são apenas uma parte daqueles tantos onde Deus mostra que Ele tem um cuidado especial por nós. São profundas e numerosas as promessas bíblicas mostrando o cuidado de Deus. Tenho experiências tremendas nesse sentido.

Quando nós batizávamos nas águas, certo dia, dentro do batistério, quando segurei o microfone, houve uma descarga elétrica, um retorno de energia e fui jogado para o fundo do batistério e apaguei. Numa atitude de coragem, o Pastor Elbo pulou para dentro da água para me socorrer. Alguém, então, percebeu que era um choque elétrico e arrebentou o cabo do microfone. Quando me retiraram da água, eu estava apagado, morto. Imediatamente os membros da igreja começaram a orar por mim. Durante seis minutos eu estive imóvel, cianótico. Então, o milagre ocorreu: a língua desenrolou e eu voltei ao meu normal. Glória a Deus! A primeira coisa que eu disse, quando voltei à vida, foi: EU SEI EM QUEM CREIO! O cuidado de Deus é uma coisa extraordinária.

Muitas vezes, o crente passa por perigos, porque negligencia a vida de oração. Vê a reclamação de Deus em Jeremias 2:32“Acaso, se esquece a virgem dos seus adornos ou a noiva do seu cinto? Todavia, o meu povo se esqueceu de mim por dias sem conta.” O Senhor está dizendo: ‘Olha, o meu povo se esquece de mim por dias e dias.’

Como é possível um cristão viver num mundo sob intensos ataques do inferno, cheio de doenças, problemas e tentações sem orar? Não pode! O Espírito de Deus já vem a alguns meses chamando a atenção da Sua Igreja para essa realidade.

Hebreus 10:19-22 diz: “Tendo, pois, irmãos, intrepidez para entrar no Santo dos Santos, pelo sangue de Jesus, pelo novo e vivo caminho que ele nos consagrou pelo véu, isto é, pela sua carne, e tendo grande sacerdote sobre a casa de Deus, aproximemo-nos, com sincero coração, em plena certeza de fé, tendo o coração purificado de má consciência e lavado o corpo com água pura.” Precisamos nos aproximar, buscar, orar…

Depois, diz o versículo 25“Não deixemos de congregar-nos, como é costume de alguns; antes, façamos admoestações e tanto mais quanto vedes que o Dia se aproxima.” Quanto mais o tempo passa, mais o tempo do fim se aproxima, mais precisamos buscar a Deus.

Nunca se viu tanta violência no Rio de Janeiro, no Brasil e no mundo. Como é possível uma pessoa amarrar bombas pelo corpo e ir para o meio de uma multidão e acioná-las, matando, além dela mesma, cem, duzentas pessoas? Como é possível uma pessoa matar o pai, a mãe, decapitar a avó? Nunca se viu tanta imoralidade como ultimamente. Há também a ação intensa dos falsos profetas, que enganam com doutrinas de demônios. Há pouco tempo chegou ao Brasil uma dessas doutrinas: o G12. Hoje, há “denominações” onde é permitido fumar, beber, adulterar, porque dizem que essas coisas são da carne, e Deus não quer nada com ela. Não tomam a Ceia, não fazem reuniões de oração, porque falam que não precisam, pois a obra já está feita. É verdade, a obra está completa, mas a oração é parte integrante daquilo que o Senhor consumou.

Precisamos estar atentos à oração, buscar na plena certeza de Fé, entrar no Santo dos santos pelo Sangue de Jesus, guardar aquela hora por dia, aqueles vinte ou trinta minutos, aquela hora e meia, duas horas…

Depois, em Hebreu 4:16 diz: “Acheguemo-nos, portanto, confiadamentejunto ao trono da graça, a fim de recebermos misericórdia e acharmos graça para socorro em ocasião oportuna”. Ocasião oportuna é a hora da necessidade.

Ora, depois de todos esses versículos bíblicos, repito a pergunta: por que é tão difícil orar? Vamos ver as respostas.

