Nem uma hora pudestes vigiar comigo?

TEMA: NEM UMA HORA PUDESTES VIGIAR COMIGO? – 09/11/03 – DOMINGO – 1837.

TEXTO: Mateus 26:36-41 “Em seguida, foi Jesus com eles a um lugar chamado Getsêmani e disse a seus discípulos: Assentai-vos aqui, enquanto eu vou ali orar; e, levando consigo a Pedro e aos dois filhos de Zebedeu, começou a entristecer-se e a angustiar-se. Então, lhes disse: A minha alma está profundamente triste até à morte; ficai aqui e vigiai comigo. Adiantando-se um pouco, prostrou-se sobre o seu rosto, orando e dizendo: Meu Pai, se possível, passe de mim este cálice! Todavia, não seja como eu quero, e sim como tu queres. E, voltando para os discípulos, achou-os dormindo; e disse a Pedro: Então, nem uma hora pudestes vós vigiar comigo? Vigiai e orai, para que não entreis em tentação; o espírito, na verdade, está pronto, mas a carne é fraca.”

Meu querido filhinho na Fé, meu irmão amado, Corpo de Cristo, selo do meu apostolado!

Há muito tempo que o mundo inteiro vem sendo “assaltado” por um cristianismo falsificado, cheio de superstições, de africanizações, fantasioso e distante da Bíblia Sagrada. Quando o cristianismo original é pregado, quando a Graça de Deus é ensinada, muitas pessoas não conseguem reconhecê-lo, porque pensam que é falso. A falsidade campeia, há muitas décadas, no mundo inteiro. Por que eu digo isso logo no início da mensagem? Especialmente por causa da questão da oração.

O Espírito do Senhor começou, no ano passado, no dia 2 de dezembro, a trazer ao meu espírito algo que seria uma revelação profunda, com uma visão perfeita da vida de oração, que me firmou, que me fortaleceu, que me fundamentou e me aperfeiçoou, na questão da oração.

Esse evangelho falsificado e fantasioso, nunca, nunca quis dar ouvidos à questão da oração. A oração, para muitas pessoas, é uma mera expressão de legalismo. Para muitos, a oração é algo distante. Tanto é verdade que não existe o costume de manter uma disciplina de oração.

No outro Domingo, eu passei à igreja um quadro de estatística, que quero novamente compartilhar, que é a base da vida espiritual da maioria dos líderes espirituais do mundo. Diz a pesquisa que 57% dos líderes oram menos de 20 minutos por dia, que 34% oram entre 20 minutos e 60 minutos e que 9% oram entre 1 hora e 1 hora e meia por dia. A média diária é de 22 minutos por dia de oração. Isso tem sido um caos para a obra de Deus. Pela falta de uma vida de oração, pela falta de uma vida de integração e comunhão com o Pai, muitas pessoas têm deixado de conquistar, de alcançar metas e de atingir objetivos. Muitos têm perdido, têm sido execrados na sua vida profissional, humilhados na sua conduta, porque lhes faltou a arma da oração.

O que Deus está falando com esta mensagem? Deus está capacitando o Seu povo, fazendo-o entender que não é possível viver uma vida vitoriosa sem que haja uma vida dedicada de oração e de vigilância.

Se a média do mundo é de 22 minutos, todo o povo do Senhor deve começar orando, diariamente, 22 minutos, mas, sempre pensando que o alvo é chegar à 1 hora por dia.

Agora, vamos dar um passo adiante. Em Atos 1:14, o Senhor diz assim: “Todos estes perseveravam unânimes em oração, com as mulheres, com Maria, mãe de Jesus, e com os irmãos dele.”

A pergunta que sempre se faz, é: como se ora?

Nós, que viemos da igreja romana, aprendemos a rezar. O que é a reza? É uma repetição. Normalmente, se pega um rosário, e vai repetindo uma oração, que todo mundo conhece, que está universalizada, mas que, na realidade, deixa de ser uma oração para ser apenas uma repetição.

