+55 (21) 3017-9090

Rua Maricá, 320 - Rio de Janeiro

Top

Como construir famílias fortes?

Como construir famílias fortes?

Salmos 127:1 a 5. Este é o texto básico que nos acompanhará neste novo tema sobre família. Eu entendo que não existe nada mais, absolutamente, importante, nesta vida, do que o cuidado com a família. A família que é um projeto de Deus, a família é o alvo do coração de Deus, mas que, também, é alvo, constante, do inimigo. Salomão disse: “Se o SENHOR não edificar a casa, em vão trabalham os que a edificam; se o SENHOR não guardar a cidade, em vão vigia a sentinela. Inútil vos será levantar de madrugada, repousar tarde, comer o pão que penosamente granjeastes; aos seus amados ele o dá enquanto dormem. Herança do SENHOR são os filhos; o fruto do ventre, seu galardão. Como flechas na mão do guerreiro, assim os filhos da mocidade. Feliz o homem que enche deles a sua aljava; não será envergonhado, quando pleitear com os inimigos à porta.”

Que esta palavra abençoe todos os corações.

Vamos orar ao Pai!

Senhor Jesus! O meu coração transbordante de alegria, a emoção espiritual que enche a minha mente de pensamentos bons, pensamentos de boa fama, pensamentos verdadeiros, úteis, edificadores, construtivos, passa, agora, Senhor, pelo fluir da sabedoria de Deus para que tu dês forma, através dos meus lábios, ao teu pensamento, aos desejos do teu coração. É o Espírito Santo quem perscruta as profundezas de Deus e quem revela ao Senhor a palavra bendita, a palavra que vem do coração de Deus para o nosso crescimento e maturidade.  Ajuda-nos, Pai, neste dia tão precioso, a entender estes valores que, certamente, são valores que irão formar e reformar famílias, para a glória do Senhor Jesus Cristo e todo o povo de Deus diga: Amém!

Igreja do Senhor, Família de Deus! Eu quero me dirigir, agora, aos eleitos, aos escolhidos de Deus, às pedras que vivem, aqueles que passaram da morte para a vida, aqueles que Deus fez uma obra maravilhosa em suas vidas e já podem celebrar a Deus porque o seu velho eu passou, tiveram experiências tremendas e, hoje, podem se apresentar, na Assembléia dos Santos, como pessoas regeneradas, transformadas, salvas, lavadas no precioso sangue de Jesus e têm um testemunho para às nações. Cada um de nós, como sacerdotes e reis, tem um testemunho para as nações.

Filhos queridos, selo do meu apostolado! A partir de hoje, nós começamos uma nova série sobre família. E eu queria dizer que nós vamos encontrar os valores reais para a família cristã. E por que eu preciso, como o teu Apóstolo, teu Pastor, Bispo da tua alma, eu preciso te transmitir de Deus valores reais para a família cristã? Porque os valores da família na nossa sociedade e na sociedade que nos assiste, agora, à volta do mundo, -estamos, agora, com quase 400 pessoas “on line” em vários países do mundo.- Os valores da sociedade, os valores da família, nesta sociedade têm sido esboroados. Satanás é “expert” em destruir aquilo que Deus construíu, como a maior obra de Deus que é a família.

E como ele tem esboroado?

Fazendo com que a sociedade se torne permissiva. Quando tens uma sociedade permissiva, tens famílias, homens, mulheres, pais, filhos permissivos, que permitem todo o tipo de valores negativos dentro da família. E em função disto, nossa família, nossa sociedade colhe cada vez mais. Aqui, no Rio de Janeiro, no Brasil, no mundo colhe cada vez mais resultados mais amargos. É resultado de uma sementeira porque aonde não há valores cristãos da família, não existe, na realidade, uma família, existem pessoas morando juntas, mas, não há o espírito da família. Então, eu posso te dizer que isto é verdade porque a cada dia vemos nas estatísticas,  mais divórcios, mais separações, mais desquites, crianças estão nascendo de mães solteiras, meninas de doze, treze, quatorze anos. Há uma epidemia de AIDS tomando conta da sociedade que não são reveladas. Há opções erradas por uniões de pessoas do mesmo sexo. A sociedade está permissiva, já está dizendo: Pode casar homem com homem, mulher com mulher. Vamos aceitar passivamente, o aborto!

Os governantes de outras cidades estão dizendo: Não! É uma hipocrisia não aceitarmos isto. Qualquer pessoa pode engravidar, qualquer pessoa pode abortar! Mas Isto é uma aceitação permissiva.

Agora, as sociedades começam a lutar pela discriminalização da droga.Dizem que é  melhor que as pessoas comprem, aí, à vontade, na farmácia, então, vamos discriminalizar a droga, o jogo, a pornografia. Está se aceitando a falta de integridade como uma coisa cultural. Isto se chama: Permissividade. E onde não há valores cristãos, não existe, na realidade, vida. O próprio Cristo disse isto em João 10:10 parte B: “Eu vim para que tenham vida e a tenham em abundância. E em João 6:63 “O espírito é o que vivifica; a carne para nada aproveita; as palavras que eu vos tenho dito são espírito e  são vida.”