Primeiro lugar: alguns cristãos não oram porque o seu amor para com Deus é morno.Apocalipse 2:2-4 explica isso: “Conheço as tuas obras, tanto o teu labor como a tua perseverança, e que não podes suportar homens maus, e que puseste à prova os que a si mesmos se declaram apóstolos e não são, e os achaste mentirosos; e tens perseverança, e suportaste provas por causa do meu nome, e não te deixaste esmorecer. Tenho, porém, contra ti que abandonaste o teu primeiro amor.”

Se tu não manténs uma vida diária com o Senhor, o teu amor fica morno. E quem é morno? Quem abandona o primeiro amor! Então, a prova de que tu estás no primeiro amor é a vida de oração.

Segundo lugar: alguns cristãos sentem dificuldade de orar porque trocam as suas prioridades.

Tenho ensinado que a nossa prioridade não pode ser o marido, nem a esposa, nem limpar a casa, nem lavar o carro ou fazer compras. Deus está em primeiro lugar.

Sei que a vida de todo mundo é um corre-corre tremendo, que não temos tempo para nada. Mas já reparaste que quando surge uma dificuldade, rapidamente arranjamos tempo? Queres um exemplo? Quantas pessoas passaram a fazer exercícios físicos após um ataque cardíaco? Por que, então, não arranjarmos tempo antes do drama acontecer? Deus não pode estar em último lugar na nossa lista de prioridades.

Em Malaquias 1:8 O Senhor fala dessa dedicação: “Quando trazeis animal cego para o sacrificardes, não é isso mal? E, quando trazeis o coxo ou o enfermo, não é isso mal? Ora, apresenta-o ao teu governador; acaso, terá ele agrado em ti e te será favorável? – diz o SENHOR dos Exércitos.” Que bom quando alguém entende que a oração é prioridade na sua vida.

Deus quer, assim como queria no passado, o “sacrifício” de um animal perfeito, Ele espera o melhor de nós: qualidade e quantidade na oração. Lembra-te de que falei disso? Tenho falado há meses. Deus quer quantidade de tempo. E essa quantidade foi estabelecida por Jesus quando perguntou aos discípulos: ‘Nem uma hora pudestes orar, nem uma hora vigiastes comigo?’

É engraçado como conseguimos ficar três, quatro, cinco, vinte e quatro horas em frente da televisão, mas não paramos para orar ao Senhor.

Grande parte do povo de Deus oferece “sacrifícios” de animais imperfeitos. Deus quer quantidade, mas quer também qualidade. Começa pela quantidade, dizendo: ‘Senhor, vou abrir mão de tudo para ter esse momento de oração.’ Vale a pena! Estou te dizendo honestamente porque é isso que eu faço, independentemente das circunstâncias.

Tenho muitas cirurgias na perna por causa do acidente que eu tive em Angola, África. Tenho hastes metálicas, parafusos, placas e, quando há mudança de tempo, existe um fenômeno no osso que me gera muitas dores. Convivo com isso desde os 21 anos.

De manhã, quando acordei para orar, quando coloquei o pé no chão, senti a dor mais uma vez. Naquele instante, a minha vontade foi voltar para a cama e descansar um pouco mais. Mas o meu espírito impulsionou-me a ir ao meu santuário de oração. Fiquei ali com o Senhor. Não conseguia ajoelhar, pois só conseguia dobrar uma perna. Eu tinha tudo para não estar ali, mas a oração é prioridade. Orei sentado no meu sofazinho, mas orei. Não quero oferecer a Deus um animal cego e coxo. Quero oferecer o melhor da minha vida.

Terceiro lugar: Muitas pessoas não oram porque se acostumaram a viver sem oração, aprenderam a não orar.

As pessoas que aprendem a viver sem oração estão com a sua vida cheia de confusão. Não experimentam o poder de Deus, estão ocas, são imaturas, quando se deparam com situações difíceis, não sabem como reagir.