Quando a Palavra de Deus diz que eles “perseveravam unânimes em oração”, na realidade, no original grego não diz: “EM oração”, mas, “NA oração”. Mas, qual a diferença entre perseverar “EM oração” para perseverar “NA oração”? “NA oração” significa que existe umaoração que deve ser seguida como modelo. Qual é a essa oração? É a oração modelo do Pai nosso.

Na oração modelo, existem princípios básicos, propósitos e poder, que eu chamo de “roteiro de oração”. Quando tu aprendes a orar em linha com a oração modelo, que eu vou começar a explicar agora, sentes algo formidável, que é uma energia vital, igual a que se passou com Jesus, e com a igreja primitiva. Eu gostaria que a oração modelo do Pai nosso se tornasse a energia vital da tua vida.

Lembro ao meu filhinho na Fé que, quando os Apóstolos oravam, quando a igreja primitiva orava, as paredes tremiam, havia sinais, prodígios, maravilhas, as correntes eram quebradas e prisões passavam por colapso. O que havia com eles que não há conosco?

Quando alguém começa a orar, o seu corpo, o seu templo do Espírito é cheio de Glória, começa a haver uma manifestação do poder de Deus e, finalmente, por causa da vida de oração, o perfeito louvor flui dos lábios e é oferecido a Deus. Só pode oferecer um perfeito louvor quem costuma levar uma vida de oração.

Mas, antes de eu falar da oração modelo do Pai nosso, tenho que te explicar como não devemos orar.

Nós temos uma “métrica” de oração, somos o povo da Graça de Deus, temos a Mente de Cristo, o nosso coração já foi circuncidado pela Palavra, temos na nossa boca uma fonte a jorrar com água doce, logo, não podemos permitir que as nossas orações sejam “águas amargas”. Tiago disse que não convém que essas coisas sejam assim. Não podemos ser pessoas que entendem a Graça de Deus e, depois, orar: ‘Oh! Deus, não me abandones. Oh! Deus, tem misericórdia de mim. Oh! Deus, cuidado com o diabo…’ Então, vamos aprender o que não devemos orar.

Em Mateus 6:5-8 diz isso: “E, quando orardes, não sereis como os hipócritas; porque gostam de orar em pé nas sinagogas e nos cantos das praças, para serem vistos dos homens. Em verdade vos digo que eles já receberam a recompensa. Tu, porém, quando orares, entra no teu quarto e, fechada a porta, orarás a teu Pai, que está em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, te recompensará. E, orando, não useis de vãs repetições, como os gentios; porque presumem que pelo seu muito falar serão ouvidos. Não vos assemelheis, pois, a eles; porque Deus, o vosso Pai, sabe o de que tendes necessidade, antes que lho peçais.”

Quando oramos, não devemos ser hipócritas. Por quê? Claro que nós fazemos orações públicas. Eu oro, os Pastores oram, estamos numa escola de treinamento de vida, mas, a oração não deve ser feita para ser vista pelos homens. A oração deve nascer no nosso coração para ser vista por Deus. A oração começa com uma atitude: humildade. O orgulho não cabe na vida de quem ora. Portanto, ninguém pode dizer: ‘Agora, já oro duas horas por dia, já sou melhor que você. Não dou a paz do Senhor, porque eu oro mais do que você.’ Não! Não é para isso que serve a oração. A oração não é para ser vista pelos homens.

A segunda recomendação de Deus é que compreendamos que devemos ter um retiro diário com Ele. Esse movimento é importante, porque precisas criar o teu secreto com Deus. Toda a pessoa que ora em secreto com Deus, é recompensada pelo Senhor. As vãs repetições não servem para nada.

Agora sim, como devemos orar? Diz a Palavra do Senhor em Mateus 6:9: “Portanto, vós orareis assim…”.

Tu verás que, com a oração modelo do Pai nosso, as tuas orações durarão de 1 a 1 hora e meia.

