+55 (21) 3017-9090

Rua Maricá, 320 - Rio de Janeiro

Top

Estudos

Provérbios 4:7: “O princípio da sabedoria é: Adquire a sabedoria; sim, com tudo o que possuis, adquire o entendimento.”

Senti no meu coração, durante esses últimos dias, que nós precisávamos compreender um pouco mais intensa e profundamente sobre o que significa o Favor de Deus. O Favor de Deus é compreendido por nós, neste Novo Pacto, como benevolência, como aceitação, como vontade, como desejo, como o prazer que Deus sente conosco, com aqueles que O confessaram como Senhor.

Vigésimo Quarto Módulo Módulo Ap. Miguel Ângelo Quarta-feira 26/08/2015 - Aula 05 Tema:Como enfrentar os medos Pensamento:Deus quer que aprendamos a viver por Fé, confiando plenamente em Cristo. Lançando fora os medos que nos impendem de ter ousadia em nossos planos. Medos que nos impedem de tomar posse das promessas de Deus para nossas vidas. Clique Aqui para ver a apostila...

1 Pedro 3:15: “antes, santificai a Cristo, como Senhor, em vosso coração, estando sempre preparados para responder a todo aquele que vos pedir razão da esperança que há em vós,”.

No nosso Ministério, aprendemos que fomos predestinados em amor, que fomos conhecidos por Deus desde antes da fundação do mundo, que fomos chamados pelo Senhor, vocacionados com santa vocação, justificados, chamados e glorificados. Conhecemos como fomos conhecidos, colocamos a Soberania de Deus em primeiro lugar e, muitos dos que nos ouvem falar essas verdades, querem saber com detalhes a respeito da nossa Fé. Então, querido, muitas pessoas hão de pedir para tu explicares porque pensas de forma diferente da lei.

Romanos 10:6-10: “Mas a justiça decorrente da fé assim diz: Não perguntes em teu coração: Quem subirá ao céu?, isto é, para trazer do alto a Cristo ou: Quem descerá ao abismo?, isto é, para levantar Cristo dentre os mortos. Porém que se diz? A palavra está perto de ti, na tua boca e no teu coração; isto é, a palavra da fé que pregamos. Se, com a tua boca, confessares Jesus como Senhor e, em teu coração, creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, serás salvo. Porque com o coração se crê para justiça e com a boca se confessa a respeito da salvação.”

Hoje vamos compreender um pouco mais profundamente sobre a conexão que existe entre o coração e a boca do cristão, especialmente no que diz respeito à salvação. A boca e o coração são os dois lugares onde a fé se manifesta. Estamos aprendendo, na Igreja, que existe uma chave de salvação que começa no coração e que se manifesta pela boca. A Bíblia diz: “Olha, a minha oração e a minha súplica de todo coração são para que sejam salvos”

João 17:17 “Santifica-os na verdade; a tua palavra é a verdade.”

Meu filhinho na fé, povo de propriedade exclusiva de Deus, aquele que o Senhor chama de raça eleita, nação santa, povo do Senhor, ovelha de Cristo.

Todos nós, um dia, já fomos enganados e também já nos enganamos a respeito de nós mesmos em algum momento. Quero te dizer que aquilo que nós acreditamos sobre nós mesmos determina o nosso futuro espiritual, físico, emocional e profissional.

Salmo 107:1-2 diz: “Rendei graças ao SENHOR, porque ele é bom, e a sua misericórdia dura para sempre. Digam-no os remidos do SENHOR, os que ele resgatou da mão do inimigo”.

Durante essas últimas semanas eu tenho falado à igreja sobre a atitude soberana de Deus de nos redimir e de nos resgatar da mão do inimigo. A nossa vida, antes de termos Jesus como Senhor e Salvador, apesar de termos nascido ovelha, estava na mão do inimigo.

Mateus 8:5 a 13: “Tendo Jesus entrado em Cafarnaum, apresentou-se-lhe um centurião, implorando: Senhor, o meu criado jaz em casa, de cama, paralítico, sofrendo horrivelmente. Jesus lhe disse: Eu irei curá-lo. Mas o centurião respondeu: Senhor, não sou digno de que entres em minha casa; mas apenas manda com uma palavra, e o meu rapaz será curado. Pois também eu sou homem sujeito à autoridade, tenho soldados às minhas ordens e digo a este: vai, e ele vai; e a outro: vem, e ele vem; e ao meu servo: faze isto, e ele o faz. Ouvindo isto, admirou-se Jesus e disse aos que o seguiam: Em verdade vos afirmo que nem mesmo em Israel achei fé como esta. Digo-vos que muitos virão do Oriente e do Ocidente e tomarão lugares à mesa com Abraão, Isaque e Jacó no reino dos céus. Ao passo que os filhos do reino serão lançados para fora, nas trevas; ali haverá choro e ranger de dentes. Então, disse Jesus ao centurião: Vai-te, e seja feito conforme a tua fé. E, naquela mesma hora, o servo foi curado.”

O homem dessa passagem bíblica era de grande garbo e posição, mas de repente, ele percebeu que a sua autoridade humana, a sua posição social e o recurso do seu exército eram absolutamente ineficazes e incapazes de operarem um milagre na vida de um empregado que ele amava. Então, ele corre para Jesus, vai à única fonte verdadeira, vai à busca do lenitivo, à busca do socorro, à busca da água da vida, à busca da mão amiga e poderosa que poderia curar o seu empregado. O Mestre, depois de ouvir o caso, dispôs-se a ir à casa do centurião. Todavia, o oficial romano pediu-Lhe que enviasse apenas uma palavra, pois reconhecia a autoridade de Jesus. O Senhor, admirado, disse não ter visto fé como a do o homem que Lhe falava.

 “RELIGIÃO  X  CRISTIANISMO”

 

João 14:6: “Respondeu-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida; ninguém vem ao Pai senão por mim.”

Eu tenho dito, há algumas semanas, que no nosso País, na sociedade, milhares e milhares de pessoas têm, literalmente, seus pés e mãos amarrados, sua vida não avança, muitos está em declínio, com projetos parados, família infeliz, dramas emocionais terríveis, doenças inexplicáveis, que começaram quando deram ouvidos ou concordaram com o ocultismo. Nós estamos vivendo numa sociedade cheia de sincretismos religiosos. Há coisas que parecem que são de Deus, mas não são. Há coisas que parecem ser espirituais e não são.

Zacarias 9:11-12: “Quanto a ti, Sião, por causa do sangue da tua aliança, tirei os teus cativos da cova em que não havia água. Voltai à fortaleza, ó presos de esperança; também, hoje, vos anuncio que tudo vos restituirei em dobro.”

Vivemos dias extraordinários em nosso ministério, porque estamos conhecendo com detalhes aquilo que Deus nos falou desde a passagem do ano. Estamos lembrando de que precisamos conhecer, na sua plenitude, o que ouvimos em uma mensagem de quarenta e cinco minutos e que levaremos meses discorrendo, dissecando e absorvendo item por

2 Coríntios 10:4-5: “Porque as armas da nossa milícia não são carnais, e sim poderosas em Deus, para destruir fortalezas, anulando nós sofismas e toda altivez que se levante contra o conhecimento de Deus, e levando cativo todo pensamento à obediência de Cristo,”

O Senhor Jesus, quando se manifestou, nos tornou livres do passado e em pessoas perfeitas. E Ele disse que os dons e a chamada são irrevogáveis.