+55 (21) 3017-9090

Rua Maricá, 320 - Rio de Janeiro

Top

Estudos – TEMOS UM TESOURO

Estudos – TEMOS UM TESOURO

2ª Coríntios 4:7 “Temos, porém, este tesouro em vasos de barro, para que a excelência do poder seja de Deus e não de nós.”

Hoje, vamos conhecer bem profundamente o assunto tesouro, porque Jesus já havia dito em Mateus 13:44: “O reino dos céus é semelhante a um tesouro oculto no campo, o qual certo homem, tendo-o achado, escondeu. E, transbordante de alegria, vai, vende tudo o que tem e compra aquele campo.”    

Esse tesouro esteve oculto. Vamos aprender que, depois que o adquirimos, nós, também, nos livramos de tudo do mundo, deixamos o sistema do mundo, o padrão do mundo, a voz do mundo, o jeito do mundo, os trejeitos do mundo, renascemos, somos regenerados pelo Espírito Santo. Vamos aprender que esse tesouro relaciona-se com vida, mas também, com morte. E é aí que a Igreja de Cristo, à volta do mundo, se mete numa confusão violenta, porque não conhece essa questão com profundidade.

Como começamos a conhecer, a estudar, a entender o que é ter um tesouro na nossa vida? Paulo escreve em 1ª Coríntios 4:17 “Por esta causa, vos mandei Timóteo, que é meu filho amado e fiel no Senhor, o qual vos lembrará os meus caminhos em Cristo Jesus, como, por toda parte, ensino em cada igreja.”    

Quando a Igreja de Cristo quer viver no Novo Pacto, precisa seguir os caminhos de Paulo. Por isso, Paulo disse: “Sede meus imitadores.” Paulo não tinha caminhos como os de Pedro, nem como os de João, Tiago ou Marcos. Portanto, existem caminhos e ensinos que são parte do tesouro bom, e existem caminhos e ensinos que não são bons. Apesar de estarem na Bíblia, não são para nós. Romanos 6:17.

Na realidade, estamos diante de dois fatos: existe um ensino verdadeiro, e existe uma doutrina verdadeira. Existe um ensino mau, e existe uma doutrina má.

Qual é o ensino bom? É o de Paulo para a Igreja gentílica.

Se tu não conheces o que é o tesouro bom e o mau, se não conheces a forma de ensinar de Paulo e a sua doutrina, vais te meter em outra doutrina. E essa outra doutrina é problemática; é o mau tesouro.

Vejamos como Paulo explicou a respeito da doutrina, em 2ª Coríntios 3:6 a 11 “o qual nos habilitou para sermos ministros de uma nova aliança, (Deus não quer que tu tenhas NADA com a Velha Aliança. Deus não quer que cantes a lei, Deus não quer que tenhas procedimentos iguais aos da lei, Deus não quer que raspes a cabeça, que ponhas óleo na cabeça, que te atires a lamber o pó do chão, que não durmas à noite. Deus não disse isso! Ele disse:) não da letra (não da lei), mas do Espírito, porque a letra (o mau tesouro, o ensinamento que não é o de Paulo, a doutrina que não é a de Paulo) mata, mas o espírito vivifica. E se o ministério de morte (veja como Paulo chama o outro ensino, o da lei: ministério de morte. Quer dizer que, se estivermos no lugar onde nos ensinam uma doutrina que não foi ensinada por Paulo, onde recebamos caminhos e ensinos que não sejam os de Paulo, o que estaremos recebendo? Doutrina de morte. Ministério de morte. Isso se chama a lei) gravado com letras em pedras, se revestiu de glória, a ponto de os filhos de Israel não poderem fitar a face de Moisés, por causa da glória do seu rosto, ainda que desvanecente, como não será de maior glória (Ministério da Graça) o ministério do Espírito. (a lei é um ministério que mata. Eu vou explicar como isso acontece. Paulo diz:) Porque, se o ministério da condenação (Paulo diz aos Romanos: ‘Nenhuma condenação há para aqueles que estão em Cristo Jesus’. Mas existe um Ministério da condenação: ‘Tu vais ficar! O diabo vai te pegar! Se Jesus viesse, tu não irias! Cuidado! Cortou o cabelo, vestiu roupa assim’. Esse é o ministério de condenação, ministério de morte. Ele disse:) Porque, se o ministério de condenação foi glória, (a lei lá atrás teve glória) em muito maior proporção será glorioso o ministério da justiça (Ministério da Graça). Porquanto, na verdade, o que, outrora, foi glorificado, neste respeito, já não resplandece, (A lei já não serve) diante da atual sobreexcelente glória. (amado, como é bom ouvires algo que não condena, que não mata e tem glória sobreexcelente. É maravilhoso!) Porque, se o que se desvanecia teve glória, muito mais glória tem o que é permanente.”