Então, nós vamos começar, hoje, meus amados, a criar um norte, um rumo, estabelecendo valores cristãos na nossa família, e quem sabe naqueles que nos vão assistir pela internet, pelos satélites, pelos movimentos que fazemos de rádio e televisão. Porque nós temos que buscar os valores da família, aonde? Na bíblia. A bíblia é o manual de vida, é o manual da família. No nosso Ministério, nós reconhecemos a autoridade da palavra de Deus para as nossas famílias. Nós reconhecemos as verdades da palavra de Deus como a única verdade, inconteste, que são fundamentos, alicerces para a família cristã. Nós acreditamos na relevância da palavra, ou seja, não há coisa mais importante, nesta terra, do que a palavra. Nós não queremos alicerçar as nossas vidas naquilo que a sociedade diz, porque a sociedade está quebrada e falida. É, aqui, na relevância da palavra, na verdade da palavra, na autoridade da palavra, que nós vamos buscar o ferro, a areia, o cimento para fazermos o alicerce da nossa casa, do nosso lar.

Quando Deus nos chamou, e esta palavra verdadeira chegou ao nosso coração, e esta autoridade da palavra tomou conta do nosso coração, e essa relevância que nós damos à palavra passou a ser o “modus vivendi” da nossa Igreja, nós começamos a perceber que cristianismo é a imagem de Jesus em nós. Às vezes, as pessoas podem pensar que Cristianismo é ir à Igreja, bater palmas, ir e voltar para casa sem uma mudança de vida, mas cristianismo não é isto, cristianismo só acontece quando as pessoas se tornam a imagem de Jesus.Romanos 8:29 “Porquanto aos que de antemão conheceu, também os predestinou para serem conformes à imagem de seu Filho, a fim de que ele seja o primogênito entre muitos irmãos.”

Então, a razão do nosso Ministério é provocar uma mudança tão radical no caráter das pessoas e na conduta das pessoas para que elas passem a agir como Jesus agiu, a sentir como Jesus sentiu, a amar como Jesus amou, a perdoar como Jesus perdoou, a ser convicto como Jesus foi. É por isto que meu Ministério tem valor, porque o meu Ministério não é um Ministério de acusação, é um Ministério de reconciliação. Nós queremos que as pessoas, nesta terra, sejam a imagem e semelhança de Deus, mas só são a imagem e semelhança de Jesus. Se tu tiveres uma mudança de caráter e de conduta e esta mudança só existe se a autoridade, a verdade e a relevância da palavra forem parte da tua vida, então tu verdadeiramente, és um cristão. Por isso nós não poderíamos viver, nenhum culto, neste Ministério, sem a palavra de Deus.  Para muitos ministérios a palavra não é a verdade absoluta. Eles dizem: Tudo bem, eu acredito na palavra, mas eu acredito, também, naquele auto ajudador que veio da Índia, com umas barbas, um cabelo, ele tem um negócio para me dizer.

Se tentares tirar um “til” ou um “j” desta palavra, sabes que estás equivocado? Porque a bíblia diz em Lucas 21:33 “Passará o céu e a terra, porém as minhas palavras não passarão.”

Então, onde nós vamos encontrar os valores da família?Os valores da família, da tradicional família cristã?

Hoje, em dia, muita gente, nem parece que é cristã. Onde as pessoas encontram os valores da família?  Grande parte da família cristã encontra valores na tele-novela: “Páginas da vida”. Eu me identifico muito com aquele chefe de família! Aquela moça! E a sociedade busca os valores na novela, no cinema, na televisão, nos Simpsons e em valores que não têm nada a ver com Deus. Eu não posso imaginar que aquele cantor de rock inglês que vive, nos Estados Unidos, o Osborn, que pinta os olhos de preto, que  ele é o modelo da família para aquele país. Todo mundo cheira cocaína, todo mundo fuma maconha. Todo mundo diz palavrão em casa. Aquele é um modelo legal, porque é modernidade. E está todo mundo quebrado, aflito, exausto, as pessoas não sabem resolver os seus conflitos internos da família, e correm para um psiquiatra, para um psicólogo, psicanalista, e corre para cá e corre para lá, e muita gente diz: Desisto!  Porque as pessoas não estão indo à fonte dos valores tradicionais da família cristã.

Eu comecei a perceber que há seis mil anos atrás, Deus deixou dez valores, fortíssimos, para a família viver feliz e ele chamou a estes dez valores de: DEZ MANDAMENTOS. Não são apenas: Não matarás, não roubarás, são alicerces que construíram toda a civilização ocidental. São fundamentos judaico-cristãos, são as bases jurídicas que muita coisa que a lei, hoje, promulga, está lá, exatamente, com os preceitos daqueles chamados dez mandamentos.

Olhe como Deuteronômio 6:5 diz: “Amarás, pois, o SENHOR, teu Deus, de todo o teu coração, de toda a tua alma e de toda a tua força.”

Eu acho que quando um chefe de família, uma dona de casa, um homem de Deus, um jovem, uma menina, um menino começam por este primeiro preceito: Amarás o Senhor, teu Deus, de todo o teu coração, quer dizer, Deus está mostrando: “O meu lugar na tua vida tem que ser “TOP”. Tu tens que me amar de todo o coração, de toda a tua alma, com toda a tua força.” E depois, ele diz no versículo 6:6“Estas palavras que, hoje, te ordeno estarão no teu coração;”

Esta palavra estará onde?