A oração do Pai nosso foi transformada pela igreja romana numa repetição e como forma de penitência. Na realidade, dentro da oração do Pai nosso existem temas básicos que te ajudarão a desenvolver uma vida intensa de oração. Tu aprenderás o “caminho das pedras”. Por quê? Quando há um roteiro, um modelo, a oração não se torna um peso, pelo contrário, ela se torna importante para a vida.

Muitas pessoas sentem dificuldade em orar porque não sabem como “alimentar” a oração. Quando não se tem prática, há dificuldade para se “criar” a oração na mente e no coração é ainda maior.

O primeiro ensino que tiramos do modelo de oração do Pai nosso é que a nossa oração é feita ao Pai. ” … Pai nosso, que estás nos céus, santificado seja o teu nome;”. (Mateus 6:9).

O nosso Pai é o Deus criador, é o Deus Onisciente, é o Deus Onipotente, é o Deus Onipresente. Não é um deus ídolo, não é um deus mito, um deus de uma imagem, é o Pai, o Criador. A nossa oração não é feita a um “santo” católico, mas ao Pai.

O nosso Pai quer ver em nossa vida, em primeiro lugar, o nosso submetimento. Quando, na nossa oração, nos ajoelhamos, nos sentamos, nos colocamos em oração, e dizemos: Pai, nesse momento, nós começamos a santificar, a reconhecer, em Deus, a nossa filiação, a Sua paternidade.

Em Mateus 5:16 diz: “Assim brilhe também a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem a vosso Pai que está nos céus.”

Então, o Pai deve ser glorificado. Quem não ora, não glorifica o Pai. Não está submetido ao Pai, não depende do Pai, não possui laços afetivos, logo, não pode granjear nada do Pai. Estou falando certo? Claro!

Precisamos aprender a orar segundo o modelo de Cristo. Quando se ora segundo esse modelo, não há frustrações, recebe-se o que necessita, aprende-se a enfrentar as hostes do mal, o inimigo, o diabo e os demônios, sem medo, vive-se sempre em vitória, vive-se como cabeça e não como cauda, coloca-se sempre por cima e nunca por baixo, torna-se capacitado a viver vitoriosamente.

Para santificarmos o Nome do Pai, é necessário entendermos quem é o Pai. Precisamos conhecer os Seus Nomes, as Suas manifestações, os Seus atributos, porque, quando os conhecemos, passamos a entender o caráter do Pai e a Sua vontade, que a maioria do povo de Deus não conhece.

Quando uma pessoa diz assim: ‘Eu perdi a salvação’, ela está dizendo que Deus é mentiroso, porque Ele disse: ‘das minhas mãos ninguém arrebata.’ O caráter do nosso Pai é inviolável, imutável. Então, quando começamos a nutrir esse tipo de sentimento na nossa oração, passamos a dizer: ‘Pai, santificado sejas. Senhor, eu conheço o Teu caráter, conheço a Tua vontade. Ela é boa, perfeita e agradável.’

O caráter e a vontade de Deus revelam o que Ele prometeu ser em nós, fazer por nós e fazer por nosso intermédio.

Quem é o Pai? O pai dos budistas é Buda. O pai dos mulçumanos é Maomé. O pai dos confucionistas é Confúcio. Ora, quem é o nosso Pai? Quem é o Pai a quem nós nos dirigimos em oração? Precisamos saber que nos dirigimos ao Pai que, pelo poder do Seu Sangue, perdoou os nossos pecados, nos adotou como filhos, nos tornou herdeiros, por isso, podemos dizer: Pai!

Diz a Palavra do Senhor em 1 Pedro 1:18-19 “sabendo que não foi mediante coisas corruptíveis, como prata ou ouro, que fostes resgatados do vosso fútil procedimento que vossos pais vos legaram, mas pelo precioso sangue, como de cordeiro sem defeito e sem mácula, o sangue de Cristo,”.

