+55 (21) 3017-9090

Rua Maricá, 320 - Rio de Janeiro

Top

Estudo – A GRAÇA RESTAURADORA

Estudo – A GRAÇA RESTAURADORA

2ª Pedro 3:18 “antes, crescei na graça e no conhecimento de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo. A ele seja a glória, tanto agora como no dia eterno.”

Todos temos um chamado muito importante, que Pedro revelou: antes de mais nada, crescei na graça e no conhecimento de Deus. Isso significa o quê? Não somos chamados e nos tornamos cristãos e pronto; está pronta a vida. Não é assim. É necessário crescimento. O que ele está dizendo em síntese? Deve haver maturidade.

Se no nosso relacionamento com Deus houver maturidade, se houver crescimento constante, haverá um relacionamento quente, caloroso, fervoroso. Por que precisamos disso? Porque todos temos dias muito difíceis, ou passamos por muitas tentações, ou temos altos e baixos.

A graça é a força da nossa vida, quando ela gera em nós o crescimento e a maturidade. Então, o que Deus começa a dizer? Que a sua graça é restauradora.

O que diz em Lamentações 5:21? “Converte-nos a ti, SENHOR, e seremos convertidos; renova os nossos dias como dantes.”

O Senhor está dizendo o seguinte: Há pessoas que estão dez, vinte ou trinta anos na obra e, mesmo assim, podem perder o encanto, o calor, o fervor e o primeiro amor com Deus. Muitas pessoas perdem o primeiro amor, estão arrefecidas, estão adormecidas e não sabem como dar a volta por cima. Vou mostrar quais as principais razões que levam as pessoas a arrefecerem ou a se desviarem. Mas vou mostrar, acima de tudo, quais são as formas de Deus agir para trazer todos de volta. Vamos começar.

Um dos momentos históricos na obra de Deus foi aquele no qual Pedro traiu Jesus. Marcos 14:18 “Quando estavam à mesa e comiam, disse Jesus: Em verdade vos digo que um dentre vós, o que come comigo, me trairá.”

Eles estavam preparando a ceia, Jesus estava a alguns momentos de passar pelo Seu sacrifício na cruz, e Ele faz uma declaração: “Um de vós vais me trair!” Foi um choque para todos os discípulos. Continuando nos versículos 27 ao 31: “Então, lhes disse Jesus: Todos vós vos escandalizareis, porque está escrito: Ferirei o pastor, e as ovelhas ficarão dispersas. Mas, depois da minha ressurreição, irei adiante de vós para a Galiléia. Disse-lhe Pedro: Ainda que todos se escandalizem, eu, jamais! Respondeu-lhe Jesus: Em verdade te digo que hoje, nesta noite, antes que duas vezes cante o galo, tu me negarás três vezes.  Mas ele insistia com mais veemência: Ainda que me seja necessário morrer contigo, de nenhum modo te negarei. Assim disseram todos.”

Sabes o que ocorreu?

Marcos 14:66 ao 68 “Estando Pedro embaixo no pátio, veio uma das criadas do sumo sacerdote e, vendo a Pedro, que se aquentava, fixou-o e disse: Tu também estavas com Jesus, o Nazareno. Mas ele o negou, dizendo: Não o conheço, nem compreendo o que dizes. E saiu para o alpendre. E o galo cantou.”

Estamos diante de uma realidade: por que há pessoas que estão na Igreja de Jesus e, às tantas, perdem a paixão, o amor, o primeiro amor, desviam-se, caem, adormecem?

  • Porque têm a sua confiança em si mesmas.

O que eu disse antes? Marcos 14:29: “Disse-lhe Pedro: Ainda que todos se escandalizem, eu, jamais!”

Ele disse: “Eu garanto o meu “taco”! (Desculpa-me a expressão popular). Eu garanto. Todo mundo vai negar, todo mundo vai se desviar, mas eu não. Eu sei quem eu sou.” Pedro pensava que a sua força estava na sua carne e que todo mundo podia falhar, menos ele. E o que ocorreu? Ele não sabia que toda carne é enganadora. A nossa suficiência não pode estar na nossa carne. A razão porque muita gente perde o primeiro amor e deixa de ir à reunião de oração, de dizimar e de congregar, é a autoconfiança. Lê Efésios 4:22.

Amado, somos vasos de barro. Autoconfiança é muito perigosa. Olha o que diz em 2ª Coríntios 4:7 “Temos, porém, este tesouro em vasos de barro, para que a excelência do poder seja de Deus e não de nós.”