Na bíblia numa prateleira, naquele quarto fechado, na dispensa?

Não! Tu tens que buscar na autoridade, na verdade e na relevância da palavra, da bíblia.

Esta palavra estará no teu coração para quê?

Deuteronômio 6:7 “tu as inculcarás a teus filhos, e delas falarás assentado em tua casa, e andando pelo caminho, e ao deitar-te, e ao levantar-te.”

Tu tens que passar o que Deus colocou no teu coração para os teus filhos.  Por que eu posso, hoje, ver os meus filhos, todos, servindo a Deus? Porque eu gastei tempo da minha vida inculcando neles a palavra de Deus. Eu dizia: Miguel! Você vai ser um pastor!  Não, eu quero ser baterista. Não! Você vai ser pastor! Não, eu não quero. Eu quero ser policial! Não, meu filho! É a igreja, é a obra de Deus. Hoje, nós temos, aqui, o orgulho da minha vida. Eu ensinei os meus filhos a amarem a Jesus, a não faltarem à Igreja, a serem dizimistas. Quando eles eram pequenos, os mais velhos, eu acabava de vesti-los, a babá acabava de vesti-los no elevador, no carro, porque, às vezes, eles tinham dificuldade de se adaptarem, mas eu dizia: É Jesus! É Jesus! Está, aqui, o resultado, hoje.

“Tu as inculcarás a teus filhos, e delas falarás assentado em tua casa, e andando pelo caminho, e ao deitar-te, e ao levantar-te.”

Em casa é que começa tudo. Quando vemos os presídios cheios, perguntamos os nomes da maioria das pessoas, que me amam, dentro dos presídios, porque eles me respeitam, vai saber o nome deles?  É Isaías, é Jeremias, é Davi, são nomes bíblicos, são famílias que se perderam, às vezes, eram cristãos batizados nas águas, iam para os montes, mas, não,  é sentado em casa, no caminho, ao deitar-se, ao levantar-se. Não inculcavam a palavra no coração das pessoas e a pessoa sem palavra não tem vivência. Porque a autoridade, a verdade e a relevância estão na bíblia sagrada.

É preciso então, incentivar, inculcar no coração. Dentro de casa é que começa tudo. E os dez mandamentos foram-nos dados para ajudar a nossa vida, na nossa realização, para proteger a família. Quando Deus diz: Não farás! Não! Não! Na realidade, ele não é um desmancha prazeres, Ele, na realidade, está dizendo, eu sei o que é bom e o que não é bom. Eu sei o que trará felicidade e o que não te trará, eu quero proteger a tua família. Então, quando Deus diz: Não terás! Significa que isto tem um propósito. Não matarás! Não roubarás! Não adulterarás! Isto não é um Deus dizendo: Eu vou desmanchar os teus prazeres. Isto tem um propósito. Todas as negativas de Deus são para nosso benefício. Se nós os ignorarmos são para nosso prejuízo. Nós temos que colaborar praticando as verdades, a autoridade e praticando a relevância. Tu não podes dizer: Eu encontrei algo mais importante do que a bíblia. Isto é pura demagogia, é loucura.

-Nós conhecemos um pensador que tem um terceiro olho, aqui em cima!

Isto é loucura! O mundo não tem nada para te dar.

Então, quando ele deixou os dez mandamentos, ele não deixou opções, ele não deixou dez opções. Ele disse: Se queres ter saúde, queres ter bem-estar, quer ter segurança, queres ter uma família feliz, segue os meus mandamentos.

Hoje, nós vamos aprender sobre o primeiro fundamento, o primeiro alicerce para se construir uma família forte.

Uma família forte não pode ser permissiva.

Hoje em dia, há valores que copiaram da novela. No nosso tempo, não tinha esse negócio de que namorado dormia na casa da namorada. Eu me recordo que eu era adolescente, nem na porta da casa da menina, o pai deixava chegar. Chegava, lá, com um pau: ‘Se se aproximar da minha porta vai ter!’ E havia um respeito com a figura dos pais da menina, dos pais do rapaz! E estes valores foram se tornando permissivos. Agora, a pessoa dorme na casa da namorada, na casa do namorado, o pai da namorada ainda diz: Dorme! Eu ponho um colchonete, aqui. Tu dormes aqui, e a minha filha dorme ali. Só de dedinho dado. Não tem mais nada, só dedinho. E eles falam: Não! Nós vamos passar a noite em oração! Como este valor permissivo pode ser base de uma família cristã? Será que um rapaz de 18 anos, cheio de hormônios, aquilo fica tudo gritando dentro do corpo e uma menina de 17 anos que chega cheia de hormônios, vão passar, os dois, à noite dizendo  Aleluia! Aleluia!

