+55 (21) 3017-9090

Rua Maricá, 320 - Rio de Janeiro

Top

SOMOS REGENERADOS PELO ESPÍRITO SANTO

SOMOS REGENERADOS PELO ESPÍRITO SANTO

1 Pedro 3:15: “antes, santificai a Cristo, como Senhor, em vosso coração, estando sempre preparados para responder a todo aquele que vos pedir razão da esperança que há em vós,”

 O mais importante da vida espiritual é estarmos seguros sobre tudo que envolve a nossa Fé, pois, quando estamos seguros, sabemos fazer a sua defesa e usá-la, especialmente naquelas horas difíceis de uma doença, de um revés, de uma vicissitude, de uma luta ou de uma crise. O próprio Senhor Jesus disse que neste mundo passaríamos por aflições, mas que tivéssemos bom ânimo, porque assim como Ele venceu, nós venceríamos também.

A defesa da nossa Fé é também muito importante, porque há momentos em que o mundo secular tenta ridicularizá-la. Fizeram isso com os patriarcas, com os profetas, com Cristo e com os Apóstolos. E nós, que estamos aqui nesta peregrinação, também estamos sujeitos a isso.

A defesa da nossa Fé deve ser sempre racional, portanto, a mente precisa estar funcionado. É preciso ser inteligente e confiante. É assim que se faz a defesa da Fé. O Apóstolo Pedro, por exemplo, num momento de crise, como não estava bem preparado para defender a sua Fé, quando foi apontado como um dos que andava com Jesus, negou-O três vezes. E por que? Porque não tinha alicerces sólidos, não tinha fundamentos fortes.

Esses alicerces e fundamentos fortes chegaram à vida da Igreja através do Apóstolo Paulo. Vê o que disse Paulo, quando escreveu aos Romanos 8:18: “Porque para mim tenho por certo que os sofrimentos do tempo presente não podem ser comparados com a glória a ser revelada em nós”

Paulo está dizendo: “Todos nós passamos por lutas, por dificuldades, por sofrimentos, mas há uma glória muito maior.” Depois, ele revela o que a sociedade espera. Olha só: “A ardente expectativa da criação aguarda a revelação dos filhos de Deus.” (versículo 19).

Existe uma ansiedade universal, um suspense muito grande em relação a revelação de Deus na nossa vida. Ora, se não estivermos preparados para defender a Fé, o que a criação pode aguardar de nós? Nada!

Eu entendo que a grande revelação que o mundo precisa conhecer é a mudança que homens e mulheres sofrem por causa da Palavra que os transforma na imagem e semelhança de Deus.

Qual é a ardente expectativa das pessoas? Qual é a primeira revelação que devemos mostrar? Precisamos dizer que somos filhos de Deus! Em 1 João 3:2, diz a Palavra do Senhor: “Amados, agora, somos filhos de Deus, e ainda não se manifestou o que haveremos de ser. Sabemos que, quando ele se manifestar, seremos semelhantes a ele, porque haveremos de vê-lo como ele é.”

O fato de sermos Filhos de Deus traz muitas implicações para a nossa vida diária e é isso o que as pessoas almejam ver. Tanto é verdade que, se um servo do diabo maltrata a esposa, ninguém fala nada. É normal; todo mundo se maltrata. Mas, se um evangélico levanta a voz para a mulher, todo mundo questiona: “Isso que é Deus?”

Temos estudado, há algumas semanas, a predestinação. O filho de Deus precisa entender como foi que ele chegou a ser filho de Deus. Romanos 8:29-31 diz isso: “Porquanto aos que de antemão conheceu, também os predestinou para serem conformes à imagem de seu Filho, a fim de que ele seja o primogênito entre muitos irmãos. E aos que predestinou, a esses também chamou; e aos que chamou, a esses também justificou; e aos que justificou, a esses também glorificou. Que diremos, pois, à vista destas coisas? Se Deus é por nós, quem será contra nós?”

Talvez muitas pessoas digam: “Tudo bem, agora já entendi. Mas, o que eu tenho que dizer? O que acontece, na prática? O que muda no meu dia-a-dia?”

Existe uma palavra-chave na Bíblia Sagrada que explica qual a conseqüência da predestinação: Regeneração.

Em Tito 3:4-8 diz assim: “Quando, porém, se manifestou a benignidade de Deus, nosso Salvador, e o seu amor para com todos, não por obras de justiça praticadas por nós, mas segundo sua misericórdia, ele nos salvou mediante o lavar regenerador e renovador do Espírito Santo, que ele derramou sobre nós ricamente, por meio de Jesus Cristo, nosso Salvador, a fim de que, justificados por graça, nos tornemos seus herdeiros, segundo a esperança da vida eterna. Fiel é esta palavra, e quero que, no tocante a estas coisas, faças afirmação, confiadamente, para que os que têm crido em Deus sejam solícitos na prática de boas obras. Estas coisas são excelentes e proveitosas aos homens.”