Quarto lugar: as pessoas não oram porque não crêem que Deus possa ouvir a sua oração. Elas dizem o mesmo que está escrito em Isaías 58:2-3“Mesmo neste estado, ainda me procuram dia a dia, têm prazer em saber os meus caminhos; como povo que pratica a justiça e não deixa o direito do seu Deus, perguntam-me pelos direitos da justiça, têm prazer em se chegar a Deus, dizendo: Por que jejuamos nós, e tu não atentas para isso? Por que afligimos a nossa alma, e tu não o levas em conta? Eis que, no dia em que jejuais, cuidais dos vossos próprios interesses e exigis que se faça todo o vosso trabalho.”

Grande parte das pessoas está indo à igreja somente para resolver os seus problemas. Uma vez que eles sejam resolvidos, vai embora! Não criam raízes, não se comprometem, Deus não está em primeiro lugar. Devemos aprender que fazer parte de uma igreja não é saciar as necessidades. A razão da igreja é para adorarmos a Deus.

Qual é a minha missão precípua? Ensinar a Palavra, levar a igreja a confessá-la. Isso é cristianismo. Agora, se vamos à igreja só para Deus resolver os nossos problemas, quando eles são resolvidos, afastamo-nos. A Igreja é a Noiva. Noiva não é somente para um dia. É até que Jesus Cristo volte.

Quinto lugar: as pessoas não oram porque não sabem pedir. Tiago 4:3 diz: “pedis e não recebeis, porque pedis mal, para esbanjardes em vossos prazeres.”

Grande parte das pessoas quando pede, pede mal. Pede para esbanjar em prazer. Devemos pedir bem para termos a bênção, e não para esbanjarmos.

Romanos 3:4 diz: “De maneira nenhuma! Seja Deus verdadeiro, e mentiroso, todo homem…”

Mateus 21:22 diz: “e tudo quanto pedirdes em oração, crendo, recebereis.”

Salmo 31:19 diz: “Como é grande a tua bondade, que reservaste aos que te temem, da qual usas, perante os filhos dos homens, para com os que em ti se refugiam!” Nós nos refugiamos em Deus. Ele ouve a nossa oração.

Olha que lindo o Salmo 34:10“Os leõezinhos sofrem necessidade e passam fome, porém aos que buscam o SENHOR bem nenhum lhes faltará.” Nada faltará.

Vive uma vida de oração diária, busca a Deus de todo o teu coração. Deus fará uma obra no Seu tempo. Não deixes de congregar, como é costume de alguns. Deus é fiel e responde aos Seus filhos, aos Seus amados. Não podemos duvidar da fidelidade de Deus em responder as nossas orações.

Para ilustrar tudo o que falei até agora, falarei da ressurreição de Lázaro. Essa passagem me energiza, me dá forças.

Vejamos o que diz João 11:38-41“Jesus, agitando-se novamente em si mesmo, encaminhou-se para o túmulo; era este uma gruta a cuja entrada tinham posto uma pedra. Então, ordenou Jesus: Tirai a pedra. Disse-lhe Marta, irmã do morto: Senhor, já cheira mal, porque já é de quatro dias. Respondeu-lhe Jesus: Não te disse eu que, se creres, verás a glória de Deus? Tiraram, então, a pedra. E Jesus, levantando os olhos para o céu, disse: Pai, graças te dou porque me ouviste.”

Tira a pedra, os seja, faz a tua parte. Tirar a pedra é desobstruir o caminho para ver o milagre. Se não desobstruímos o caminho, o milagre não acontece. Tiramos a pedra com a nossa confissão.

Continuando com os versículos 41-42“Tiraram, então, a pedra. E Jesus, levantando os olhos para o céu, disse: Pai, graças te dou porque me ouviste. Aliás, eu sabia que sempre me ouves, mas assim falei por causa da multidão presente, para que creiam que tu me enviaste.”

Deus sempre nos ouve. Pode ser que, às vezes, pareça demorado, mas a resposta chega.

Depois, no versículo 43, diz: “E, tendo dito isto, clamou em alta voz: Lázaro, vem para fora!”

