O Pecado não terá domínio sobre vós.

 TEXTO: Romanos 6:14 “Porque o pecado não terá domínio sobre vós; pois não estais debaixo da lei, e sim da graça.” 

FILIGRANA: RECEBEMOS O PLENO CONHECIMENTO, SOMOS SALVOS, ESTAMOS NA IGREJA, CONHECEMOS A ELEIÇÃO, A PREDESTINAÇÃO, TEMOS O SELO DO ESPÍRITO E PROVAMOS O PODER DE DEUS.

 Muitos me escrevem e perguntam qual é o papel do pecado na teologia da genuína Graça de Deus?

Uma outra pergunta muito comum é: Se um crente, nascido de novo, peca e não se arrepende, e se Jesus, nesse ínterim, vem, ele fica ou vai?

Há ainda uma terceira: O pecado pode separar um cristão de Jesus Cristo?

Há uma pergunta muito constante: Pode uma pessoa pecar e pecar e pecar e pecar e ficar tudo bem, como se diz na gíria, numa boa?

Queria mostrar o que a Bíblia diz. Não gosto de pensamentos humanos, de raciocínios falazes, de tradições. A tradição erra. O próprio Cristo não pôde fazer muitos milagres por causa da tradição. A tradição anula a Palavra. Vamos ver o que diz a Palavra “Porque o pecado não terá domínio sobre vós;…”. Aqui está a primeira resposta: o pecado não terá domínio sobre nós.

Na lei, o pecado tinha domínio e escravizava, tanto que era necessário, uma vez por ano, o sacerdote entrar no santuário, no Santo dos santos, para aspergir sangue sobre a arca pedindo perdão dos pecados. Mas na Graça, o que Jesus veio fazer? Ele pegou os nossos pecados, a maldição, a doença, o castigo e os encravou na cruz do Calvário.

Isso é um grande privilégio, mas é também uma grande responsabilidade.

Um dos primeiros pensamentos que surge quando se conhece essa verdade é que, já que é assim, podemos pecar à vontade. Só que esse é o raciocínio humano, carnal, é a lógica de quem não conhece a Bíblia. Essa mesma afirmação foi feita quando Paulo ensinou o que agora eu transmito. E ele respondeu em Romanos 6:1-2 “Que diremos, pois? Permaneceremos no pecado, para que seja a graça mais abundante? De modo nenhum! Como viveremos ainda no pecado, nós os que para ele morremos?”

Então, vamos continuar pecando para que a Graça seja abundante? Vejamos o que Paulo responde: “…de modo nenhum.”

Muitas pessoas, por não conhecerem a Bíblia, pensam que vão poder continuar pecando só porque são predestinadas e não perdem a salvação. Que tipo de pensamento é esse, senão diabólico?

No momento em que Jesus chega à vida de uma pessoa, que é eleita, que é escolhida, que é predestinada, aquelas influências do príncipe das potestades do ar, aquela natureza da ira e aquela velha natureza têm que morrer. Cristo passa a estar em primeiro lugar, passa a ser o primaz na sua vida. E o pecado? O pecado não pode ter mais domínio sobre a sua vida.

Agora, a mentalidade religiosa, quando ouve dizer que o pecado não tem mais domínio, pensa logo em poder pecar. Vou dizer uma coisa: toda pessoa que pensa dessa forma nunca foi crente.

Quando uma pessoa não conhece a Bíblia e se mete no Velho Testamento, em Crônicas, em Reis, no Pentateuco, sem conhecer as 14 Epístolas de Paulo, sem ser cortado pela Graça, sem conhecer o que é carne e o que é espírito, pode incorrer nesse erro.

O Velho Pacto era para a carne. O Novo Pacto é para o espírito. Romanos 6:12 “Não reine, portanto, o pecado em vosso corpo mortal, de maneira que obedeçais às suas paixões;”.

A nossa verdadeira identidade é espírito, e no espírito o inimigo não pode tocar. Onde ele pode lançar dardos? Na carne, na mente, nos pensamentos. E atitude carnal não pode invalidar o que Jesus fez, eternamente, no espírito. Se isso fosse possível, o Sangue de Jesus seria igual ao de bodes, de touros ou de galinhas. O inimigo não pode tocar mais na nossa verdadeira identidade, que é espiritual. A carne não pode invalidar o espiritual. Fomos livres da maldição. Lê Gálatas 3:13.

Estamos mortos ao pecado. 1 Pedro 2:24 “carregando ele mesmo em seu corpo, sobre o madeiro, os nossos pecados, para que nós, mortos para os pecados, vivamos para a justiça; por suas chagas, fostes sarados.”