Vê o Plano Perfeito de Deus: a nossa salvação e a nossa predestinação não tiveram nenhuma ligação com obras de justiça que tenhamos praticado, sejam elas melhores ou piores, nem com o livre arbítrio, porque foi segundo a misericórdia do Senhor. Dentro desse “pacote” está a regeneração.

Quem lava e regenera não são as águas batismais, como diz a tradição evangélica. A verdadeira água é a Palavra de Deus. Jesus disse: “Pela Palavra estais limpos.” O que nos limpa é o lavar regenerador do Espírito Santo.

Regeneração significa que somos, na realidade, uma nova criação. Não somos mais quem éramos. É essa a expectativa ardente da criação.

O Apóstolo Paulo explicou quem nós éramos antes de ter Jesus. Efésios 2:1-2: “Ele vos deu vida, estando vós mortos nos vossos delitos e pecados, nos quais andastes outrora, segundo o curso deste mundo, segundo o príncipe da potestade do ar, do espírito que agora atua nos filhos da desobediência;”.

Andávamos segundo o príncipe das potestades do ar. Há pessoas que seguiam cartomante, quiromante, faziam consultas a búzios, pulavam em cemitério, comiam e mordiam pescoço de galinhas, serviam às redes, aos tentáculos orientalistas do diabo, mas eram ovelhas. Nós éramos, na carne, como os demais, como se fôssemos filhos da ira, filhos da perdição.

Depois da regeneração, dizem os versículos 3-5: “entre os quais também todos nós andamos outrora, segundo as inclinações da nossa carne, fazendo a vontade da carne e dos pensamentos; e éramos, por natureza, filhos da ira, como também os demais. Mas Deus, sendo rico em misericórdia, por causa do grande amor com que nos amou, e estando nós mortos em nossos delitos, nos deu vida juntamente com Cristo, – pela graça sois salvos,”.

Agora, vê Romanos 3:10-12 “como está escrito: Não há justo, nem um sequer, não há quem entenda, não há quem busque a Deus; todos se extraviaram, à uma se fizeram inúteis; não há quem faça o bem, não há nem um sequer.”

Quem era o homem que poderia se auto-regenerar? Quem poderia se auto-salvar? Estávamos mortos. Não buscávamos. Não há um justo, não há um sequer. Não há quem entenda. Lê Efésios 2:11-13.

Nota uma coisa: a regeneração é um ato instantâneo. Não demora 100 anos para acontecer. Não podemos dizer que estamos nos regenerando constantemente. Ela é instantânea porque é o Espírito Santo quem regenera. O indivíduo que mentia, não mente mais. Fornicava, não fornica mais. Adulterava, não adultera mais. Roubava, não rouba mais. Usava mal a sua língua, não usa mais. Isso é um ato instantâneo. Zacarias 3:9 explica isso: “Porque eis aqui a pedra que pus diante de Josué; sobre esta pedra única estão sete olhos, eis que eu lavrarei a sua escultura, diz o SENHOR dos Exércitos, e tirarei a iniqüidade desta terra, num só dia.”

Ora, se Satanás, através de Adão, nos manchou em um dia, por que Cristo não poderia tirar o pecado da nossa vida também num dia?

João 1:29 diz: “No dia seguinte, viu João a Jesus, que vinha para ele, e disse: Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo!”

O Senhor Jesus Cristo tirou o pecado da nossa vida quando O recebemos como Senhor e Salvador. Nessa hora, instantaneamente, o nosso passado, presente e futuro foram mudados. A nossa vida velha passou, tudo se fez novo.

Diz, em Romanos 5:12:  “Portanto, assim como por um só homem entrou o pecado no mundo, e pelo pecado, a morte, assim também a morte passou a todos os homens, porque todos pecaram.”

Quando Adão pecou, todos pecaram. Num único dia, todo o mundo morreu. Ora, se num único dia Adão matou todo o mundo, seria difícil para Jesus salvar a todos que predestinou, num dia? Vamos ver: Versículos 15, 17: “Todavia, não é assim o dom gratuito como a ofensa; porque, se, pela ofensa de um só, morreram muitos, muito mais a graça de Deus e o dom pela graça de um só homem, Jesus Cristo, foram abundantes sobre muitos.” “Se, pela ofensa de um e por meio de um só, reinou a morte, muito mais os que recebem a abundância da Graça e o dom da justiça reinarão em vida por meio de um só, a saber, Jesus Cristo.” Tu precisas entender isso, para depois poderes saber como foste regenerado. Lê o Salmo 51:5 e o Salmo 32:2.

