+55 (21) 3017-9090

Rua Maricá, 320 - Rio de Janeiro

Top

Estudos

II Workshop de Louvor e Adoração Ap. Miguel Ângelo - Bispo Primaz O adorador deve ter as características dos seres viventes do livro do Apocalipse, principalmente do quarto ser vivente, que tem rosto de águia voando(Apocalipse 4:7). A águia quando está voando tem uma visão panorâmica ampla e profunda. O adorador deve ter uma visão profunda da obra de Deus, deve conhecer o Deus que adora (Oséias 6:3). Não pode ter uma visão limitada, estática, tem de desenvolver...


 

Gálatas 6:17 “Quanto ao mais, ninguém me moleste; porque eu trago no corpo as marcas de Jesus.”

 Estamos falando já há algumas semanas sobre renovação, regeneração e, hoje, quero falar um pouco mais sobre estas marcas de Jesus.

Como você olha para uma pessoa e evidencia que ela é salva?

Quando preparava este Recado, ocorreram-me as palavras do grande pregador Charles Spurgeon, quando ele dizia: “a verdadeira vida concedida pelo Espírito Santo tem que trazer resultados. O cristão se torna melhor que qualquer dos melhores homens deste mundo.”

1 Pedro 1:18-20 “… sabendo que não foi mediante coisas corruptíveis, como prata ou ouro, que fostes resgatados do vosso fútil procedimento que vossos pais vos legaram, mas pelo precioso sangue, como de cordeiro sem defeito e sem mácula, o sangue de Cristo, conhecido, com efeito, antes da fundação do mundo, porém manifestado no fim dos tempos, por amor de vós”.

O sangue de Jesus Cristo é o presente mais precioso que o Senhor deu à Sua  igreja. Poucos cristãos nesta terra entendem sobre o valor e as virtudes do sangue de Cristo. Todas as igrejas falam sobre o sangue, cantam hinos sobre o poder do sangue de Jesus, mas poucos vivem debaixo do poder do sangue que foi derramado na cruz do Calvário. Por isso, meu amado, por revelação do Espírito Santo, eu quero te falar do significado do sangue de Cristo, da glória do seu derramamento e dos benefícios que esse sangue outorgou e outorga à Sua igreja.

Efésios 1:15-18 “Por isso, também eu, tendo ouvido a fé que há entre vós no Senhor Jesus e o amor para com todos os santos, não cesso de dar graças por vós, fazendo menção de vós nas minhas orações, para que o Deus de nosso Senhor Jesus Cristo, o Pai da glória, vos conceda espírito de sabedoria e de revelação no pleno conhecimento dele, iluminados os olhos do vosso coração, para saberdes qual é a esperança do seu chamamento, qual a riqueza da glória da sua herança nos santos”.

Que coisa interessante, apesar dos irmãos de Éfeso serem convertidos, regenerados, selados com o Santo Espírito da promessa, não compreendiam alguns fatos espirituais. Os olhos espirituais ainda não haviam sido iluminados. Apesar de serem cheios do Espírito Santo, os olhos do coração ainda não compreendiam que, para os crentes em Jesus Cristo, existe uma Segunda Graça. Eles já eram convertidos, mas não tinham Revelação. Tinham zelo por Deus, mas não tinham conhecimento.

Efésios 6:10 a 13 “Quanto ao mais, sede fortalecidos no Senhor e na força do seu poder. Revesti-vos de toda a armadura de Deus, para poderdes ficar firmes contra as ciladas do diabo; porque a nossa luta não é contra o sangue e a carne, e sim contra os principados e potestades, contra os dominadores deste mundo tenebroso, contra as forças espirituais do mal, nas regiões celestes. Portanto, tomai toda a armadura de Deus, para que possais resistir no dia mau e, depois de terdes vencido tudo, permanecer inabaláveis.”

Paulo disse: “Revesti-vos de toda armadura de Deus.” Isso é um mandamento, uma ordem apostólica para o povo de Deus. Portanto, a grande luta que o povo de Deus enfrenta – já que o seu espírito está perfeito, já que o inimigo não pode penetrar na sua vida, nem lhe tirar a salvação – está na mente. Ou seja, quando o inimigo consegue sucesso e lança um dardo na mente de uma pessoa, esse dardo negativo atinge, na realidade, a vida como um todo.

 

Hebreus 9:15 -17  “Por isso mesmo, Ele é o Mediador da nova aliança, a fim de que, intervindo a morte para remissão das transgressões que havia sob a primeira aliança, recebam a promessa da eterna herança aqueles que têm sido chamados.