A excelência é Dele, mas a nossa carne continua sendo de barro. Se não estivermos sempre ligados à igreja, se começarmos a não ir à igreja porque está calor ou frio, sabes o que acontece? Perdemos a brasa, o calor, a incandescência.

O que disse Paulo em 1ª Coríntios 10:12? “Aquele, pois, que pensa estar em pé veja que não caia.”    

Diz Provérbios 16:18 “A soberba precede a ruína, e a altivez do espírito, a queda.”

A nossa suficiência vem de Deus. Não podemos confiar na carne.

  • Por preguiça.

O texto de Marcos 14:37 diz: “Voltando, achou-os dormindo; e disse a Pedro: Simão, tu dormes? Não pudeste vigiar nem uma hora?”

Meu amado, se dormimos espiritualmente por causa da preguiça espiritual, se a tentação vem e não há vigilância, caímos. É mais fácil fazer coisas erradas do que certas. Vigiar exige um esforço muito grande, exige uma tensão espiritual, física e emocional enorme.

Não ignores, meu filhinho, tu podes ser o teu maior inimigo! O diabo não pode te pegar, não pode tirar o teu nome do Livro da Vida, não pode te afastar das mãos de Deus, mas ele pode te enganar com a preguiça.

Mostra Filipenses 3:21 “o qual transformará o nosso corpo de humilhação, para ser igual ao corpo da sua glória, segundo a eficácia do poder que ele tem de até subordinar a si todas as coisas.”

A nossa carne quer nos enganar, quer nos humilhar. Cada vez que alguém deixa de ir à igreja, é humilhado pela sua carne.

Vejamos o que afirmou o Apóstolo Pedro em 1ª Pedro 3:21 “a qual, figurando o batismo, agora também vos salva, não sendo a remoção da imundícia da carne, mas a indagação de uma boa consciência para com Deus, por meio da ressurreição de Jesus Cristo.”

O corpo é de humilhação e a carne é imunda. Não penses que tu tens uma carne convertida. A nossa carne não se converte. O nosso Espírito está perfeito, mas temos concupiscências do engano. Tens tu e tenho eu. É fundamental estar 100 % do tempo ligado com Deus.

Diz Mateus 26:41 “vigiai e orai para que não entreis em tentação.”

  • Porque têm medo de reprovação.

Muita gente perde o seu primeiro amor e não sabe como voltar. Por quê? Porque sente medo da reprovação, do que os outros vão pensar. Olha o que se passava com Pedro. Marcos 14:54 “Pedro seguira-o de longe até ao interior do pátio do sumo sacerdote e estava assentado entre os serventuários, aquentando-se ao fogo.”

Meu amado, ninguém pode servir a Deus de longe, ou seja, sem compromisso.

Não te envergonhes do evangelho. Mostra, no ponto de ônibus, a tua Bíblia. Põe na porta da tua casa: Esta casa é de Jesus! Põe no teu carro: Deus é fiel! Eu sou um abençoado de Deus! Romanos 11:16 diz: “Eu não me envergonho do evangelho porque é o poder de Deus para a salvação.”

Não tenhas medo em casa ou em outro lugar de fazer uma oração pela refeição. Não tenhas vergonha de entrar no teu carro e de dizer: Anjos de Deus, guardem-me. Não tenhas vergonha de dizer, quando recebes o teu salário, que é provisão do Senhor para tua vida! Não tenhas vergonha de ser visto com outros cristãos! Não te sintas embaraçado com as questões espirituais! Lê Provérbios 29:25.

Diz Marcos 8:38 “Porque qualquer que, nesta geração adúltera e pecadora, se envergonhar de mim e das minhas palavras, também o Filho do Homem se envergonhará dele, quando vier na glória de seu Pai com os santos anjos.”

Há dois mil anos, Jesus já dizia que aquela geração era adúltera e pecadora, imagina, hoje, dois mil anos depois?

Não sejas um agente secreto na Igreja de Jesus Cristo. Diz que tu és de Jesus. Diz que tens compromisso com o Reino.

Mostra Apocalipse 21:8 “Quanto, porém, aos covardes, aos incrédulos, aos abomináveis, aos assassinos, aos impuros, aos feiticeiros, aos idólatras e a todos os mentirosos, a parte que lhes cabe será no lago que arde com fogo e enxofre, a saber, a segunda morte.”

Ele põe covardes ao lado de incrédulos, de abomináveis, de assassinos, de idólatras e de mentirosos.