Uma vez filho, filho para sempre; uma vez perdoado, perdoado para sempre; uma vez salvo, salvo para sempre; uma vez ungido, ungido para sempre. A Graça é permanente. A lei, não; desvanece.

Quando se segue a lei, sente-se como crente órfão, abandonado. Parece que Deus não está presente, que é necessário passar por lutas e problemas na Terra. Sentir-se órfão é sentir-se desamparado, ignorado, em pecado.

Jesus veio cumprir a lei para que não tivéssemos medo dela, para que soubéssemos como tirar o ministério de condenação e de morte da nossa vida. Jesus veio ser fiel por nós. Ele foi o nosso substituto. Então, quando recebemos Jesus, quando recebemos o Reino, quando nos convertemos, a primeira coisa que Deus nos entrega é o TESOURO.

No tesouro da lei há morte. Nele há coisas que não servem para nós. Se sabemos que o ministério da lei é de condenação e morte, devemos fugir disso. É um tesouro, mas é de morte. Precisamos procurar o que tem vida, o que é de excelente glória, aquilo que vai resplandecer, aquilo que não termina. E conhecer esse tesouro, às vezes, traz o que diz a Palavra em Gálatas 4:19 “meus filhos, por quem, de novo, sofro as dores de parto, até ser Cristo formado em vós;”.

Qual é a missão da Igreja? Qual é a missão da Missão Apostólica da Graça de Deus? Qual é a nossa missão? Formar Cristo na tua vida. E como se forma Cristo? Com o ministério de condenação, com ministério de morte, ou com o Ministério de glória, Graça, Espírito e Vida? Com a Graça.

Agora, quando se usa a lei para aperfeiçoar as pessoas, o que surge é uma classe de crentes com medo do inferno, do encosto, da pomba-gira e de perder a salvação. Isso é terrível e gera insegurança e terror na vida dos filhos de Deus.

Voltando a 2ª Coríntios, quem é o vaso de barro? A nossa carne. Dentro de nós está um tesouro. Mas se ninguém ensinar como Paulo ensinava, se ninguém doutrinar como Paulo doutrinava, ao invés de se formar o tesouro do Cristo verdadeiro, formar-se-á um sei lá do que.

Para nós, que já entendemos qual é a parte boa do tesouro, sabemos que dentro dele há riquezas, saúde, paz, gozo, alegria, provisão. A Bíblia diz que em Cristo estamos completos!

No Antigo Testamento, tratava-se o tesouro com as mãos: o homem tinha que se esforçar, tinha que suar. No Novo Pacto, abrimos o tesouro com a boca. É a confissão da nossa boca que abre o tesouro. Vamos lembrar isso, com a passagem de Gideão. Juízes 7:2 “Disse o SENHOR a Gideão: É demais o povo que está contigo, para eu entregar os midianitas nas suas mãos; Israel poderia se gloriar contra mim, dizendo: A minha própria mão me livrou.” Deus não divide a Sua glória com ninguém.

Dizem os versículos 3 a 6: “Apregoa, pois, aos ouvidos do povo, dizendo: Quem for tímido e medroso, volte e retire-se da região montanhosa de Gileade. Então, voltaram do povo vinte e dois mil, e dez mil ficaram. Disse mais o SENHOR a Gideão: Ainda há povo demais; faze-os descer às águas, e ali tos provarei; aquele de quem eu te disser: este irá contigo, esse contigo irá; porém todo aquele de quem eu te disser: este não irá contigo, esse não irá. Fez Gideão descer os homens às águas. Então, o SENHOR lhe disse: Todo que lamber a água com a língua, como faz o cão, esse porás à parte, como também a todo aquele que se abaixar de joelhos a beber. Foi o número dos que lamberam, levando a mão à boca, trezentos homens; e todo o restante do povo se abaixou de joelhos a beber a água. “

Qual a diferença entre pegar a água com a mão e lamber a água? É que Deus estava mostrando que, para ter vitória completa, não pode haver nenhum esforço físico, não pode haver nenhuma intervenção da carne. O lamber a água significa usar a boca como confissão. Ou seja, daqueles trinta mil, só trezentos sabiam usar o Pacto da Graça de Deus.

Diz o versículo 7: ”Então, disse o SENHOR a Gideão: Com estes trezentos homens que lamberam a água eu vos livrarei, e entregarei os midianitas nas tuas mãos; pelo que a outra gente toda que se retire, cada um para o seu lugar.”

Aqueles que lamberam a água, que usaram a boca como confissão, são os que conhecem Deus de verdade. Porque o sinal era a língua e a boca. Lê 2ª Coríntios 4:13.