Não entendo o porquê de uma pessoa, que saiu das garras de Satanás para a luz, ainda ter na mente a idéia de pecado. Ou a pessoa nasceu de novo ou não nasceu! Agora, precisamos nos ver como justos, pois tudo o que fazia parte da nossa vida antes de confessarmos Jesus ficou para trás. Diz Colossenses 1:13-14 “Ele nos libertou do império das trevas e nos transportou para o reino do Filho do seu amor, no qual temos a redenção, a remissão dos pecados.”

Ele não nos libertará se merecermos. Não é assim! Ele já nos libertou!

A pessoa que não tem nenhum compromisso com Deus, é louca: bebe, fuma, baila, cheira, injeta e adultera. Mas no momento em que Jesus Cristo, o Senhor, passa a governar a sua vida, ela sai do império das trevas.

O mundo tradicional não gosta disso porque o que mais um pregador, que não conhece a Graça de Deus, gosta de fazer, é manipular as pessoas com a possibilidade delas morrerem e irem para o inferno.

Paulo disse em Colossenses 3:5-7 “Fazei, pois, morrer a vossa natureza terrena: prostituição, impureza, paixão lasciva, desejo maligno e a avareza, que é idolatria; por estas coisas é que vem a ira de Deus [sobre os filhos da desobediência]. Ora, nessas mesmas coisas andastes vós também, noutro tempo, quando vivíeis nelas.”

Noutro tempo, andávamos! E no tempo de hoje? Não andamos mais. Por causa da nossa postura de homens e mulheres de Deus, não podemos ser iguais aos ímpios. Precisamos fazer morrer a nossa natureza terrena. Essa é a nossa responsabilidade!

Andamos no mundo, e ele é cheio de perversidade. Por isso, se deixamos o mundo entrar na nossa cabeça, damo-nos mal. É nossa responsabilidade dizer não.

Diz em 1 João 5:18 “Sabemos que todo aquele que é nascido de Deus não vive em pecado; antes, Aquele que nasceu de Deus o guarda, e o Maligno não lhe toca.”

Pode um nascido de Deus mentir? Não, não pode. A nossa mente é outra. O nosso coração foi circuncidado. A mente é a de Cristo. Tanto é verdade que, se a pessoa foi possuída por Satanás no passado, hoje, ela é possuída por Cristo. É propriedade exclusiva de Deus.

Não temos mais espírito de escravidão na nossa vida. Ele diz que o diabo não pode nos tocar. Não pode!

Diz em 1 João 3:8-10 “Aquele que pratica o pecado procede do diabo, porque o diabo vive pecando desde o princípio. Para isto se manifestou o Filho de Deus: para destruir as obras do diabo. Todo aquele que é nascido de Deus não vive na prática de pecado; pois o que permanece nele é a divina semente; ora, esse não pode viver pecando, porque é nascido de Deus. Nisto são manifestos os filhos de Deus e os filhos do diabo: todo aquele que não pratica justiça não procede de Deus, nem aquele que não ama a seu irmão.”

O que o filho de Deus veio fazer? Tirar a maldição, o pecado, o castigo, destruir as obra do diabo. Por isso, um crente espiritual, maduro, não pode viver na prática do pecado. O fruto do Espírito é amor, bondade, misericórdia, mansidão, domínio próprio, contra essas coisas não há lei.

Diz 1 Coríntios 6:9-11 “Ou não sabeis que os injustos não herdarão o reino de Deus? Não vos enganeis: nem impuros, nem idólatras, nem adúlteros, nem efeminados, nem sodomitas, nem ladrões, nem avarentos, nem bêbados, nem maldizentes, nem roubadores herdarão o reino de Deus. Tais fostes alguns de vós; mas vós vos lavastes, mas fostes santificados, mas fostes justificados em o nome do Senhor Jesus Cristo e no Espírito do nosso Deus.”

Quer dizer que Deus odeia o pecado do homossexualismo. E se uma pessoa, que está nessa prática, vier à igreja e se converter? Nasceu de novo. Pode voltar a essa prática? Não. E se voltar? Ou nunca foi convertido, ou está indo contra a Palavra de Deus, sujeita à disciplina, correção e açoite, que pode ser uma morte prematura.

Agora, se alguém crente, não se arrepende e Jesus volta. Como fica o caso dessa pessoa? Amado, vou falar sobre arrependimento. Porque esta é outra coisa que vejo sempre: as mesmas pessoas nos apelos.

Devemos nos sentir livres do pecado do passado, do presente e do futuro. Há pastores que não sabem que o pecado não tem mais domínio sobre eles, uma vez que estão debaixo da Graça e não da lei. Hebreus 10:14 “Porque, com uma única oferta, aperfeiçoou para sempre quantos estão sendo santificados.” Em Cristo, estamos perfeitos.