Esta permissividade, no meu tempo não existia. A minha mãe dizia: Dez e meia da noite! Se não chegar dez e meia da noite tem problemas com a família! Hoje em dia, garotos de 16 anos dizem: Á meia noite, estou de volta! E chegam às cinco da manhã, cheirando a álcool   e o pai, ainda, pergunta: E aí? Pegou alguma? Quantas garotinhas você pegou? Porque o papai está dando permissividade ao filho para se tornar adepto ao sexo. Aí, a família é permissiva. Os pais, ao invés, de inculcarem a palavra, muitos pais estão esperando para ver se o filho já é púbere, se tem pêlo embaixo do braço, se já tem pêlos no corpo e dizem: ‘Olha! Você, agora, tem que pegar uma menina! Vai lá, ali, naquele bairro, tem umas meninas que ficam na rua, assim com o dedinho, você vai lá. E o pai fica todo satisfeito: ‘O meu filho com quatorze anos já pegou quatro! Pegou uma moreninha, uma branquinha!’ E depois, vem o resultado médico: Filho pegou AIDS.  Porque enquanto é pegar e não pegar, amado, não me chames de quadrado, pois eu estou te dizendo que se fores um pai permissivo, uma mãe permissiva, a tua família nunca terá valores cristãos tradicionais. E aí dizem: ‘Que se há de fazer?’ Isto é uma quadradice dos crentes. Não! Não! Os sábios somos nós.  Nós não somos permissivos. Nós seguimos aquilo que a família valoriza. Nós entendemos, por exemplo, que as pessoas não podem viver o resto da vida, maritalmente, sem se casarem no Senhor!

-Você sabe, Pastor? Nós vivemos 18 anos juntos e nunca pensamos em nos casar?

Está errado. São valores permissivos da novela. Vemos gente do mesmo sexo dando beijinhos na boca. É uma vergonha! Eu, às vezes, estou no Shopping com as crianças e tenho que virar a cara da menina. E outro dia a nossa filha perguntou: Pai, por que na novela dois meninos deram beijinho na boca?  E a minha esposa: Não, é porque o sol está bonito, e tem que começar a explicar que aquilo não faz parte da nossa vida. E  a exposição ao mundo permissivo é uma vergonha.  Se não houver alguém se levantando e dizendo: Vamos à bíblia! Quem tem razão é a bíblia.

Então, vamos ao primeiro fundamento para se construir uma família forte.Nós vamos viver estes dez mandamentos porque, aqui, tem solidez, que é a base da vida.

Em Êxodo 20:2 e 3 diz: “Eu sou o SENHOR, teu Deus, que te tirei da terra do Egito, da casa da servidão. Não terás outros deuses diante de mim.”

Qual é o princípio?

Deus disse: Não terás! Os “nãos” de Deus, sempre, têm uma função.

Qual é a função? Qual é o princípio que eu extraio daqui? “Não terás outros deuses.” O que o Senhor está dizendo?

Eu quero ter o primeiro lugar na tua vida. Eu quero que a tua família me coloque em primeiro lugar. Eu quero estar em primeiro lugar na tua vida. É o que Deus está dizendo: Não terás outro Deus. Quando Deus diz: Não terás outros deuses, o que isto significa? Porque um deus qualquer coisa que te domina na vida, que te controla, controla a tua vida. Se o teu carro te controla, ele é o teu Deus. Se uma pessoa te controla, ela pode se tornar um Deus. Uma casa, um trabalho, se tu dás o primeiro lugar a alguma coisa, este primeiro lugar é o teu Deus, e Deus disse: Eu não quero assim! Ele disse: Não terás outros deuses! Eu conheço gente que endeusou tanto o marido e a esposa que os fizeram deuses. A minha avó, mãe da minha mãe, com 34 anos, sete filhos, meu avó faleceu, e três meses depois, era o Deus dela, esqueceu que tinha sete filhos: Não vou agüentar viver sem ele! Morreu de paixão porque ele era o deus dela. Deixou sete filhos, foram criados aos trancos e barrancos, em Colégios de freiras, maltratados. Por quê? Porque, o marido era o deus dela.

Qual é o fundamento da família da Missão Apostólica da Graça de Deus, Igreja Evangélica Cristo Vive?

Deus em primeiro lugar. Se este fundamento estiver errado, a tua casa desmorona, porque hoje, as famílias se constituem e se desmoronam porque são construídas sobre alicerces errados, sobre fundações erradas. Deus não está em primeiro lugar. Se faz sol, a família vai toda para praia, ao domingo. Se está chovendo, a família fica toda em casa. Se tem jogo, a família fica para ver o jogo. Deus não está em primeiro lugar. O que tu podes pedir de Deus, se não o colocas em primeiro lugar? Honestamente, me diga o que podes pedir de Deus, se Deus diz: Eu quero estar em primeiro lugar e tu dizer:Peraí, mas hoje, tem um jogão, chega para lá! Tu tens que compreender tudo. Onde Deus está em primeiro lugar?

Por que um em cada três casamentos acaba em divórcio no nosso país? Porque Deus não estava em primeiro lugar na vida de alguém da família. Quando o individuo diz: Eu quero viver uma vida permissiva sexual, Deus não pode estar em primeiro lugar nesta vida.

-Eu quero aproveitar a vida!