Pedro seguia Jesus Cristo de longe e não tinha compromisso, e olha o que ele acabou fazendo. Marcos 14:54 “Pedro seguira-o de longe até ao interior do pátio do sumo sacerdote e estava assentado entre os serventuários, aquentando-se ao fogo.”

Ele se misturou com o mundo. Pedro juntou-se ao inimigo. Ele queria ser aceito pelo inimigo, negando Jesus. Amado, vou dizer uma coisa, e nisto sou honesto e sincero: Quem brinca com fogo, queima-se. Não há nada de bom no mundo! Não há ninguém bom neste mundo! Não existe povo melhor do que o crente em Jesus Cristo, que foi lavado no Sangue de Jesus, restaurado, chamado, glorificado e predestinado. Lê Tiago 4:4.

  • Porque deixam de contribuir para a obra de Deus.
  • Porque param de ir aos cultos.

Então, o que acontece quando alguém se desvia e perde o primeiro amor? Como Deus responde a essa pessoa? Será que ela perde a salvação? Será que ela vai para o inferno? Qual é a resposta de Deus? A resposta de Deus sempre é com a Sua graça. Deus responde: Romanos 8:1 “Agora, pois, já nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus.”

Quando a Bíblia diz que não há mais condenação, a palavra “NÃO”, do original grego, é uma palavra muito forte. Não, não, não. Nunca, nunca, nunca. Não há outra forma de Deus responder: não há condenação para quem tem Jesus no coração.

Mas não pode perder a salvação? Tiago 2:10 e 13 “Pois qualquer que guarda toda a lei, mas tropeça em um só ponto, se torna culpado de todos.” “Porque o juízo é sem misericórdia para com aquele que não usou de misericórdia. A misericórdia triunfa sobre o juízo.”

Efésios 2:8 diz: “Porque pela graça sois salvos, mediante a fé; e isto não vem de vós; é dom de Deus;”. Por que é por graça? Versículo 9: “não de obras, para que ninguém se glorie..”

Somos todos salvos pela graça. Continuaremos vivendo a graça e morreremos na graça de Deus.

Mas, meu amado, quando entramos em desobediência, há conseqüências. Tu não perdes a tua relação com Deus, porque quem é de Deus é um espírito com ele, mas perdes a comunhão. E, quando se perde a comunhão com Deus, perde-se a alegria, o galardão, o prazer da vida. E, quando se perde a comunhão, fica-se muito vulnerável. Vulnerável, entra-se no campo do inimigo. E no terreno do inimigo, o inimigo é inimigo, ele não pode tirar a salvação, não pode arrancar o nome do Livro da vida, não pode entrar, mas pode criar situações mentirosas porque a sua arma é a mentira para deixar as pessoas vulneráveis.

Por que Deus não rejeita o cristão, se ele, eventualmente, desviou-se?

  1. Porque o amor de Deus é incondicional.

Lamentações 3:22 diz: “As misericórdias do SENHOR são a causa de não sermos consumidos, porque as suas misericórdias não têm fim;”.

  1. Porque a salvação não é baseada em obras.

Romanos 9:16 “Assim, pois, não depende de quem quer ou de quem corre, mas de usar Deus a sua misericórdia.” A nossa salvação é baseada em Cristo, na Graça de Deus.

  1. Porque Jesus já levou o nosso castigo há 2.000 anos, na cruz do Calvário.

O Sangue de Jesus não faz efeito até o dia em que recebemos e confessamos Jesus Cristo. O seu efeito é eterno. O preço foi pago. 1ª Pedro 2:24 “carregando ele mesmo em seu corpo, sobre o madeiro, os nossos pecados, para que nós, mortos para os pecados, vivamos para a justiça; por suas chagas, fostes sarados.”

O que tenho aprendido é que muita gente, quando ouve alguém falar desse amor incondicional de Deus, por estar habituada a ser manipulada em outros lugares, pensa que pode “botar para quebrar”, sair, adulterar, porque a misericórdia do Senhor é para sempre. Quem pensa assim, desculpa-me, não é convertido. Não é um crente verdadeiro. Lê Gálatas 5:13.

A lei diz que, quando uma pessoa peca é punida, mas tu sabes que punição é uma retribuição por coisas feitas no passado, e nós não temos passado. As coisas velhas já passaram, eis que tudo se fez novo. Deus não pune. Ele corrige e disciplina.

E a disciplina o que é? É uma correção para o futuro, para que a pessoa não volte a errar. A punição é feita com ira. Na graça, a disciplina é com amor.