A Graça de Deus é um Pacto de boca. O justo vive por Fé. Aquilo que cremos, falamos. O grito do Senhor simboliza a nossa confissão de Fé diante das situações que enfrentamos e insistem em nos aterrorizar.

Diz o versículo 44“Saiu aquele que estivera morto, tendo os pés e as mãos ligados com ataduras e o rosto envolto num lenço. Então, lhes ordenou Jesus: Desatai-o e deixai-o ir.” O milagre aconteceu!

O lenço e as ataduras que prendiam os pés e as mãos de Lázaro representam, respectivamente, os véus da lei, que muitos ainda possuem sobre os seus olhos espirituais, o que os impede de crer, por exemplo, no poder da oração, e as dificuldades que surgem na nossa vida, impedindo-nos de prosseguir vitoriosamente. A Bíblia diz que, quando alguém se converte, o véu é tirado. A pessoa vê a Glória de Deus. Então, é preciso ousadia para tirar a pedra. É preciso coragem para tirar o “lenço” e as “ataduras” das mãos e dos pés.

Nós estamos tirando as ataduras da falta de consciência, de confiança, de ousadia, de intrepidez. Vamos nos desatar, para desfrutarmos das promessas de Deus, para sermos felizes, para podermos dizer que valeu a pena.

A lei nos atou anos e anos, disse que o demônio nos podia pegar, que poderíamos perder a salvação, que predestinação não existia, que existe livre arbítrio, como se os dons e as chamadas fossem revogáveis. Tudo isso é atadura, é lenço nos olhos para ninguém ver a Glória do Criador, é o príncipe das potestades do ar, o falso profeta. Deus não brinca com as emoções dos Seus filhos.

Estamos desatando todos os nós que ficam na cabeça, na mente: o nó da impotência, do nunca vou ser feliz, do nunca vou conseguir nada, do não vou ser patrão, do não vou chegar àquele cargo executivo, do não vou conseguir me formar. Seja agora desatado da tua mente, do teu coração todo empecilho, toda problemática, todo espírito de suspeita.

A grandeza de Deus depende da grandeza dos nossos pedidos. O que mexe o coração de Deus é a Fé!

O que é o meu Ministério? É ajudar a tirar os lenços, as escamas dos olhos espirituais e as ataduras para as pessoas irem. Irem para viver, para serem felizes, para poderem desfrutar da vida, crendo que foram reconciliadas pelo Sangue de Cristo Jesus, que são cabeça nesta terra e não são cauda, que são propriedade exclusiva de Deus, nação santa, raça eleita e povo de propriedade de Deus.

A Palavra da Graça desata as pessoas. Nós precisamos desatar todos os nós. Tira os nós, tira tudo da tua vida e começa a ver que nesta peregrinação tu tens direito a viver feliz e realizado. Recebe o milagre, a cura, a prosperidade e a realização dos teus sonhos! Nenhum dos teus planos será frustrado! Deus honra aqueles que O buscam. Tira a pedra, tira a pedra, que o milagre está bem junto a ti! É só tirar a incredulidade.

A pedra saiu, irmão! O milagre aconteceu!

ASSIM SEJA, ASSIM DISSE O SENHOR!

FIM!

 

TV CRISTO VIVE

TV Cristo Vive

Clique e assista

Participe de nossos cultos ao vivo, direto de nossa Sede Internacional no Rio de Janeiro - Brasil.

CULTOS

Cultos Brasil

Áudio | Vídeo

Domingo - 9:00h e 18:00h
Segunda-feira - 19:30h Quarta-feira - 19:30h

Cultos Portugal

cristoviveportugal@gmail.com

Domingo - 10:00
Segunda-feira - 20:30
Quarta-feira - 20:30
Horário de Lisboa

Cristo Vive em Portugal

ARQUIVOS

Visite nosso arquivo de mensagens em Áudio ou Video
Visite nosso arquivo de mensagens em texto

Cristo Vive em Portugal Blog do Eleito Facebook TV Online Milagres Vivos Youtube TV Cristo Vive Youtube Igreja Cristo Vive Palavra Profética