Qual é o melhor proveito de vida do que estares, aqui? Tu és um homem de cabeça branca, um avô, um chefe de família, um aposentado, uma jovem. Qual é o melhor prazer da vida? Qual é a melhor coisa da vida? Beber Johny Walker, de 1974? Cheirar uma carreira de cocaína, dar um “teco”? Beber, cheirar e injetar para viver colorido? Viver o inferno é o que vive  assim. Hoje, em dia, existem tantas razões para casamentos, tantos interesses pessoais, tantos interesses familiares, tantos interesses de dinheiro que alguns fazem um contrato pré-nupcial para poder garantir posses e propriedades caso as coisas não dêem certo. É importante o povo do nosso ministério, que tem a mente iluminada, olhos iluminados, saber que casamento para nós é uma aliança. No casamento, duas pessoas se tornam uma, as posses passam a ser dos dois, a esposa tem direito até ao corpo do marido, o marido tem direito sobre o corpo da mulher. Se tu fazes um acordo pré-nupcial, não estás dentro da visão de casamento. Eu já li em várias revistas: O ator “fulano de tal”, de Hollywood, fez um acordo pré-nupcial, caso ele seja apanhado em adultério, por cada ano que viver com a moça, pagará dois milhões de dólares. Amados! O que este acordo está dizendo? Se as coisas derem mal, se as coisas não derem certo, eu me garanto com os meus bens. Isto é falta de fé. Isto é egoísmo! Casamento tem direitos e responsabilidades quando está fundado na bíblia sagrada. Se eu me caso, garantindo com um documento, um acordo pré-nupcial, eu estou dizendo: Eu estou entrando num casamento e ele vai poder falir. Isto não é de Deus. É uma aliança. E eu vou dizer mais, antes de alguém se casar, aqui, na igreja, procure os Bispos conselheiros, procure os homens que são casados há muitos anos e pergunte: ‘Bispo, eu vim me aconselhar. O Senhor acha que eu devo me casar com esta moça, com este moço?’ Vamos marcar um gabinete, vamos uma aula de noivado na Igreja. Não é a pessoa que conheceu agora e tem que casar logo para se ver livre da família, bota uma aliança de noivo, dois meses depois casa e três meses depois quer um gabinete pastoral  e diz: ‘Quero me divorciar!’ Por quê? Não gostei dele! Mas, por que a irmã não gostou? Porque o hálito, o chulé, a axila, ele ronca muito, à noite ele parece um 747, e eu não durmo, eu quero divórcio. Há uma incompatibilidade de gênios entre nós. Ele gosta do Vasco e eu gosto do Flamengo. Queremos divórcio!

Que princípio buscaste para o casamento? Quais foram os valores cristãos que colocaste no casamento? Então, Deus não pode resolver estas questões? Eu não concordo, eu não aceito a permissividade de casa e separa, casa e separa, casa e separa, vive, maritalmente, um, dois, dez, vinte anos e diz: não quero compromisso! E ainda diz: Pastor, eu não dou valor ao papel! Ah, não? Marcos 12:17 “Disse-lhes, então, Jesus: Dai a César o que é de César e a Deus o que é de Deus.”

Se o governo manda casar no papel, tem que casar no papel. Isto não é casamento, isto é “tico-tico-no-fubá”. E a pessoa que vai para um casamento, ela sabe que tem responsabilidades e obrigações! A bíblia ensina tudo isto, a igreja ensina tudo isto. Não pode desejar um casamento só para se ver livre da mãe e do pai. Há condutas de valores cristãos que nós vamos levantar doa a quem doer, aconteça o que acontecer, porque esta sociedade está de gritar.

Eu vou lhes dar alguns valores que eu entendo como pai, como esposo, um homem que já tem uma longa estrada de vida, e já são 54 anos, é uma experiência muito grande, eu já vi muita água correr debaixo dessa ponte, eu conheço os altos e baixos.

QUAIS SÃO OS VALORES QUE NÓS TEMOS QUE COLOCAR EM PRIMEIRO LUGAR?

1)    Nas nossas finanças.

E eu lhe digo por quê. Porque 75% dos divórcios não são por adultério, é briga por causa de dinheiro. É a mulher que diz:Tu não ganhas nada! Eu esperava que ganhasses mais. O seu salário é curto!

Mas, tu não sabias que o salário era curto antes de casar?

Então, coloque as finanças em primeiro lugar. E como a família tem que colocar?Provérbios 3:9 diz isto: “Honra ao SENHOR com os teus bens e com as primícias de toda a tua renda;”

Os desastres da família não começam com a falta de sexo, começam com os problemas de família. A tua forma de lidar com o dinheiro revela quem tu és. Como é que ganhas o dinheiro? Como é que gastas o dinheiro? Então, o que Deus disse em Deuteronômio 14? “Darás os dízimos todo o fruto da semente…”

A família de Deus tem que começar a colocar Deus em primeiro lugar nas finanças, por quê? Porque é a única forma da família ter descanso financeiro, senão o diabo está sempre arrancando, sempre roendo, sempre se metendo nas coisas: Não dá pro aluguel, não dá pros filhos… e isto é destruidor. Muita gente não coloca Deus em primeiro lugar nas finanças e quando não faz isto, não tem a benção de Deus, começam os problemas, se a pessoa não é dizimista, se a família não é dizimista, se Deus não está em primeiro lugar nas finanças, o gafanhoto entra na família. Isto é um valor tradicional cristão. Todas as famílias cristãs, verdadeiramente, do mundo, são pessoas de família que colocam no seu dinheiro, Deus em primeiro lugar. O que nós fazemos: Recebemos o salário, e uma parte é de Deus.