Em Hebreus 12:5 a 8: “e estais esquecidos da exortação que, como a filhos, discorre convosco: Filho meu, não menosprezes a correção que vem do Senhor, nem desmaies quando por ele és reprovado; porque o Senhor corrige a quem ama e açoita a todo filho a quem recebe. É para disciplina que perseverais (Deus vos trata como filhos); pois que filho há que o pai não corrige? Mas, se estais sem correção, de que todos se têm tornado participantes, logo, sois bastardos e não filhos.”    

Hebreus 4:15 diz: “Porque não temos sumo sacerdote que não possa compadecer-se das nossas fraquezas; antes, foi ele tentado em todas as coisas, à nossa semelhança, mas sem pecado.”

Cristo compreende como somos tentados, porque Ele foi tentado, só que não pecou, e Ele não quer que pequemos.

  1. Porque Ele é imutável.

Salmos 103:8 ao 11 “O SENHOR é misericordioso e compassivo; longânimo e assaz benigno. Não repreende perpetuamente, nem conserva para sempre a sua ira. Não nos trata segundo os nossos pecados, nem nos retribui consoante as nossas iniqüidades. Pois quanto o céu se alteia acima da terra, assim é grande a sua misericórdia para com os que o temem.”

Deus não desiste de ninguém. Se o mundo te envergonhou, já te ridicularizou, Deus não te rejeita, não desiste. Lê Romanos 2:4.    

Hoje, vou dizer a todos que lêem este Recado e às nações: Volta para o caminho, para a vida. Volta! Por mais longe que estejas. A relação com Deus nunca pode ser quebrada. É tudo tão fácil. Volta!

Jeremias 15:19 “Portanto, assim diz o SENHOR: Se tu te arrependeres, eu te farei voltar e estarás diante de mim; se apartares o precioso do vil, serás a minha boca; e eles se tornarão a ti, mas tu não passarás para o lado deles.”      

Isaías 1:18 “Vinde, pois, e arrazoemos, diz o SENHOR; ainda que os vossos pecados sejam como a escarlata, eles se tornarão brancos como a neve; ainda que sejam vermelhos como o carmesim, se tornarão como a lã.”

Pedro negou Jesus três vezes, e o galo cantou três vezes, mas, Jesus não desistiu dele. Pedro foi humilhado e envergonhado, mas Jesus o restaurou. Isso é a graça de Deus. Lê o Salmo 51:12.

Tu sabes que a alegria da salvação está lá dentro, ninguém pode se desviar de Deus. Deus não é essa coisa frágil que a lei prega. Deus quando cobre, cobre de misericórdia.

Quero terminar este Recado com a passagem do filho pródigo.

Ele bailou, dançou, bebeu tudo com mulheres, e, de repente, começou a passar fome. Queria comer comida de porco, alfarrobas, e não tinha ninguém para dar. No mundo não tem ninguém amigo. E ele disse: “Puxa! Na casa de meu pai há tanta fartura e eu, aqui, passando fome.” Então, ele começou uma estratégia: pensou em voltar para casa e ser tratado como empregado. E diz a Bíblia que ao longe, quando o pai o avistou disse: “Aquele é meu filho!” Ele o abraçou e o beijou e deu uma grande festa para comemorar a volta do que havia se perdido.

Isso resume tudo o que estou mostrando desde o começo: O amor de Deus é incondicional. Deus não condena. Nenhuma condenação há para aqueles que têm Cristo Jesus.

Deus não desistiu de ti. Ainda que a tua mãe e teu pai desistam de ti, Deus não desistiu de ti. Tu que aprendeste a não depender mais da tua própria força, mas de Deus, na vontade de Deus, volta! Porque o teu Pai te espera de braços abertos para te colocar um anel e sandálias, roupas novas e tocar o barco. Há uma longa jornada pela frente.

O mundo quer conhecer o Deus da graça, não o deus da condenação. Nós amamos Jesus. Glória a Deus.

 

ASSIM SEJA, ASSIM DISSE O SENHOR!

 

 

Teu Apóstolo, Bispo Primaz, irmão e amigo, Miguel Ângelo.

Se nossa Mensagem tem abençoado a tua vida, se estas palavras tem feito bem ao teu espírito, ajude-nos a mantê-la, seja um semeador. Com certaza seu dízimo e oferta semeado em nosso ministério de evangelização, será honrado por Deus em tua vida com bençãos sem medidas. CLIQUE AQUI PARA DOAR!

Compartilhar
Nenhum Comentário

Escrever um Comentário