Vamos ver como é importante saber usar a boca para abrir o tesouro. Provérbios 18:20-21: “Do fruto da boca o coração se farta, do que produzem os lábios se satisfaz. A morte e a vida estão no poder da língua; o que bem a utiliza come do seu fruto.”

Há muita gente que se destrói com a língua. Lares e casamentos se destroem com a língua má.

Diz Gálatas 2:7 “antes, pelo contrário, quando viram que o evangelho da incircuncisão me fora confiado, como a Pedro o da circuncisão (pois aquele que operou eficazmente em Pedro para o apostolado da circuncisão também operou eficazmente em mim para com os gentios)”

A Bíblia mostra que só existem dois evangelhos. Quais são? Circuncisão: morte, Pedro, lei. Incircuncisão: sabedoria, Graça, Espírito, excelência, Paulo.

Só a Graça de Deus é o legítimo Evangelho para a nossa vida. Por isso é que em Oséias diz: Oséias 6:3, 6 “Conheçamos e prossigamos em conhecer ao SENHOR; como a alva, a sua vinda é certa; e ele descerá sobre nós como a chuva, como chuva serôdia que rega a terra.” “Pois misericórdia quero, e não sacrifício, e o conhecimento de Deus, mais do que holocaustos.”

O que o bom tesouro nos dá?

  • A nossa posição em Cristo.

Essa é a primeira coisa! Quando abrimos o tesouro, descobrimos quem somos em Cristo.

  • O tesouro nos dá promessas.

Sabes quantas promessas são? Sete mil promessas. No tesouro, há promessas para TUDO.

Às vezes, as pessoas não sabem interpretar a Bíblia e se agarram a um versículo e fazem dali o seu cavalo de batalha. Por exemplo, há um versículo em Hebreus 10:26 que diz: “Porque, se vivermos deliberadamente em pecado, depois de termos recebido o pleno conhecimento da verdade, já não resta sacrifício pelos pecados;”.

A minha pergunta é: Se uma pessoa sai do mundão, é salva e vai para a Igreja, será que ela quer viver, deliberadamente, em pecado? Foi salvo ou não foi salvo? E quem é o salvo que quer, deliberadamente, pecar? Isso não é para nós. É Deus advertindo os da lei. Porque diz em 1ªJoão 3:9 “Todo aquele que é nascido de Deus não vive na prática do pecado.”

Quem é nascido de Deus tem o tesouro e a divina semente. E o que faz a divina semente de Deus na nossa vida? Guarda-nos do pecado. E como nos guarda? Colocando em nossa consciência que, se pecarmos, somos disciplinados, corrigidos e açoitados.

Paulo disse em 2ª Timóteo 3: 16 e 17: “Toda a Escritura é inspirada por Deus e útil para o ensino, para a repreensão, para a correção, para a educação na justiça,”. Portanto, a pessoa que conhece a Graça de Deus é educada. Não é educado porque é gentil, porque abre a porta do carro para a esposa, porque espera todo mundo sentar para almoçar juntos. Não! Ele é educado por estar seguro em Cristo. Ele sabe que tem uma semente incorruptível. Lê Jeremias 31:3.

Então, quem é educado, quem tem o tesouro, olha para aquilo que diz o Novo Pacto e recebe para a sua vida! Lê Hebreus 10:23.

Quem é educado não aceita mais ameaças do inferno, que vai perder a salvação, que a qualquer momento vai se abrir o chão e vai engolir vinte e três mil.

Então, lembra-te de que Paulo estava advertindo os judeus convertidos.

Diz em Hebreus 10:28 e 29: “Sem misericórdia morre pelo depoimento de duas ou três testemunhas quem tiver rejeitado a lei de Moisés. De quanto mais severo castigo julgais vós será considerado digno aquele que calcou aos pés o Filho de Deus, e profanou o sangue da aliança com o qual foi santificado, e ultrajou o Espírito da graça?” Quem é da lei está profanando e ultrajando a Graça de Deus, o próprio filho de Deus.

No versículo 39 diz: “Nós, porém, não somos dos que retrocedem para (a lei) a perdição; nós somos da fé para a conservação da alma.”

Ele explicou uma série de coisas para os judeus, depois disse: “Nós, judeus convertidos, os da Graça de Deus, não somos assim. Não somos dos que retrocedem. Por quê? Porque nós temos o tesouro, e ele garante a posição, as promessas e a nossa responsabilidade para com Deus”. Estás entendendo? Quem conhece e tem o tesouro está educado na verdade. Nunca retrocederia para a perdição. Amado, quem, aparentemente, perdeu a salvação é porque nunca foi salvo. Nunca teve a semente incorruptível. Então, se uma pessoa retrocede, é porque não foi salva. Quem é salvo pode até andar afastado da Igreja, mas há um dia que Deus lhe aperta o nó e ele volta. E volta para quê? Para ser condenado? Não! Volta para o tesouro!