Éramos pecadores, e o Sangue de Cristo nos resgatou. Não foi o nosso livre arbítrio, foi Ele quem nos resgatou. Logo, hoje podemos dizer: Pai, porque somos filhos, resgatados da morte.

Diz Gálatas 4:4-6: “vindo, porém, a plenitude do tempo, Deus enviou seu Filho, nascido de mulher, nascido sob a lei, para resgatar os que estavam sob a lei, a fim de que recebêssemos a adoção de filhos. E, porque vós sois filhos, enviou Deus ao nosso coração o Espírito de seu Filho, que clama: Aba, Pai!” Não éramos filhos. Fomos adotados como tal.

Quando nos lembramos de que Deus é o nosso Pai e do que Ele fez em nosso benefício, então, temos palavras para colocar na nossa oração: ‘Senhor, eu estava perdido, estava nas garras de Satanás, fui resgatado. Meu Deus, que prazer tenho de estar de joelhos. Antes eu servia ao príncipe da potestade do ar, agora sirvo a Ti.’ Deus sabe de tudo isso, mas Ele quer que estejamos convencidos disso.

Isaías 53:5 diz: “Mas ele foi traspassado pelas nossas transgressões e moído pelas nossas iniqüidades; o castigo que nos traz a paz estava sobre ele, e pelas suas pisaduras fomos sarados.”

Deus pagou pelas nossas iniqüidades. Não temos mais que ficar pensando: ‘Eu sou um pecador, vou perder a salvação, o diabo vai me pegar.’ Quem pensa dessa maneira não ora a Deus. As nossas iniqüidades e nossas transgressões, o Senhor as levou.

Apocalipse 1:5 diz: “e da parte de Jesus Cristo, a Fiel Testemunha, o Primogênito dos mortos e o Soberano dos reis da terra. Aquele que nos ama e pelo seu sangue, nos libertou dos nossos pecados. “

É bom quando tens esse tipo de entendimento: que foste liberto pelo Sangue de Jesus. Assim, tens prazer de falar com o Pai, de orar.

Diz em Romanos 6:14: “Porque o pecado não terá domínio sobre vós; pois não estais debaixo da lei, e sim da graça.”

 

Vê quantos argumentos tens para falar com o Pai?

Depois, em Hebreus 10:19, o Senhor diz: “Tendo, pois, irmãos, intrepidez para entrar no Santo dos Santos, pelo sangue de Jesus,”.

Quando oramos ao Pai, estamos no Santo dos santos. Não precisamos pedir a Maria, para Maria pedir a Jesus, para Jesus pedir ao Pai, porque o Pai é Jesus e Maria morreu!

Quando tu dizes: ‘Pai’, é aberto o acesso. O véu já se rasgou, por causa do Sangue de Jesus.

O que mais Deus fez na nossa vida? 1 Coríntios 6:19 “Acaso, não sabeis que o vosso corpo é santuário do Espírito Santo, que está em vós, o qual tendes da parte de Deus, e que não sois de vós mesmos?”

Somos templo do Espírito Santo; o Espírito mora em nós. Não somos donos de nós mesmos. O nosso dono é Jesus, o nosso Senhor é Jesus.

Hebreus 10:20 diz: “pelo novo e vivo caminho que ele nos consagrou pelo véu, isto é, pela sua carne,”.

Temos um novo e vivo caminho. O caminho até o Pai está aberto, não há ninguém que possa te impedir de ir “lá em cima”.

Em Efésios 3:18-19, o Senhor diz: “a fim de poderdes compreender, com todos os santos, qual é a largura, e o comprimento, e a altura, e a profundidade e conhecer o amor de Cristo, que excede todo entendimento, para que sejais tomados de toda a plenitude de Deus.”

Como somos tomados de toda plenitude? Quando conhecemos o Amor de Deus, a altura, o comprimento e a largura.