2)    Nos seus interesses pessoais.

Em todos os momentos da vida, na família, no trabalho, no hobby, nas férias, Deus tem que estar em primeiro lugar. 1ª Coríntios 10:31 diz: “Portanto, quer comais, quer bebais ou façais outra coisa qualquer, fazei tudo para a glória de Deus.”

Os nossos interesses pessoais da nossa família tem que ser assim: Deus em primeiro lugar. É uma atitude verdadeira de glória para Deus. Os meus interesses pessoais não podem estar acima de Deus. Eu gostaria muito de fazer isto para Deus! Mas, espera aí, Deus! Os meus interesses pessoais estão em primeiro lugar. Não faça! Nas suas finanças, Deus tem que estar em primeiro lugar. Nos seus interesses pessoais, Deus tem que estar em primeiro lugar.

3)    Nas conversas da família.

Em 1ª Coríntios 15:33 “Não vos enganeis: as más conversações corrompem os bons costumes.”Às vezes, uma família sai da igreja e se habitua, na hora do almoço e na hora do jantar, à crítica, aquela palavra sempre amarga, sempre, com duplo entendimento. Quantos bons costumes cristãos foram corrompidos pelas más conversações em casa? Eu conheço gente que diz: Eu tenho uma irmã que é uma fofoqueira! A minha mãe é fofoqueira, o meu tio é fofoqueiro. Amado! Deus tem que estar em primeiro lugar nas nossas conversações, porque senão os bons costumes cristãos se corrompe.

-Deixa a moça, a menina viajar com o namorado, o que tem de mal?

Os bons costumes são corrompidos!

-Deixa, não tem problema. Deixa!

É essa permissividade é que tem levado a nossa sociedade ao caos.

4)    Na escolha das amizades.

Tens que ter muito cuidado com as tuas amizades. Porque em Provérbios 27:19 diz:“Como na água o rosto corresponde ao rosto, assim, o coração do homem, ao homem.” Tu te tornas igual àquelas pessoas com as quais te relacionas. Nós nos relacionamos, aqui, na nossa sociedade, na nossa Igreja, e tu começas identificar coisas iguais uns aos outros, reações iguais porque nós nos tornamos iguais às pessoas que se relacionam conosco.

Quem é a pessoa que tu convida para a tua casa?

Eu conheci um pastor em Portugal, um amigo, que tinha mania, entrava na Igreja dele um drogado, e lhe dizia: Dorme lá na minha casa! Chegava um maconheiro: Levava para casa! Chegava um cara que fumava “crack”: Levava para casa! E um dia ele levou um drogado para casa, não é que a esposa deste pastor se apaixonou pelo drogado. Destruiu a igreja, destruiu a família desse pastor.

Então, cuidado com quem tu levas para a tua casa!

Com que pessoas permites os seus filhos se relacionarem?

-Pai, eu vou sai com uma galera!

Quem é a galera? Quem é?

-Tem um garoto lá que é filho da Vovó Cabinda.

Não! Não anda com meus filhos. Não vou deixar.

-Mas, ele é muito bom, ele recebe a Vovó Cabinda, a tia dele recebe as sete-catacumbas. É uma gente muito boa, Apóstolo!

Não! Não! Meus filhos não andam com essa gente!

Quais são os modelos que tu aprovas? Tu aprovas, como cristão, o homossexualismo? O lesbianismo? Droga? Jogo corrupto?

Nós temos que ter muito cuidado com as amizades, com aqueles que dizemos que são nossos amigos. Porque essas pessoas, às vezes, destroem as famílias.

Provérbios 12:26 diz: “O justo serve de guia para o seu companheiro, mas o caminho dos perversos os faz errar”

Nós é que temos que servir de guias para os outros. Nós é que temos que ser guias, não é o injusto.“…mas o caminho dos perversos faz errar.”

Como um jovem, de hoje, fuma maconha? Porque chega um indivíduo que já fuma maconha e diz: Você não é homem, você tem que fumar. E às vezes, a gente cria o filho com tanta dificuldade, tanto amor, tanto exemplo, e o garoto vai à escola e na escola tem um cara fumando um “baseado”: E aí cara! Tô numa legal! Fuma aí um baseado!

Por isso que tu tens que explicar ao teu filho: Filho! Não aceites nada! Se começarem a cheirar, sai fora! O menino vai ao banheiro para ver coisa que não deve, revista, cuidado! Tu tens que orientar a tua família! É o teu sangue, é a tua carne, é a continuação da tua vida! Se queres Deus em primeiro lugar na família, há pessoas que não servem para conviver contigo, com tua família, com teus filhos.

Eu, por exemplo, não gosto de conviver com fofoqueiro. Estou fora! Fofoqueiro para mim é danado! Falso, mentiroso, não convive comigo. Há pessoas que criam ao redor ambientes tão maus que, às vezes, uma família tão boa se arrebenta toda por causa de uma pessoa má, que não tem valores como nós temos.

5)    Na agenda do teu dia-a-dia.