Quando essa perfeição começa a se manifestar? 2 Coríntos 7:9-11 “agora, me alegro não porque fostes contristados, mas porque fostes contristados para arrependimento; pois fostes contristados segundo Deus, para que, de nossa parte, nenhum dano sofrêsseis. Porque a tristeza segundo Deus produz arrependimento para a salvação, que a ninguém traz pesar; mas a tristeza do mundo produz morte. Porque quanto cuidado não produziu isto mesmo em vós que, segundo Deus, fostes contristados! Que defesa, que indignação, que temor, que saudades, que zelo, que vindita! Em tudo destes prova de estardes inocentes neste assunto.”

Existe uma tristeza que gera arrependimento, que é Deus quem dá. Quando uma pessoa é ovelha e está ai fora, e vive aqui e ali, há uma hora que lhe dá uma tristeza, uma agonia, um mal estar para arrependimento, que só se dá uma única vez. Então, para a salvação, arrependemo-nos uma vez e para sempre. No dia em que nos arrependemos, recebemos o Espírito Santo, fomos selados, batizados, ungidos, ficamos cheios de Deus, transbordamos do Espírito, embriagamo-nos do Espírito. E, quando alguém se arrepende, fica inocente diante de Deus. Mas se pecar, já como inocente, vem tristeza de morte! Portanto, não precisa o salvo se arrepender todos os domingos para a salvação. E por que isso acontece? Porque as pessoas têm pouca certeza da salvação. Porque não estão vivendo o Novo Pacto. Agora, quando uma pessoa não conhece essas verdades, fica como diz Efésios 4:14 “para que não mais sejamos como meninos, agitados de um lado para outro e levados ao redor por todo vento de doutrina, pela artimanha dos homens, pela astúcia com que induzem ao erro.”

De Cristo, nem o diabo, nem Deus podem nos tirar. Por quê? Porque os dons e a chamada são irrevogáveis. O que falta à igreja de Jesus é conhecer a verdade bíblica. Lê Oséias 4:6.

Se fosse possível voltarmos ao lugar que estávamos antes de confessarmos Jesus como Senhor e Salvador, a ressurreição de Cristo seria destruída, Jesus teria que voltar, teria quer ir para o túmulo e ressuscitar.

Foi Deus quem mandou Paulo ensinar em Romanos 8:38-39 “Porque eu estou bem certo de que nem a morte, nem a vida, nem os anjos, nem os principados, nem as coisas do presente, nem do porvir, nem os poderes, nem a altura, nem a profundidade, nem qualquer outra criatura poderá separar-nos do amor de Deus, que está em Cristo Jesus, nosso Senhor.” Incluindo os pregadores.

Quem faz mal ao povo são os pregadores. Os que não têm o temor de Deus. Quem é que nos pode separar de Jesus? Ninguém!

Muitas pessoas vivem como salvos, mas ainda estão com a sua carne forte. Estão sempre debaixo de disciplina, de correção, de açoite, e, muitas vezes, até com morte prematura.

Diz Romanos 8:33 “Quem intentará acusação contra os eleitos de Deus? É Deus quem os justifica.”

Todos somos suscetíveis a altos e baixos, lutas e adversidades, questões e dúvidas. Todavia, gostaria que tivesses a convicção do que estou ensinando.

Diz Hebreus 6:4-6 “É impossível, pois, que aqueles que uma vez foram iluminados, e provaram o dom celestial, e se tornaram participantes do Espírito Santo, e provaram a boa palavra de Deus e os poderes do mundo vindouro, e caíram, sim, é impossível outra vez renová-los para arrependimento, visto que, de novo, estão crucificando para si mesmos o Filho de Deus e expondo-o à ignomínia.”

Da posição de salvo não podemos sair. Se saíssemos, o Sangue de Jesus não teria valor.

Guarda esta palavra: é impossível. É impossível renovar outra vez. Por quê? Porque, quando recebemos a primeira renovação, recebemos a última, a única. Se fosse possível um pecado nosso destruir a obra de Jesus, o cristianismo não existiria.

É impossível renovar outra vez. Por quê? Porque, quando uma pessoa recebe o perdão, recebe-o para sempre. É impossível perder a posição inicial, senão, Cristo teria que morrer outra vez. Quando Ele nos perdoou, foi para sempre.

É impossível renovar outra vez. Por quê? Porque a primeira vez é para sempre.

Diz Hebreus 10:26-27 “Porque, se vivermos deliberadamente em pecado, depois de termos recebido o pleno conhecimento da verdade, já não resta sacrifício pelos pecados; pelo contrário, certa expectação horrível de juízo e fogo vingador prestes a consumir os adversários.”

Recebemos o pleno conhecimento, somos salvos, estamos na igreja, conhecemos a eleição, a predestinação, temos o selo do Espírito e provamos o poder de Deus. E se pecarmos? O que acontece? Nenhum pecado pode destruir o valor do Sangue de Cristo. O plano de Jesus é perfeito. Ele não veio perder a viagem. Ele não veio morrer, expor-se à ignomínia, à vergonha, sofrer, para perder a viagem. Contudo, se a pessoa, voluntariamente, pecar, sentirá expectação de juízo e fogo.