As pessoas, ao invés de conhecerem o Evangelho, preferem passar numa piscina de água, preferem passar numa porta e prantear, botar uma fita azul no braço, porque não conhecem quem é Deus na Sua plenitude, pois o evangelho que ouvem é fantasioso e africanizado.

Tu conhecerás Deus na vida de oração. Serás tomado de toda plenitude de Deus.

Diz a Palavra do Senhor em 1 Pedro 2:24: “carregando ele mesmo em seu corpo, sobre o madeiro, os nossos pecados, para que nós, mortos para os pecados, vivamos para a justiça; por suas chagas, fostes sarados.”

Quando começas a compreender que estás curado, fisicamente, mentalmente e emocionalmente, que Jesus é o Médico dos médicos, a tua vida passa a ser outra. Há prazer em te relacionares com Deus. Vê quantos argumentos importantes eu já te trouxe?!

Tu estás sendo treinado, educado espiritualmente, aconselhado, para que vivas uma vida intensa com o Pai.

Romanos 8:1 diz uma coisa formidável: “Agora, pois, já nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus.” Está dizendo para o povo de Deus, agora, hoje, hoje, agora, neste momento.

Não há mais sentimentos de culpa, não há mais condenação, não precisamos ficar: ‘Oh! Deus, misericóridia, porque há 20 anos…’ Não há condenação! Sabes por quê? Porque no versículo 2 diz assim: “Porque a lei do Espírito da vida, em Cristo Jesus, te livrou da lei do pecado e da morte.” Na cruz do Calvário Jesus te livrou. Diz: ‘Eu sou livre, da lei do pecado e da morte.’

Quando compreendes isso, quando colocas isso no teu coração, sentes a necessidade de orar a Deus.

Gálatas 3:13 diz: “Cristo nos resgatou da maldição da lei, fazendo-se ele próprio maldição em nosso lugar (porque está escrito: Maldito todo aquele que for pendurado em madeiro),”. Já fomos resgatados da maldição, das doenças, das enfermidades, da miséria, do castigo; fomos livres de tudo isso. E diz a Palavra do Senhor que foi para que a bênção de Abraão chegasse até nós.

Depois, em 2 Coríntios 2:14 diz: “Graças, porém, a Deus, que, em Cristo, sempre nos conduz em triunfo e, por meio de nós, manifesta em todo lugar a fragrância do seu conhecimento.”

Quando tu estás no teu trabalho, lá está o cheiro de Cristo, o aroma de Cristo. Diz: ‘Glória a Deus!’

Olha, tu não podes perder uma batalha. Os inimigos têm o braço da carne, nós temos o nosso Deus para nos ajudar e guerrear as nossas guerras, sempre em triunfo.

Aquele que está em triunfo, determina: ‘Sou um homem de oração, sou uma mulher de oração, Satanás não vai me prender na cama, em hipótese alguma, minha cama é leito imaculado, minha casa é templo de oração, eu vou orar, vou botar os meus filhos para orar, minha esposa, sogra…

Diz 2 Timóteo 1:10: “e manifestada, agora, pelo aparecimento de nosso Salvador Cristo Jesus, o qual não só destruiu a morte, como trouxe à luz a vida e a imortalidade, mediante o evangelho,”.

Quem tem Jesus, quem crê no Evangelho é imortal! Não tem medo da morte, porque, ainda que morra, viverá.

Essa é a obra que o Pai fez, pelo Sangue de Cristo, no Calvário! Se a conhecemos, temos argumentos para começar uma vida de oração e, certamente, com mais de uma hora por dia. Só pelo o que Ele fez, só pela gratidão que há no nosso coração, só pelo o que Cristo fez, já há palavras suficientes para orarmos.

Vamos ver alguns nomes, virtudes e manifestações de Deus, no Antigo Testamento, que revelam o Seu caráter e a Sua natureza. Essas manifestações se cumprem em Cristo. É importante saberes isso para poderes conhecer o Pai que tens.