Amado, não desperdices a vida. Domingo é dia do Senhor! Tens que ter um compromisso sim, com a igreja, com Deus, viver dentro da vontade de Deus. No teu trabalho, não tenhas vergonha, nem medo de dar o teu testemunho, na tua empresa, no teu local de trabalho. Ora a Deus, sê grato a Deus. Dá um tempo para Deus. Tu tens tempo para tudo e não tens tempo para Deus? Coloca Deus em primeiro lugar. Envolva-te num hábito de sentar-te com a família na hora da refeição. Os filhos, a família, dê a mão à tua patroa e diz: Senhor! Graças te damos por este alimento, que faça bem para o corpo físico, já que o espiritual está perfeito pela morte e ressurreição de Jesus.

6)    No meio dos teus problemas.

Quando enfrentas lutas, problemas pessoais, não chames o teu vizinho, não marques consulta com teu psiquiatra. A primeira consulta tem que ser a Igreja, a Cidade Refúgio! Irmãos da Igreja! Nós, aqui, somos uma família, nós damos logo, cobertura, quando chega uma pessoa ferida, aflita. Ela, logo, recebe oração.Salmos 50:15 diz “Invoca-me…”

Quando estiveres angustiado não procures o mundo, não procure os conselhos dos ímpios, a roda dos escarnecedores: “Eu é que te vou livrar.”

Este é o nosso Salmo! “Invoca-me no dia da angústia; eu te livrarei, e tu me glorificarás.”

A tua família tem que buscar junto ao Senhor. As tuas preocupações e ansiedades são muito grandes? Significa que Deus não está em primeiro lugar na tua vida. Temos mais de 500 pessoas na internet, ao vivo. Nós estamos dizendo os valores tradicionais cristãos. Começa nas finanças: Deus em primeiro lugar. Relações pessoais: Deus em primeiro lugar. Problemas: Deus em primeiro lugar. Agenda do dia-a-dia: Deus em primeiro lugar. Amizades, interesses pessoais: Deus em primeiro lugar!

-E como é que eu faço?Mateus 6:33. Está, aqui! O fim dos teus problemas, o fim das tuas feridas, o fim das tuas angústias, o fim dos teus medos, o fim das tuas preocupações, o fim das tuas covardias, o fim dos teus problemas existenciais estão aqui!

Mateus 6:33 “buscai, pois, em primeiro lugar, o seu reino e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas.”

Busca o que a palavra de Deus diz em primeiro e  vais ter uma família feliz, uma família alicerçada.

O principal alicerce da família cristã tradicional é: Coloca Deus em primeiro lugar! Uma família que não faz isto, não tem condições de sobreviver. Se queres ter uma família bem sucedida, uma família forte, nós estamos respondendo como fazê-lo. Coloca Deus em primeiro lugar. Não tenhas vergonha de edificar a tua vida sobre os valores tradicionais da bíblia, sobre o que o cristianismo diz. Não digas ao teu filho de quinze anos: Toma uma camisinha e vai pra vida! Diga: Filho! Sê honesto! Sexo é só no casamento. Podes pegar uma doença, podes engravidar uma menina, podes arrumar problemas com Deus, para ti e Deus. Pode criar problemas e vergonha para a nossa denominação. Tu podes ser um mau exemplo. Filho! Eu não vou te dar camisinha, eu vou te dar palavra bíblica!

Honestidade, verdade! Se criares os teus filhos dizendo: Filhos! Sexo é no casamento! Vais evitar muitos problemas, muito desgosto. Tem pai que vai às compra e compra: Farinha, batata, e uma caixa de camisinha, porque temos três filhos e se gasta muito dinheiro de camisinha em casa! Desculpe-me, amado, mas isto não é valor cristão. Nós estamos ensinando os filhos a serem honestos, verdadeiros, a respeitarem as moças, a respeitarem as meninas para que quando casarem se torne exemplo para a nossa nação.

Salmos 112:1 “Aleluia! Bem-aventurado o homem que teme ao SENHOR e se compraz nos seus mandamentos.”.

Bem aventurado o homem que teme ao Senhor, que coloca Deus em primeiro lugar, que tem prazer nos valores da bíblia, na autoridade da bíblia, na relevância da bíblia, que vem a Igreja, que tem compromisso com Deus!

Bem-aventurado =  MAKARIOI = feliz.

Agora vamos ver o que acontece?

No versículo 2: “A sua descendência será poderosa na terra; será abençoada a geração dos justos.”

Aqueles que tem valores tradicionais cristãos, na família. Ele disse que na tua casa há camisinha e revista pornográfica para os filhos? Não! Na tua casa há concordância com o homossexualismo, lesbianismo? É isso que a bíblia diz? Não! Ele diz, porque colocou Deus em primeiro lugar, porque temeu a Deus, porque seguiu a instrução da bíblia, porque acreditou na relevância da palavra, porque não pôs duvida na palavra e reconheceu a autoridade e a verdade da palavra.