Porque, onde há testamento, é necessário que intervenha a morte do testador;Pois, um testamento só é confirmado no caso de mortos; visto que de maneira nenhuma tem força de lei enquanto vive o testador.”

             Fora da graça de Deus, existe judaísmo, se um gentio, ou seja, uma pessoa que não tem sangue de Israel nas suas veias, começar a viver como um judeu cristão, na realidade, vive uma vida de escravidão. Lido acima que Jesus, é o mediador de uma Nova Aliança. Hebreus 8:6 “Agora, com efeito, obteve Jesus ministério tanto mais excelente, quanto é Ele também Mediador de superior aliança instituída com base em superiores promessas.”

 

2 Timóteo 3:16-17 “Toda a Escritura é inspirada por Deus e útil para o ensino, para a repreensão, para a correção, para a educação na justiça, a fim de que o homem de Deus seja perfeito e perfeitamente habilitado para toda boa obra.”

 Quando falamos em integridade, referimo-nos à credibilidade, ao que é aceitável e confiável. Para nós, povo da Graça de Deus, a Palavra de Deus é, absolutamente, íntegra.

Existem muitos cristãos que dizem crer na Bíblia, mas não a vivenciam, não possuem uma confissão em linha com ela. Qual é a causa disso? A causa é que a Palavra não está sendo pregada segundo o Evangelho de Deus. Conseqüentemente, não está sendo entesourada no coração e não está nos lábios de muita gente.

Hebreus 10:1-2 “Ora, visto que a lei tem sombra dos bens vindouros, não a imagem real das coisas, nunca jamais pode tornar perfeitos os ofertantes, com os mesmos sacrifícios que, ano após ano, perpetuamente, eles oferecem. Doutra sorte, não teriam cessado de ser oferecidos, porquanto os que prestam culto, tendo sido purificados uma vez por todas, não mais teriam consciência de pecados?”

Estamos  falando sobre a grande necessidade de termos uma consciência limpa e boa para com Deus. Vamos abordar esse assunto porque muitos cristãos ainda praticam obras da lei, pensando que, ao se sacrificarem, ao pagarem o preço, serão melhores diante de Deus. Mas a Bíblia diz que nenhum sacrifício humano pode tornar alguém perfeito. E por que a lei não podia tornar ninguém perfeito? Porque ela não fazia com que a consciência fosse mudada. As pessoas continuavam com a consciência de pecado. Ora, precisamos entender que aqui está a grande chave da vida espiritual. Quando o Espírito Santo opera na consciência, ele opera no homem total. A lei não podia fazer isso. Ela não podia ir à raiz do problema do ser humano, pois era composta de sacrifícios, de ritos, de cerimônias, de festas, de comida, de bebidas, mas os seus 613 mandamentos não mudavam a consciência do homem.

1 Pedro 3:15: “antes, santificai a Cristo, como Senhor, em vosso coração, estando sempre preparados para responder a todo aquele que vos pedir razão da esperança que há em vós,”

 O mais importante da vida espiritual é estarmos seguros sobre tudo que envolve a nossa Fé, pois, quando estamos seguros, sabemos fazer a sua defesa e usá-la, especialmente naquelas horas difíceis de uma doença, de um revés, de uma vicissitude, de uma luta ou de uma crise. O próprio Senhor Jesus disse que neste mundo passaríamos por aflições, mas que tivéssemos bom ânimo, porque assim como Ele venceu, nós venceríamos também.

Efésios 5:13-17: “Mas todas as cousas, quando reprovadas pela luz, se tornam manifestas; porque tudo que se manifesta é luz. Pelo que diz: Desperta, ó tu que dormes, levanta-te de entre os mortos, e Cristo te iluminará. Portanto, vede prudentemente como andais, não como néscios e sim como sábios, remindo o tempo,  porque os dias são maus. Por esta razão, não vos torneis insensatos, mas procurai compreender qual a vontade do Senhor”.

 

Para podermos compreender a razão desta advertência de Paulo à igreja dos efésios: “Os dias são maus! Viva como uma pessoa sábia! Desperta, ó tu que dormes!” precisamos compreender alguns fatos a respeito de Éfeso. O que se passava na cidade de Éfeso? Éfeso era a terceira cidade do império romano em importância, mas era a que mais se dedicava ao ocultismo. Era a cidade que mais hospedava magos, bruxos, charlatães de toda a espécie em termos espirituais. Então, que tipo de influência esta igreja recebia? Magia, ocultismo, idolatria, superstições possíveis e inimagináveis, deuses e deusas. Podes agora compreender que Paulo tinha razões para escrever esta carta doutrinal a uma igreja que, aparentemente, estava se deixando adormecer. Lê Atos 19:23-28.