A primeira manifestação do hebraico é: Jeová Tsidekenu. O que quer dizer essa manifestação? Significa: Senhor Justiça nossa! Deus é a nossa justiça.

 

Diz a Palavra do Senhor em Jeremias 23:5-6: “Eis que vêm dias, diz o SENHOR, em que levantarei a Davi um Renovo justo; e, rei que é, reinará, e agirá sabiamente, e executará o juízo e a justiça na terra. Nos seus dias, Judá será salvo, e Israel habitará seguro; será este o seu nome, com que será chamado: SENHOR, Justiça Nossa.”

Amado, tu estás num contexto em que Deus é justo contigo. Deus é fiador para o bem. Podem fazer as injustiças que fizerem, a Justiça divina sempre será feita a teu favor. Tarde ou cedo, quem urde, cai.

Por isso Paulo disse em Romanos 5:17: (agora vem o cumprimento em Jesus) “Se, pela ofensa de um e por meio de um só, reinou a morte, muito mais os que recebem a abundância da graça e o dom da justiça reinarão em vida por meio de um só, a saber, Jesus Cristo.”

Senhor Justiça nossa, escrito por Jeremias, na realidade, é Jesus Justiça nossa.

Depois, em 2 Coríntios 5:21, diz: “Aquele que não conheceu pecado, ele o fez pecado por nós; para que, nele, fôssemos feitos justiça de Deus.”

Colossenses 2:10 diz: “Também, nele, estais aperfeiçoados. Ele é o cabeça de todo principado e potestade.”

 

Quando tu oras a Deus, sabe que estás orando ao Pai que é justo. Ele recompensa e honra. Ele é o Autor de toda boa dádiva. NEle não há mudanças, não há sombras, não há variações. O caráter de Deus é imutável. Quando ele diz que é Justo, é Justo. Os homens dizem que são justos e cometem injustiças. Os homens traem, fazem maldade, mas, Deus, não. Ele vai até o fim para nos abençoar. Ele mesmo disse: ‘Eu nunca te abandonarei, nunca te deixarei.’

 

Quando tu disseres: ‘Pai nosso que estais nos céus’, lembra-te de que esse é o modelo. Depois, tu aumentas o teu diálogo com Deus: ‘Pai, Tu és a minha justiça! Senhor, Tu és o Deus justo. Tu me compraste pelo Sangue de Jesus. Eu estava perdido em pecados e delitos. Senhor, a Tua Palavra é tão fiel que, ainda que eu seja infiel, Tu permaneces fiel.’ Olha, tu tens “campo de trabalho” com Deus.

 

Se tu começares, agora, dando esses primeiros passos, verás como a tua oração mudará rapidamente. Absorverás a oração modelo do Pai nosso com rapidez. Compreenderás, definitivamente, que Deus é justo, bom e misericordioso. Começarás a “trabalhar” no primeiro passo da oração, nos 22 minutos, e logo chegarás à 1 hora.

 

ASSIM SEJA, ASSIM DISSE O SENHOR! ALELUIA!

 

FIM

 

TV CRISTO VIVE

TV Cristo Vive

Clique e assista

Participe de nossos cultos ao vivo, direto de nossa Sede Internacional no Rio de Janeiro - Brasil.

CULTOS

Cultos Brasil

Áudio | Vídeo

Domingo - 9:00h e 18:00h
Segunda-feira - 19:30h Quarta-feira - 19:30h

Cultos Portugal

cristoviveportugal@gmail.com

Domingo - 10:00
Segunda-feira - 20:30
Quarta-feira - 20:30
Horário de Lisboa

Cristo Vive em Portugal

ARQUIVOS

Visite nosso arquivo de mensagens em Áudio ou Video
Visite nosso arquivo de mensagens em texto

Cristo Vive em Portugal Blog do Eleito Facebook TV Online Milagres Vivos Youtube TV Cristo Vive Youtube Igreja Cristo Vive Palavra Profética