Em 1 Pedro 1:3-5: “Bendito o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, que, segundo a sua muita misericórdia, nos regenerou para uma viva esperança, mediante a ressurreição de Jesus Cristo dentre os mortos, para uma herança incorruptível, sem mácula, imarcescível, reservada nos céus para vós outros que sois guardados pelo poder de Deus, mediante a fé, para a salvação preparada para revelar-se no último tempo.”

Não fomos regenerados para irmos para o inferno, ou para o demônio nos pegar, mas para uma viva esperança.

Depois, no versículo 23: “pois fostes regenerados não de semente corruptível, mas de incorruptível, mediante a palavra de Deus, a qual vive e é permanente.” A Palavra lava e o Espírito regenera.

“Regenerado” vem da palavra grega: “ANAGENNAO”, que quer dizer: “Gerar novamente, fazer nascer de novo”. Por exemplo: Fulano de Tal era alcoólatra, mas ele se regenerou. Aquele homem cheirava cocaína, mas ele se regenerou. Aquele homem era muito agressivo com sua esposa, mas ele se regenerou. Regenerar significa ser uma nova criatura. Quem é “ANAGENNAO” jamais se perde, porque foi regenerado. Em João 17:12 diz isso. “Quando eu estava com eles, guardava-os no teu nome, que me deste, e protegi-os, e nenhum deles se perdeu, exceto o filho da perdição, para que se cumprisse a Escritura.” Olha, a ovelha pode estar num tremedal de lama, na cocaína, na maconha, no trabalho de feitiçaria, na magia negra, que não se perde. Em Tiago 1:16-18 explica: “Não vos enganeis, meus amados irmãos. Toda boa dádiva e todo dom perfeito são lá do alto, descendo do Pai das luzes, em quem não pode existir variação ou sombra de mudança. Pois, segundo o seu querer, ele nos gerou pela palavra da verdade, para que fôssemos como que primícias das suas criaturas.”

Não foi o nosso livre arbítrio, por isso temos segurança. Amado, não fizemos nada para ser cristão, não pedimos nada a Deus, estávamos mortos. A Palavra fez uma obra tal que fomos regenerados. Isso é maravilhoso, porque é um dom de Deus.

Só os regenerados viverão a vida eterna. Essa é uma obra feita pelo Espírito Santo. O regenerado não pode fazer o mal, não pode praticar nada de mau na sua vida, porque nasceu de novo. 1 João 3:9 explica isso: “Todo aquele que é nascido de Deus não vive na prática de pecado; pois o que permanece nele é a divina semente; ora, esse não pode viver pecando, porque é nascido de Deus.”

Tu acreditas que um homem nascido de Deus seja capaz de dar uma bofetada no rosto da mulher, que uma mulher nascida de Deus queira a morte de outra pessoa, que uma pessoa nascida de Deus leve outro irmão ao tribunal ou faça intriga para querer mal a outra pessoa? Não! Então, entendemos que, quem faz tudo isso não é nascido de Deus, não é regenerado. O regenerado possui uma atitude ética, de santo, uma atitude e uma postura transparente. Quem tem a semente divina não pode viver pecando.

Vamos continuar com Apocalipse 21:27: “Nela, nunca jamais penetrará coisa alguma contaminada, nem o que pratica abominação e mentira, mas somente os inscritos no Livro da Vida do Cordeiro.”

Quem pratica mentiras e abominações pode ser um regenerado? Pode entrar na Nova Jerusalém? Não! Só quem tem a inscrição do seu nome no Livro da Vida. Quem são os inscritos? Os regenerados!

Em Gênesis 1:26, o Senhor diz: “Também disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança; tenha ele domínio sobre os peixes do mar, sobre as aves dos céus, sobre os animais domésticos, sobre toda a terra e sobre todos os répteis que rastejam pela terra.” Esse foi o plano original. O pecado nos matou, nos destituiu da Glória de Deus, depois, veio Cristo e nos regenerou.

Diz em Efésios 1:4: “assim como nos escolheu, nele, antes da fundação do mundo, para sermos santos e irrepreensíveis perante ele; e em amor”. Esse é o regenerado.

Daniel 12:1-2, 4: “Nesse tempo, se levantará Miguel, o grande príncipe, o defensor dos filhos do teu povo, e haverá tempo de angústia, qual nunca houve, desde que houve nação até àquele tempo; mas, naquele tempo, será salvo o teu povo, todo aquele que for achado inscrito no livro. Muitos dos que dormem no pó da terra ressuscitarão, uns para a vida eterna, e outros para vergonha e horror eterno.” Os regenerados têm os nomes gravados no Livro da Vida e são salvos de aflições.