O que é expectação?

Não sei se todos já passaram por isso, mas a verdade é que, quando um crente salvo peca, deliberadamente, pois há pecado sem dolo, Deus permite que portas comessem a se fechar, a vida não dá certo, não progride.

Ninguém, por si mesmo, pode salvar-se. Jesus veio buscar o que se havia perdido. Quer dizer, então, que, quando uma pessoa peca deliberadamente, não dorme, tem pesadelo, tudo dá errado, fecham-se as portas, o dinheiro não chega, vem doença. Bem! A pessoa está debaixo de expectação. Expectação de juízo e fogo. O crente errou um pouquinho, já vem expectação de juízo e fogo. Porque Deus não quer mau testemunho sobre a Terra. O convertido sabe que, se semear, vai colher. Quem semeia na carne colhe corrupção. Se nos portamos injustamente, se semeamos divisões, se não abominamos o que Deus abomina, se nos contaminamos com outras situações, vamos pagar por isso.

Então, amado, quem é nascido de novo, tem domínio, porque, se não tiver domínio, sabe que Deus disciplina, corrige e açoita. Diz Hebreus 12:7-8 “É para disciplina que perseverais (Deus vos trata como filhos); pois que filho há que o pai não corrige? Mas, se estais sem correção, de que todos se têm tornado participantes, logo, sois bastardos e não filhos.”

Deus disciplina o filho que ama. Para quê? Para que ele participe da Sua santidade.

Diz João 8:5-11 “E na lei nos mandou Moisés que tais mulheres sejam apedrejadas; tu, pois, que dizes? Isto diziam eles tentando-o, para terem de que o acusar. Mas Jesus, inclinando-se, escrevia na terra com o dedo. Como insistissem na pergunta, Jesus se levantou e lhes disse: Aquele que dentre vós estiver sem pecado seja o primeiro que lhe atire pedra. E, tornando a inclinar-se, continuou a escrever no chão. Mas, ouvindo eles esta resposta e acusados pela própria consciência, foram-se retirando um por um, a começar pelos mais velhos até aos últimos, ficando só Jesus e a mulher no meio onde estava. Erguendo-se Jesus e não vendo a ninguém mais além da mulher, perguntou-lhe: Mulher, onde estão aqueles teus acusadores? Ninguém te condenou? Respondeu ela: Ninguém, Senhor! Então, lhe disse Jesus: Nem eu tampouco te condeno; vai e não peques mais.]”

Agora, vou te dar uma receita: o elixir da felicidade, do bem-estar da vida, da paz, da prosperidade, das finanças prósperas. Tu vais amar todo mundo, vais ficar feliz. O que deves fazer? Não pecar mais.

Qual o papel da igreja de Jesus?

Quando o pai briga com o filho, ele corre para a mãe. Com Deus também é assim. Ele disciplina, corrige e açoita, e vamos para a mãe. Quem é a mãe? É a igreja. A igreja faz o papel da mãe. Ela dá cobertura, mas diz que o pai tem razão. Ela não tira a força do pai. O pai tem razão!

Diz o Salmo 89:31:33 “se violarem os meus preceitos e não guardarem os meus mandamentos, então, punirei com vara as suas transgressões e com açoites, a sua iniqüidade. Mas jamais retirarei dele a minha bondade, nem desmentirei a minha fidelidade.”

Portanto, amado, o pecado não tem mais domínio sobre nós. Quem tem domínio é Jesus Cristo. É o Espírito Santo que trabalha em nossa vida. Temos uma Aliança com Deus e ninguém, nem Deus pode destruí-la. O pecado não tem mais domínio sobre nós!

 

 

ASSIM SEJA, ASSIM DISSE O SENHOR!

 

 

Teu Apóstolo, irmão e amigo, Miguel Ângelo.

TV CRISTO VIVE

TV Cristo Vive

Clique e assista

Participe de nossos cultos ao vivo, direto de nossa Sede Internacional no Rio de Janeiro - Brasil.

CULTOS

Cultos Brasil

Áudio | Vídeo

Domingo - 9:00h e 18:00h
Segunda-feira - 19:30h Quarta-feira - 19:30h

Cultos Portugal

cristoviveportugal@gmail.com

Domingo - 10:00
Segunda-feira - 20:30
Quarta-feira - 20:30
Horário de Lisboa

Cristo Vive em Portugal

ARQUIVOS

Visite nosso arquivo de mensagens em Áudio ou Video
Visite nosso arquivo de mensagens em texto

Cristo Vive em Portugal Blog do Eleito Facebook TV Online Milagres Vivos Youtube TV Cristo Vive Youtube Igreja Cristo Vive Palavra Profética