Diz Hebreus 12:18 a 24 “Ora, não tendes chegado ao fogo palpável e ardente, e à escuridão, e às trevas, e à tempestade, e ao clangor da trombeta, e ao som de palavras tais, que quantos o ouviram suplicaram que não se lhes falasse mais, pois já não suportavam o que lhes era ordenado: Até um animal, se tocar o monte, será apedrejado (Veja como a lei é suja). Na verdade, de tal modo era horrível o espetáculo, que Moisés disse: Sinto-me aterrado e trêmulo! (É assim que vivem os crentes da lei: aterrados e trêmulos) Mas tendes chegado ao monte Sião e à cidade do Deus vivo (à Igreja Evangélica) à Jerusalém celestial, e a incontáveis hostes de anjos, e à universal assembléia e à igreja dos primogênitos arrolados nos céus, e a Deus, o Juiz de todos, e aos espíritos dos justos aperfeiçoados, (Este és tu! De repente, tu começas a perceber que há um tesouro) e a Jesus, o Mediador da nova aliança, e ao sangue da aspersão que fala coisas superiores ao que fala o próprio Abel.” A Graça de Deus é superior a tudo.

Diz o versículo 28 “Por isso, recebendo nós um reino inabalável, retenhamos a graça (lei, sacrifício, capeta, pomba-gira? Não!), pela qual sirvamos a Deus de modo agradável, com reverência e santo temor;  porque o nosso Deus é fogo consumidor.”

Tu és a Igreja dos primogênitos, espírito justo, perfeito, completo, a quem nada falta. Isso é tesouro, riqueza, saúde, abundância e prosperidade! Por isso é que Pedro disse em 1ª Pedro 2:9: “Vós, porém, sois (gafanhoto? Pó da terra? Imagem e semelhança do capeta? Não!) raça eleita, sacerdócio real, nação santa, povo de propriedade exclusiva de Deus, a fim de proclamardes as virtudes daquele que vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz;”.

Amado, o Senhor te atraiu com amor. Tu és Dele! Romanos 8:29 diz: “Porquanto aos que de antemão conheceu, também os predestinou para serem conformes à imagem de seu Filho.”

Fomos chamados para sermos a imagem de Jesus! Não é ser o demônio formado em nós, não é a insegurança formada em nós, não é o inferno formado em nós. É Cristo formado em nós!

Diz o versículo 30: “E aos que predestinou, a esses também chamou; e aos que chamou, a esses também justificou; e aos que justificou, a esses também glorificou. A obra está completa! O Senhor te atraiu, justificou-te, e te glorificou.

Romanos 8:15 diz: “Não recebeste o espírito da escravidão (da lei, da morte) para viverdes, outra vez, atemorizados, mas recebeste o espírito de adoção, (tu recebeste um espírito de adoção) para viverdes, outra vez, atemorizados, mas recebestes o espírito de adoção, baseados no qual clamamos:Aba Pai.”

Esse é o tesouro de que Deus quer que desfrutes.

No tesouro que Deus nos deu, há cura, milagres, provisão, segurança, prosperidade, a certeza de que o diabo não nos pode tocar, a certeza de que vamos ver a glória de Deus!

Esse é o tesouro que é teu, que é meu e que é nosso! Abra-o! Tira as coisas boas! O tesouro possui boas coisas e más coisas. Já tiramos o que não é bom, já tiramos a morte e, agora, temos que desfrutar do tesouro. Tu estás me entendendo? Nós temos que desfrutar do tesouro! No tesouro há saúde para o teu corpo, há vitória para a tua causa na justiça, há o retorno do teu cônjuge ao caminho do Senhor, há salvação do teu filho que tanto choras por ele, há um casamento bom e perfeito para a tua vida, há uma velhice tranqüila, sossegada, sem ter que ficar deitada numa cama e os outros te limpando e te dando água na boca, há negócios, há prosperidade, há vitória! Então, pega o tesouro, agora, que está dentro de ti. Tu és vaso de barro, mas o tesouro está dentro de ti, lá dentro.

Onde houve vergonha, Deus dará dupla honra! Onde tu perdeste, terás restituição. Isso se chama tesouro. Tesouro bom e de riquezas.

Teu Apóstolo, irmão e amigo, Miguel Ângelo.

Se nossa Mensagem tem abençoado a tua vida, se estas palavras tem feito bem ao teu espírito, ajude-nos a mantê-la, seja um semeador. Com certaza seu dízimo e oferta semeado em nosso ministério de evangelização, será honrado por Deus em tua vida com bençãos sem medidas. CLIQUE AQUI PARA DOAR!

Compartilhar
Nenhum Comentário

Escrever um Comentário