No versículo 3 “Na sua casa há prosperidade e riqueza, e a sua justiça permanece para sempre.” Isto aqui é para o homem que teme ao Senhor. É aquele que diz: Filha! Nós temos que ir à Igreja! Mas os garotos estão dormindo! Acorda, irmão! Senão a bíblia vai cair da tua mão! Meu marido, querido! Deus em primeiro lugar! Nós temos que ir à Igreja!  Mas eu estou cansado, me dói a perna, me dói isso e aquilo. Não! Vamos lá! Vamos pegar o nosso carro! Vamos pegar o nosso ônibus! Vamos orar para Deus nos dar um carro. vamos orar para Deus nos dar uma casa próximo da Igreja! Vamos fazer alguma coisa! Vamos fazer um movimento, não vamos ficar inertes, aqui, preguiçosos. Eu quero assistir pela internet! Que assistir pela internet, internet é para quem está muito longe. Eu quero estar ao lado do povo de Deus, eu quero estar no meio dos louvores da igreja, eu quero construir a minha família sobre valores tradicionais cristãos. A família tradicional ora, é dizimista, é amorosa, é compassiva, amiga é generosa. E o resultados? Aqui! Prosperidade, filhos poderosos! Não é filho que andou com uma e com outra. É filho poderoso! Na escola é o melhor aluno. Vai para a faculdade é o melhor aluno. Termina o curso, tem prova, passou, abriu-se a porta. São valores tradicionais cristãos. E é isso que nós vamos fazer, agora! Durante um tempo tu vais me ouvir bater nesta tecla.Põe Deus em primeiro lugar! Nada de “tico-tico no fubᔠcom Deus. Está frio, está quente. Isto não é cristianismo, nada! Não é mudança de caráter, não é mudança de conduta. Deus diz que nós fomos chamados para ser à imagem e semelhança de Jesus. Então, Jesus deixava de ir à Sinagoga quando tinha sol, e corria para a Barra da Tijuca para tomar um banho? Jesus deixava de pregar na Sinagoga quando chegava algum parente e dizia: Vamos fazer um churrasquinho? Queimar uma carne? Não, eu não gosto de carne vermelha, carne vermelha faz mal. Não, mas, aqui, em casa não se come carne vermelha, a gente põe na churrasqueira e ela fica marronzinha, tostadinha! Jesus não disse: Vamos fazer um churrasquinho e tu ficas lá na Sinagoga…. Não saias daqui, hoje, sem dizer: Deus! Tu estás em primeiro lugar na minha família. Tu estás em primeiro lugar na minha vida. Tu estás em primeiro lugar nas minhas amizades, nas minhas relações, na minha agenda, nas minhas finanças. Deus está em primeiro lugar! Eu não vou ter vergonha de dizer à mesa para os meus filhos: Isto que está, aqui, para nós comermos foi Deus que deu. Diga aos pequeninos: Foi “papai do céu” que deu. Diga à sua sogra: Foi Jesus Cristo! Constrói a tua vida sobre valores tradicionais cristãos. O cristão tradicional não faz gazeta com a Igreja. A família tradicional cristã respeita o seu pastor. Se, realmente,  és cristão tradicional, porque, hoje em dia, tem uma onda, aí, que diz: Fica em casa! Nós temos um “papito”, temos um “não-sei-o-que”. Isto não é cristianismo!  Tu viste que hoje eu chorei com a peça de teatro que fala sobre minha vida, na guerra. Este menino que foi levado aos vinte e um anos, não tinha nem vinte e um anos, ele tinha vinte para vinte e um, quebrado, apodrecido, católico, rezava o rosário todo o dia, fazia novenas. Não prestava para nada a minha vida! Sabe o que Deus mudou naquela cama de hospital, quando eu li: Eu sei que o meu Redentor vive! Mudou o meu caráter, mudou a minha conduta. Isto chama: valores tradicionais cristãos.

Esta é uma reunião dentro do Hospital. Este cabeludo de barba, sou eu. Um violão. Sabe o que as pessoas iam ao Hospital fazer? Cantar corinhos e orar e fazer leituras de bíblias. Não vinham me dizer: Porque tem duas lá fora, tem uma lá fora! Não! Eles vinham cantar louvores dentro do hospital. Esta foto, esta moça que está do meu Aldo esquerdo, esse que parece com Jesus sou eu, com barba. Esta moça de óculos, quando eu foi à Campanha do Maná, ela veio, já uma senhora e disse: Lembra? No Hospital? E eu disse: Lembro. O que nós fazíamos no Hospital? Líamos a bíblia, cantávamos corinhos, tiravam ofertas para me ajudar. Eles faziam isto! Tem dinheiro? Não! Então, vamos tirar uma oferta para o jovem! E eu apliquei bíblia desde o meu primeiro dia da minha conversão. E estou, aqui. As pessoas que me conhecem em Portugal dizem: Olha! É aquele moço da cadeira de rodas! Eu poderia dar desculpa de muitas coisas, mas eu ia de cadeira de rodas para a Igreja, até que Deus me curou. Ia de muletas, até que Deus me curou. Eu nunca vi dificuldade, porque eu amo Jesus de todo meu coração, de toda a minha alma, com todas as minhas forças. Assim seja, assim disse o Senhor! Glória a Deus!

 

Se nossa Mensagem tem abençoado a tua vida, se estas palavras tem feito bem ao teu espírito, ajude-nos a mantê-la, seja um semeador. Com certaza seu dízimo e oferta semeado em nosso ministério de evangelização, será honrado por Deus em tua vida com bençãos sem medidas. CLIQUE AQUI PARA DOAR!

Compartilhar
Nenhum Comentário

Escrever um Comentário