O sistema evangélico tradicional adulterou a Palavra. Não crê na salvação instantânea e não crê na regeneração instantânea. Dizem que as almas estão indo para o inferno por nossa culpa. Não somos culpados de nada. Cabe a nós pregar. Lançamos a semente, outro rega, mas quem dá o crescimento é Deus! Nenhuma alma que Ele criou antes da fundação do mundo e inscreveu o nome no Livro da Vida se perderá. O sistema tradicional também diz que se há predestinação não há a necessidade de se pregar a Palavra. Vamos ver se é assim. Romanos 10:14-15: “Como, porém, invocarão aquele em quem não creram? E como crerão naquele de quem nada ouviram? E como ouvirão, se não há quem pregue? E como pregarão, se não forem enviados? Como está escrito: Quão formosos são os pés dos que anunciam coisas boas!”

Para que o Eleito de Deus, para que a pessoa cujo nome está no Livro da Vida seja regenerada, é necessário ouvir a pregação. Portanto, amado, mais do que nunca precisamos pregar. Agora, a quem cabe fazer com que essa Palavra caia no coração de terra boa e germine? A Deus.

Nós, no Ministério Cristo Vive, não nos envergonhamos do Evangelho. Não somos do Evangelho só aos domingos. O regenerado é vinte e quatro por sete. Vinte e quatro horas, sete dias na semana. O regenerado não é convencido, é convertido. Somos chamados para viver como abençoados. Sabemos que tudo foi consumado na cruz, que somos pedras vivas do Senhor, que somos sal da terra, que somos luz do mundo.

Em Colossenses 4:5-6 diz assim: “Portai-vos com sabedoria para com os que são de fora; aproveitai as oportunidades. A vossa palavra seja sempre agradável, temperada com sal, para saberdes como deveis responder a cada um.” Devemos ter sempre uma palavra temperada com sal. O que dizemos dá sabor.

Eu queria terminar mostrando que a regeneração está ligada ao Espírito Santo. Vê o que diz Atos 9:1-8, 15, 17, 20: “Saulo, respirando ainda ameaças e morte contra os discípulos do Senhor, dirigiu-se ao sumo sacerdote e lhe pediu cartas para as sinagogas de Damasco, a fim de que, caso achasse alguns que eram do Caminho, assim homens como mulheres, os levasse presos para Jerusalém. Seguindo ele estrada fora, ao aproximar-se de Damasco, subitamente uma luz do céu brilhou ao seu redor, e, caindo por terra, ouviu uma voz que lhe dizia: Saulo, Saulo, por que me persegues? Ele perguntou: Quem és tu, Senhor? E a resposta foi: Eu sou Jesus, a quem tu persegues; mas levanta-te e entra na cidade, onde te dirão o que te convém fazer. Os seus companheiros de viagem pararam emudecidos, ouvindo a voz, não vendo, contudo, ninguém. Então, se levantou Saulo da terra e, abrindo os olhos, nada podia ver. E, guiando-o pela mão, levaram-no para Damasco.” “Mas o Senhor lhe disse: Vai, porque este é para mim um instrumento escolhido para levar o meu nome perante os gentios e reis, bem como perante os filhos de Israel;”. “Então, Ananias foi e, entrando na casa, impôs sobre ele as mãos, dizendo: Saulo, irmão, o Senhor me enviou, a saber, o próprio Jesus que te apareceu no caminho por onde vinhas, para que recuperes a vista e fiques cheio do Espírito Santo.” “E  logo pregava, nas sinagogas, a Jesus, afirmando que este é o Filho de Deus.”

Quantos anos demorou Paulo para se tornar um pregador? Nenhum! Foi imediatamente. Por quê? Porque a primeira atitude do regenerado é dar o seu testemunho.

Em 1 Coríntios 15:9-10 diz: “Porque eu sou o menor dos apóstolos, que mesmo não sou digno de ser chamado apóstolo, pois persegui a igreja de Deus. Mas, pela graça de Deus, sou o que sou; e a sua graça, que me foi concedida, não se tornou vã; antes, trabalhei muito mais do que todos eles; todavia, não eu, mas a graça de Deus comigo.” O maior dos Apóstolos, que se achava o menor, foi regenerado instantaneamente.

Fomos aperfeiçoados no Espírito e, agora, estamos sendo santificados. Quando tu praticas os ensinamentos bíblicos, o que é pedra de tropeço sai da tua vida. Agora, uma vez que conheças a Verdade, ela te liberta!

 

ASSIM SEJA, ASSIM DISSE O SENHOR!

 

Teu Apóstolo, irmão e amigo, Miguel Ângelo.

Se nossa Mensagem tem abençoado a tua vida, se estas palavras tem feito bem ao teu espírito, ajude-nos a mantê-la, seja um semeador. Com certaza seu dízimo e oferta semeado em nosso ministério de evangelização, será honrado por Deus em tua vida com bençãos sem medidas. CLIQUE AQUI PARA DOAR!

Compartilhar
Nenhum Comentário

Escrever um Comentário